Tulsa

O bauruense Cristiano Lagar realizou o sonho de muita gente: fazer a Rota 66! Construída entre 1933 a 1938, ela se transformou em uma das principais estradas norte-americanas, por ter sido uma das primeiras rotas pavimentadas dos Estados Unidos. Hoje, a Rota 66 se tornou uma das paixões mundiais por representar o espírito empreendedor da América, já que tinha a missão de explorar e ligar territórios que antes eram isolados.

Com a vontade de conhecer um pouco mais sobre a cultura norte-americana, Cristiano realizou a viagem com mais dois amigos. Os três partiram dia 29 de abril e retornaram no dia 12 de maio.

“Passamos por New York, Cliveland, Chicago, Oklahoma, Tulsa, Albuquerque, Grand Canyon, Las Vegas, Santa Monica e todas as paradas foram programadas por nós”, diz.

Durante a viagem, Cristiano conta que o melhor foi poder conhecer diversos lugares em tão pouco tempo. Em New York, por exemplo, os amigos passaram pelo Central Park, Empire State, Time Square e Chinatown, famosos pontos turísticos da cidade. Em Cliveland, eles puderam conhecer o centro histórico. Já em Chicago passaram pelo Lago Michigan, Escultura de Feijão e a Avenida Michigan, que marca o início da Rota 66. Conheceram ainda Albuquerque e suas lindas paisagens, além do Grand Canyon.

“Para mim, o maior achado da viagem foi o Grand Canyon. Nós não imaginávamos que existia uma estrutura daquela tão perto dos Canyons. Também gostamos muito da noite em Las Vegas e do Pier de Santa Monica”, revela.

E a maior lição da viagem? “Que planejamento é tudo!” (risos) Além disso, Cristiano conta que já havia conhecido os Estados Unidos em outra ocasião e que acha a cultura deles muito interessante. “Tudo o que eles fazem é pra todos eles não fazem nada visando um determinado público. Também acho o patriotismo do americano é fantástico!”, afirma.

tobias-viagens

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Cultura
...

Verifique também

10 atividades gratuitas de Carnaval para aproveitar no Sesc Bauru

Quem acha que para curtir o feriadão do Carnaval é preciso sair de Bauru está muito engana…