troço verde web
Ilustração: Thomas Musmann / Coletivo Boitatá

Quando a estátua da liberdade aportou em Bauru e causou toda aquela comoção, senti-me intimado a opinar. Afinal, em tempos de Facebook, todos são cronistas de uma salada de assuntos, diariamente lançados na rede. Acabei me contendo, pois somem na mesma velocidade, banalizados pelo recorde mundial de argumentação sem raciocínio – generalizo, claro, há trigo no meio do joio.

No fim das contas, ri da situação. Rir de si mesmo faz bem e, como bauruense por adoção, resignei-me a dar boas vindas àquele monumento de mau gosto, que deu no New York Times. Resignado porque Bauru, hospitaleira que se tornou, abre os braços como um cristo redentor (há um lá na Comendador!) a tudo e todos que atravessam seus limites.

Um menino de Três Corações aqui chegou nos primeiros passos e, anos depois, saiu driblando o mundo inteiro. A paulistana Eny se transformou no Pelé das cafetinas. O jornalista Arnaldo Duran é confundido como natural da Sem Limites, apesar de tupanense. Quando dizem que o cartunista Gustavo Duarte não nasceu em Bauru, ninguém acredita.

Pois bem, a famigerada estátua já se sente em casa. Porque não existe mais BAC, nem Luso, o BTC é só a casca. Ícones vão saindo de cena, como talentos locais que bateram asas (Celulari, Ozires, Palmirinha…) ou partiram de vez. Jurandyr já não pode mais desenhar um monumento que justifique o sumiço da moça da tocha. Seu Vitória Régia, sinal dos tempos, é rabiscado pela arte das ruas, rodeado de água suja. As referências vão minguando, o progresso (com ou sem aspas, a seu critério) nos impõe outras. Estamos todos, legítimos e forasteiros bauruenses, à sombra daquele troço verde, que tem levado a culpa em nome do galope da vida moderna.

Compartilhe!
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Paisagismo abstrato: conheça a arte da bauruense Sophia Bortoletto

“A arte traz a vontade da gente querer permanecer naquele espaço”, afirma a artista plásti…