Quem estava ansioso já pode comemorar! A inauguração da pista de skate em Bauru foi antecipada e acontecerá neste sábado (6), a partir das 10h. A 1ª pista oficial da cidade está localizada na Rua Araújo Leite, próxima ao Aeroclube de Bauru e será aberta depois de dez meses de obras no local.

Segundo dados do Jornal da Cidade, o projeto custou cerca de R$ 690 mil – valor liberado por meio do convênio a União a partir do Ministério do Esporte. O local conta com trilho, mini quarters, spinners e bowl que se assemelha à uma piscina azia com bordas arredondadas. O local é aberto a todo o público e terá vigia das 18h às 6h.

O Social Bauru conversou com alguns skatistas da cidade para saber a opinião deles sobre a obra. Confira:

Pedro Crepaldi Nellis
“Hoje em dia ando meio ‘enferrujado’, mas comecei faz uns cinco anos. Hoje, utilizo o skate só pra brincar mesmo! Aqui em Bauru, costumo andar bastante na Praça do Estoril 5, mas também existem outros picos como o a Praça do Terra Branca e a Praça da Paz. E tenho tenho amigos muito próximos que deram o sangue todos os dias para que o projeto da pista saísse do papel, fosse construída e inaugurada como todos nós esperamos! Acredito que não será benéfica só pra mim, mas sim pra todos os skatistas de Bauru. O melhor disso tudo vai ser ter um lugar profissional pra andar, tirar manobras novas e ,finalmente, poder dizer que Bauru tem uma pista!”

Fabrício Carvalho
“Eu ando de skate há quatro anos – andei muito durante a minha adolescência! Depois de alguns anos sem praticar, eu e alguns amigos e fizemos a nossa própria pista no quintal da minha casa! Além desta pista, eu costumo andar no Wise Madness – ONG que tem um projeto sensacional que é de levar skate para jovens da cidade). Não fiz parte do grupo que se reuniu com a prefeitura solicitando a construção, mas estive em algumas passeatas organizadas pela associação! Mas a briga vinha de muito antes! Fiz parte do grupo que acompanhou o andamento das obras. No início, fazíamos visitas semanalmente para ver como estava ficando. De uns meses para cá, nos organizávamos e íamos quase diretamente!”

Sereno Sachs
Eu tenho skate desde meus cinco anos de idade. Mas descobri a cultura e o skateboard verdadeiro em 84 quando vi pela primeira vez um skate profissional. Depois disso, eu nunca mais parei de andar – já faz 31 anos que eu estou em cima do carrinho. E claro, acompanhando altos e baixos do skate. Já andei por muitos picos de skate na cidade, alguns extintos e outros ainda estão por aí. Andei muito nas ruas e praças da cidade. Hoje eu ando mais em pista por conta das lesões que tenho e que dificultam um pouco andar na rua. Sobre o movimento para construção da pista: não sou bom de guardar datas mas, se não me engano, a primeira vez que estive na prefeitura foi em 1988 pedindo a construção de uma pista na Praça Portugal. Depois, estive lá inúmeras vezes com o mesmo propósito: uma pista para a pratica do skateboards.Eu lembro até de uma foto que tirei na prefeitura quando meu filho era bem pequeno e, hoje, ele está com 23 anos. Este movimento foi feito por varias gerações de skatistas bauruenses. Foi uma batalha épica! (risos). Mas hoje estamos quase vitoriosos por poder contarmos com uma pista pública. Vencemos o preconceito com o skateboard, sobrevivemos ao desgaste de nunca ser reconhecido como uma cultura, uma prática de um ‘esporte’ que, na verdade, é muito mais que isso. E o que espero de bBauru é que as pessoas vejam o bem o skate tem a oferecer para nossa cidade e para nossa cultura jovem. Quantas alegrias em cima do skate, quantas famílias envolvidas com o skate, cultura, amizade e quantas vidas foram salvas através do skate. Ver tudo isso é muito gratificante e o melhor de tudo vai ser andar em um lugar próprio para o skate – nossa casa!”

Felipe Hokama
“Parando e voltando, eu ando de skate há uns 15 anos. Ando de skate na casa de amigos e na Wise Madness. Não participei do movimento, apenas acompanhei. Com a pista em Bauru, muita coisa irá mudar. Acredito que vou ter um contato muito maior com outros skatistas da cidade e também da região. Todos aqui trabalham e têm seus compromissos, então, nem sempre conseguimosandar no horário que abre a Wise ou chegar na casa do amigo qualquer dia dia e em qualquer horário. Então, a pista nós dá essa liberdade de poder andar no horário e o dia que quisermos!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Cultura
...

Verifique também

Projeto Viva Cultura seleciona 60 artistas de Bauru e apresentações começam na próxima terça (14)

A Prefeitura de Bauru, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, realiza a partir da pr…