balett

Você já pensou em começar a fazer ballet? Conversamos com bailarinas profissionais que deram dicas sobre como dar o primeiro passo para começar a dançar. Além de tonificar os músculos e alongar o corpo, o ballet ainda faz bem para a mente e ajuda a acabar com o estresse. E o melhor, qualquer um pode começar a fazer! Portanto, nada de desculpas!

Benefícios para o corpo
Segundo a bailarias Isabelli Barbieri e Karen Teixeira, da Sigma Escola de Dança, de Bauru, o ballet ajuda na coordenação motora, dá força muscular e melhora a postura, tonificando todo o corpo ao mesmo tempo. “Recentemente saiu um estudo, que foi feito na Inglaterra, falando que o ballet é ainda melhor que a natação para trabalhar todo o corpo de uma só vez”, afirma Karen. O ballet também ajuda a reestruturar a coluna, por conta de sua semelhança com o pilates, que também alonga o corpo.

Para todas as idades!
E aquela história de que a dança é somente para crianças, pode ficar no passado. Hoje em dia está cada vez mais comum que os adultos comecem a adotar essa prática em seu dia a dia. “Está super em alta adultos procurarem fazer ballet! Por ele trabalhar muito o alongamento, não há nada melhor para a longevidade. Nós vamos ‘diminuindo’ ao longo da vida. É normal isso acontecer quando ficamos mais velhos e essa dança ajuda muito nesse sentido”, diz Karen. Na escola em que é proprietária, Karen diz que tem turmas só para adultos iniciantes com alunas de 50 anos. “Todo mundo pode fazer!”, esclarece.

Mais zen
Além dos benefícios para o corpo, o ballet ajuda a se livrar do estresse do dia a dia e é considerado um alimento para a alma. “O ballet trabalha muito a nossa parte espiritual. Quando estamos no palco, esquecemos de absolutamente tudo. É mágico! Quem não dança, não sabe o que é isso!”, diz Karen e Isabelli completa: “É exatamente isso! Quando dançamos, temos que colocar a nossa emoção para fora. Trabalhamos com a música e colocamos os sentimentos para fora. Temos que interpretar a música e querendo ou não, você acaba mexendo com tudo que está dentro de você. Então é ótimo e a gente se sente muito bem!” Lembrando que, tudo que é demais, é prejudicial para a saúde. Mas se a dança for exercida como um hobby, só tem benefícios. “Quem procura o ballet como uma atividade física, que é o que está acontecendo bastante, não tem risco de lesão, se você tiver um bom professor”, conta Isabelli.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Saúde e Esportes
...

Verifique também

Bauru tem time masculino e feminino de futebol americano e eles estão procurando reforços

O futebol americano é considerado um esporte de posição muito conhecido e popular nos Esta…