Terapeuta capilar, visagista, consultora de moda, amiga e cabeleireira. Márcia Gueller é tudo isso em uma pessoa só! Há 15 anos, ela decidiu transformar a paixão por cabelos em profissão e de lá pra cá não parou mais. Márcia já fez diversos cursos ao longo da carreira que a transformou em uma das poucas profissionais da cidade que são especialistas em Terapia Capilar. “A saúde do cabelo para mim vem sempre em primeiro lugar”, afirma.

Nesta entrevista, Márcia comenta sobre o sucesso de seu salão – local que ela mantém a três anos exatamente do jeito que sempre sonhou – fala sobre os desafios de sua profissão e comenta, sempre com brilho nos olhos, o dia a dia de uma cabeleireira. “Sou muito feliz fazendo o que eu faço hoje e confesso que nem sinto o dia passar”, diz.

Confira o bate-papo:

Quando você começou a ser a cabeleireira?
Márcia: Nossa, faz bastante tempo! (risos). Eu sou cabeleireira há 15 anos. Comecei fazendo cursos básicos e não parei mais. Dentro da minha área você tem sempre que se atualizar o tempo todo.

Sempre tem novidades, né?
Márcia: Sim, o tempo todo. Surgem produtos e técnicas para resultados diferentes todo mês. É tudo muito rápido, ainda mais porque eu trabalho com o que há de melhor no mercado. Para eu conseguir acompanhar, tenho que me especializar o tempo todo. Eu sempre falo que é uma profissão maravilhosa e que eu amo de paixão, mas é preciso buscar sempre o que há de novo e se esforçar bastante. E eu sou Terapeuta Capilar, minha especialidade é tratamento. Tanto que eu me considero uma cabeleireira conservadora, porque sei o desgaste que há no cabelo para seguir determinada moda.

E você também é famosa com as loiras…
Márcia: Sim, acabei fazendo muito cabelo loiro. Inclusive, na minha página oficial do Facebook, eu coloco muitos cabelos, muitas vezes bem claros, mas sempre com aspecto saudável. A saúde do cabelo para mim vem sempre em primeiro lugar.

E este salão é todo ‘vintage’, diferente. Foi uma vontade sua?
Márcia: Sim, eu queria algo com uma pegada ‘vintage’, com um clima mais íntimo. Eu já trabalhei em um outro local maior, então a minha prioridade ao montar este salão era que ele tivesse um clima mais intimista. Muitas vezes nos tornamos íntimos dos clientes e com isso temos a oportunidade de conhecer melhor o estilo de cada um. Eu não queria que os meus clientes fossem uma cabeça a mais. Gosto que eles se sintam acolhidos, desta forma, consigo identificar as suas reais necessidades. Eu queria este clima diferente para poder sugerir o que cada cliente deve fazer, gosto de ter esta conversa e ajuda-los. Eu tenho clientes que estão comigo há 14 anos, desde o meu começo. Eles viram toda a minha evolução, todos os meus estudos e criaram esta confiança no meu trabalho. Quando alguma mulher chega aqui e diz que quer mudar o cabelo, eu sempre tento descobrir o que está acontecendo para ver se realmente é a ‘sede’ da mudança ou é algo hormonal… dá cinco minutos e a gente já corta a nossa própria franja no banheiro! (risos). Então eu tento envolver o meu cliente neste ambiente bem íntimo. Gosto que eles cheguem aqui e tenham a sensação de que estão na casa deles. Inclusive, só trabalho com clientes de uma em uma hora para que tenhamos mais tranquilidade. E olha, confesso que com os clientes que eu conheço, sempre bato um papo antes e aos que eu não conheço, tenho um papo maior ainda! (risos). Tem alguns que eu viajojunto, acompanho a vida, estou perto da gravidez e depois sou a responsável por dar o primeiro corte no filho… é sempre muito especial.

marciagueller-8

E com quais tecnologias que você trabalha aqui no salão?
Márcia: Eu tenho uma linha bem completa e sou parceira direta das principais indústrias de cosméticos do mercado mundial. Trabalho com a L’ORÉAL PARIS, Wella, SP, Sebastian e REDKEN. Ou seja: tem para todos os gostos. Até porque não é só a necessidade da cliente, mas a necessidade do cabelo. Tem sempre aquela história da amiga que comprou um shampoo ótimo e quer te indicar. Mas foi ótimo para o cabelo dela; isso não significa que será para o seu também. Hoje falta o diagnóstico porque as pessoas não sabem o que o cabelo está precisando. Então, primeiro eu vejo o que o cabelo precisa para depois fazer algo nele. O que não dá para fazer, eu não faço. Aqui no meu salão, os cabelos lindos e saudáveis são primordiais.

Hoje está exatamente do jeito que você imaginava?
Márcia: Está muito melhor. E vai mudar muita coisa ainda. Estou cheia de planos e cursos para fazer. Pena que o tempo é curto! (risos). Agora, por exemplo, estou aguardando uma tecnologia revolucionária da Wella para descoloração dos fios. Então, é sempre assim: cheia de novidades. Estou sempre na luta e na correria de ir atrás de tudo o que já é sucesso lá fora e trazer para o dia a dia do meu salão. Sem contar que eu faço o que eu mais gosto que é uma consultoria de beleza. Gosto de olhar o cabelo como um todo, inclusive como um acessório importante na produção de um look, não esquecendo, é claro, da importância do uso de um bom shampoo, máscara, protetor térmico e também, muitas vezes, o uso de suplementos vitamínicos específicos.

Você está realizada?
Márcia: Sim, mas falta muita coisa ainda. Eu me sinto completa como profissional, mas não tem nenhum desafio que eu não consiga dar conta. Tenho certeza que, se eu der uma entrevista daqui três meses, já vou falar que estou indo atrás de novas técnicas e outros cursos. Eu não paro! E é isso que eu quero sempre buscar.

Serviço:
O Márcia Gueller Corte e Cor Intime executa com qualidade os procedimentos: Balayage, coloração, cortes feminino, masculino e infantil, maquiagem e pacotes especiais para o “Dia da Noiva”.
Rua: Dr. Olímpio de Macedo, 3-44, Vila Universitária, próximo à USP.
O salão está aberto de terça a sábado, das 9h às 19h.
Telefone: 3208-1828/ 3208-1838/99844-0546
Para saber mais, acesse: www.facebook.com/pages/Marcia-Gueller-Corte-e-Cor-Intime/

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Negócios
...

Verifique também

Neste Dia do Síndico, especialistas da Star Service Bauru, Administradora de condomínios, explicam como funciona e qual a importância desse cargo

Quem mora em condomínios sabe das obrigações, como pagar as taxas, obedecer as regras e re…