arquitetos-link

arquitetos-bauru
Priscila Cucci idealiza e mostra o que poderia ser feito na nossa cidade

Para comemorar o aniversário de Bauru, que completa 119 anos neste sábado, a nossa equipe conversou com alguns arquitetos bauruenses e perguntou o que eles fariam, se tivesse uma verba infinita, para melhorar a cidade.

É claro que, para a realização de cada obra, é necessário tempo e dinheiro, mas gostaríamos de saber as ideias desses grandes profissionais para locais conhecidos de Bauru. Confiram as respostas:

Priscila Cucci
pri-cucci“Bauru está carente de revitalização. A cidade possui muitos parques e praças com pouco uso por falta de manutenção e modernização. Mas pensando pelo lado lúdico, gostaria de projetar um audacioso Parque Temático Infantil para a cidade. Estamos carentes de lugares para levar nossos filhos nos finais de semana. Um parque com ambientes ao ar livre que possuam estrutura adequada para os pequenos se divertirem e agradáveis para os pais compartilharem juntos os momentos em família.”

Ricardo Almeida
ricardo-almeida“Sem dúvidas eu escolheria o aeroporto de Bauru. Iria transferi-lo para um local próximo à malha urbana e criaria um grande parque municipal, pegando toda a extensão do antigo aeroporto. Com este parque, nós poderíamos conscientizar a todos da preservação do meio ambiente, buscando a interação de moradores e turistas. Ele teria espaço para equipamentos de esporte, lazer e diversidade cultural; locais onde poderia passear e aproveitar a natureza. O paisagismo seria diversificado, trazendo espécies nativas e exóticas. Seria um local notável, recreativo de fácil acesso à população. O parque municipal também serviria de palco para diversas atrações musicais, feiras e eventos.”

Paulo Vitica
paulo-vitica“Se eu tivesse que escolher um lugar famoso para revitalizar, com verba infinita, seria a Avenida Nuno de Assis. Famosa por seus problemas de alagamento, pelo mal cheiro do rio, eu transformaria o local em uma avenida tão bonita e agradável quanto a Avenida Nações Unidas, na região do Parque Vitória Régia. Além, disso, ainda iria finalizar a obra do viaduto; o que a tornaria muito mais útil e movimentada. E como a verba é infinita…vou aproveitar! (risos). Eu iria implantar um sistema de trem urbano, aproveitando a malha ferroviária que corta a cidade unindo diversos bairros e aliviando o trânsito de ônibus no centro. Ao longo desse percurso, há vários prédios ligados à ferrovia que estão em completo abandono, esses prédios seriam transformados em centros culturais, esportivos e recreativos”

Thaynara Garcez
thaynara-garcez‘Eu escolheria o Calçadão da Rua Batista de Carvalho. O local precisaria sofrer intervenções em toda sua extensão e arredores. Os prédios estão visualmente abandonados, apesar das lojas que os ocupam. Para isso, seria interessante que passassem por uma revitalização, e quando necessário, nos casos de tombamento, uma restauração, para que recuperem suas características. Eu também iria implantar paisagismo ao longo do Calçadão, pois em meio a tanto concreto, o verde faz falta aos olhos e à região. Há a possibilidade de transformar a rua em um lugar muito mais agradável e pode-se fazer isso com a utilização de paisagismo e equipamentos públicos, como mesas e cadeiras, criando pequenas zonas verdes. Também iria fazer a utilização dos arcos presentes ao longo da Rua Batista de Carvalho, e criar estruturas com placas solares. Assim, a captação de energia feita por essas placas poderia abastecer alguns prédios e até a iluminação pública dessa região. Faria também a alteração da fiação elétrica aparente para subterrânea, de modo que limpasse a vista; implantaria câmeras de segurança; modificaria e intensificaria a iluminação local; incentivaria a sua vida noturna, pois durante a noite a região sofre com vandalismos, sem tetos e viciados, logo, se houvesse vida noturna (restaurantes, bares e casas noturnas) essa incidência seria menor.”

