karen

Rotina atribulada, estresse no trânsito, brigas no trabalho e mal-estar em casa. Dá para imaginar que, em meio às complicações do dia a dia, alguém possa dispor um pouco do seu tempo para promover bem-estar ao próximo? Bom, foi exatamente isso que a designer Karen Bazzeo fez.

A bauruense, que mora em São Paulo há quatro anos, resolveu aproveitar o tempo de folga de uma forma diferente. Apaixonada por crochê, Karen enfeitou três árvores de Bauru com sua arte: uma na Rua Gustavo Maciel, outra na Avenida Getúlio Vargas e a terceira está próxima à Universidade do Sagrado Coração (USC).
“Escolhi Bauru porque nasci aqui. Essa cidade faz parte da minha vida. Tomei o cuidado também de escolher lugares que fizeram sentido para mim de alguma maneira: lugares que passei, frequentei ou lugares em que ainda frequentam pessoas especiais!”, conta.

O movimento Yarn Bombing, ato de ‘crochetar’ as árvores, já existe em muitas cidades. “Ele é como uma arte urbana, da mesma maneira que o graffiti, só que com lãs e linhas coloridas. É como se fosse um graffiti traduzido em tecido. Esse movimento começou em grandes cidades como Nova York, Dallas e Londres”, explica.

Para Bauru, a designer ainda trouxe algo diferente: quem passar por essas árvores poderá pegar corações que estão pendurados nesses trabalhos. Segundo Karen, a intenção é que, ao se aproximar das árvores por curiosidade, as pessoas tenham uma pequena surpresa em poder pegar um coração e assim, poder alegrar o seu dia. “Todos podem participar! Eu quis deixar uma hashtag na plaquinha ‘Pegue 1 <3’ para poder saber se as pessoas estão interagindo. Está sendo muito legal ver essas respostas!”, diz. Por influência de sua mãe, Karen aprendeu a fazer crochê ainda criança e a arte é uma forma dela mostrar a todos como é de verdade. “Queria fazer algo que falasse mais de mim, alguma coisa que realmente fosse algo que viesse completamente de mim. É como se cada pontinho fosse um pouco do que eu sou e eu fico imensamente feliz com cada trabalho que eu finalizo. Eu acho que todo mundo tem procurar encontrar aquilo que gosta de fazer de verdade ou algo que ame muito. O importante é você se sentir feliz e se realizar de alguma maneira. Vale experimentar tudo pra se encontrar”, diz. [gallery ids="3219,3220,3221,3222,3223,3224,3225,3226,3227,3228,3229,3230"]