jogo-basquete-marilia-link
jogo-basquete-marilia

A derrota ao time do Flamengo, na última terça-feira (26), não desanimou os torcedores do Paschoalotto/Bauru Basket. A equipe encara, novamente, o time carioca nesse sábado (30), em Marília, pela final do NBB. E, apesar de o jogo não acontecer aqui na cidade, alguns moradores já se organizaram para poderem ir conferir esse jogo tão importante.

O Social Bauru conversou com alguns torcedores que vão até a cidade vizinha para acompanhar e torcer pela vitória do time bauruense. Confira os depoimentos:

Vanessa Fernandes
basquetemarilia-vanessa“Eu sempre gostei do esporte e acompanho o basquete de Bauru desde quando era o Tilibra Copimax. Inclusive, meu marido fazia parte de um grupo de torcedores, que logo depois acabou se tornando a ‘Torcida Fúria’. Acho o basquete muito mais emocionante, por exemplo, do que o futebol. Uma jogada precisa ser decidida em apenas 24 segundos e tudo pode mudar ate o final do jogo. Já assisti a jogos em que a partida foi decidida na última bola e no último segundo! É ‘teste cardíaco’! Por isso, acho vale muito a pena, pois a temporada não se resume somente ao último jogo. Acho que houve um ‘apagão’ no jogo de terça. E acredito que os jogadores estão desgastados emocionalmente e fisicamente por conta de todos os campeonatos que participaram. Mas é uma equipe muito bem montada, um elenco excelente, com talentos individuais indiscutíveis. Já conquistaram três títulos esse ano, chegaram até a final do NBB e irão disputar o Mundial! Por tudo isso, acho injusto até as críticas e comentários de alguns torcedores, que tenho lido sobre eles nas redes sociais. É um time vencedor, que fez por merecer estar na final e tenho certeza que existe grandes chances de ganharmos o jogo sábado!”

Daniela Andrioli
basquetemarilia-daniela“Eu vou até Marília com minhas amigas, num carro cheio! A gente se organizou no começo da semana. Apesar de não ir todos os jogos, já que algumas vezes os compromissos batem com os horários das partidas, tento acompanhar sempre que dá! O ‘sacrifício’ de ir até vale sim! Principalmente, porque o time precisa da nossa torcida para conseguir essa vitória! E aí, se ganharmos, lá vamos nós de novo para Marília no dia 6 de junho. Já está tudo esquematizado! E eu acho que Bauru tem chances, sim! Esse jogo vai ser ’em casa’, e todo mundo que estiver lá vai tentar passar energia positiva para os jogares.”

Thiago Veronese
basquetemarilia-thiago“Não é uma opinião, é um fato: o time de Bauru fez uma das suas piores partidas nos últimos anos. O técnico atribuiu a derrota à falta de energia e o Brabo (Alex) à falta de inteligência, mas a verdade é que faltaram os dois e o Flamengo, que tem um time experiente, soube aproveitar muito bem. Mas o último jogo já faz parte do passado. Talvez, se tivéssemos perdido por um ponto de diferença a dor teria sido maior. Os jogadores sabem que foi um jogo totalmente atípico do que vêm apresentado – quem acompanha o Bauru há mais tempo sabe que só depende deles; é um grupo muito forte, unido e que trabalha muito. Não é à toa que ganhou todos os títulos que disputou essa temporada. Então, tenho certeza que dá pra vencer, nem que seja por um ponto, depois de duas prorrogações (pra infartar os bauruenses), mas dá! Nada melhor do que uma virada sofrida e na raça pra colocar na história do NBB e do time de guerreiros!”

Hérica Rodrigues
basquetemarilia-herica“Vou com amigos. Como tenho carteirinha de sócio-torcedor, reuni algumas amigas que também são sócias. E eu sempre acompanhei ao time. Desde o início do basquete em Bauru, vou aos jogos. Tento ir em todos. A torcida faz a diferença! E mesmo com a derrota na terça, vale sim viajar para vê-los jogar. A torcida tem que estar junto sempre, principalmente nos momentos difíceis. Foi um jogo difícil e não tenho dúvida que será assim também o segundo e o terceiro. Temos time para vencer, mas nessa hora não é só técnica. Tem que ter sangue frio. O time de Bauru balança em alguns momentos, mas com a torcida ao lado, tem tudo para ganhar. Eu acredito que vamos vencer sim! #gobauru”

Guilherme Marini
basquetemarilia-guilherme“Eu combinei de ir com a minha namorada e alguns amigos. E eu acompanho aos jogos, assiduamente, há 3 anos, e raramente perco algum jogo em Bauru. Já viajei para outras cidades para ver jogos, até mesmo a final do campeonato paulista em 2013, após longo jejum de títulos. Então, com certeza, vale a pena ir até Marília. Apesar das últimas atuações terem sido abaixo do esperado, todos torcedores sabem que o grupo tem condições de vencer as duas partidas e ser campeão. E com o nosso apoio e lotando o ginásio, eles entram mais fortes, e o adversário se sente mais pressionado – o que é mais um ponto a nosso favor. Eu estou muito confiante para esse jogo. Confesso que passei muito nervoso no primeiro jogo da final assistindo pela tv, principalmente, por ver o time tão apático. Mas acredito que a comissão técnica vai sacudir os jogadores e eles vão entrar com mais vontade do que nunca, afinal, esse é o título que mais almejamos, mesmo após os três últimos conquistados.”

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Saúde e Esportes
...

Verifique também

Primeiro caso de coronavírus é confirmado em Bauru

Na manhã desta segunda-feira (30), o prefeito de Bauru, Clodoaldo Gazzetta, confirmou a te…