Gabriela Simon
gabriela-simon“No meu ponto de vista, um lugar que precisa de revitalização e requalificação em Bauru é a Estação Ferroviária pois, encontra-se em abandono. Uma estação ferroviária significa muito para o cultivo da memória de sua cidade. Marca um período de modernização que afetou o mundo e resultou no que vivemos hoje em dia. Usaria o espaço para criar um centro cultural e esportivo, onde crianças e jovens pudessem usufruir de atividades de lazer, como aulas de dança, música, teatro e artesanato, entre outras. Além da prática de esportes para o bem-estar. Essas atividades poderiam contribuir também para a vida profissional, se fossem levadas a sério. Tudo isso sem gasto da população para que assim houvesse um incentivo da prática de atividades esportivas e culturais”

Claudine Gottardo
claudine-gottardo“Pensei em transformar todo o espaço do Aeroclube de Bauru em um grande parque, tipo o Ibirapuera ou Central Park, salvo as devidas proporções! Mas além da arborização, que seria um reflorestamento do nosso cerrado ameaçado de extinção, gostaria que tivessem espaços para cultura, lazer, esporte e gastronomia. Então, eu começaria com o tombamento da sede principal, com oficinas, caixa d’água e as casinhas na Alameda Octávio Pinheiro Brizola. Esses locais poderiam ser restaurantes, museu e comércio, como já existem, mas com restauro e respeito ao patrimônio histórico arquitetônico. O espaço reflorestado, teria locais para esportes nas partes que fazem divisa com as avenidas, como quadras, ciclovias, pistas para bike, skate e patins, já que é fácil observar que já existe uma vocação no local para tudo isto. Vê-se todos os dias as pessoas caminhando, se exercitando, usufruindo … Tenho quase a sensação de que pensam que estão ‘na praia’. Já nas demais áreas, penso em um teatro, centro de convenções e cursos e até um observatório para o por-do-sol e estrelas, já que é o ponto mais alto da cidade.”

Marcos Caracho
marcos-caracho“A ideia seria permitir a leitura da cidade pelas pessoas através do espaço urbano. Ou seja: fazer com que as pessoas percebam como a cidade se estruturou no passado, e como isso reflete na vida urbana atualmente. Para isso, ações que visem reforçar a imagem dos principais elementos que configuram a cidade seriam essenciais. Por exemplo, requalificar o centro e criar um sistema de espaços livres ao longo das linhas férreas e fundos de vale, fazendo com que esses espaços voltem a fazer parte do dia-a-dia das pessoas, seria uma ideia interessante. Penso que seria muito mais proveitoso para os bauruenses se as ferrovias, que já tiveram papel fundamental no desenvolvimento da cidade, possibilitassem mais encontros e convivência entre os bairros, ao invés de se colocarem como limite e barreira entre eles. Para compor esse sistema de espaços livres, poderiam ser implantados parques lineares, que, associando o lazer às atividades dos edifícios e bairros do entorno, também cumpririam o papel ecológico de proteger as margens dos córregos. Pensando na acessibilidade desses espaços, deveria ser implantada uma rede de ciclovias e de transporte público que articulasse essas áreas livres com a cidade. Voltar o olhar das pessoas para esses elementos importantes de Bauru – o centro, as linhas férreas, os fundos de vale – seria uma boa oportunidade para promover a identificação dos cidadãos com os espaços do seu cotidiano.”

Fagner Mendes Gava
fagner-gava“Nossa ideia é qualificar a mobilidade urbana, aproveitando a malha ferroviária existente que cruza Bauru do Lago Sul ao Meridota para implantar um VLT (veículo de transporte leve sobre trilhos), melhorias na frota de ônibus e inclusão de mais ciclovias por toda cidade, inclusive uma paralela ao VLT. Isso melhoraria automaticamente o trânsito. Ter um plano diretor paisagístico de modo arborizar a cidade através de uma política de incentivo aos moradores. Pontualmente transformar a área do aeroclube em um grande parque aos moldes do Ibirapuera integrado a Avenida Getúlio Vargas, permanecendo com o aeroclube e divulgando ainda mais esse nosso orgulho de ser a capital do aeromodelismo. Incluir nessa área uma Biblioteca Municipal, integrada ao parque e com funcionamento dinâmico e atualizado as pessoas contemporâneas. Incluir no parque das Nações Norte um grande Centro de Esportes Municipal. Revitalizar a estação ferroviária adaptando-a para num Mercadão Municipal. Investir em especialistas para uma solução definitiva do alagamento da Avenida Nações Unidas. Criar um departamento na prefeitura que regule a construção de obras de impacto visual para como exemplo evitar que a “estátua da liberdade” vire cartão postal no ponto mais visto da nossa cidade. Bauru deve manter sua identidade própria. Acredito que com essas melhorias os edifícios que eu e meus amigos arquitetos projetamos estariam mais bem acolhidos, assim como as pessoas da cidade.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Geral
...

Verifique também

Como realmente funciona a previsão do tempo? Entenda!

Você já parou para pensar como realmente funciona a previsão do tempo? Muito vezes, preocu…