ecoponto-topo

Nós precisamos falar sobre lixo reciclável! Bauru possui sete ecopontos – áreas públicas criadas pela Prefeitura através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente para a captação de pequenas quantidades de entulho -, porém o lixo a céu aberto e a falta de consciência das pessoas continuam sendo um grande desafio.

Além dos inúmeros problemas que o descarte incorreto de lixo causa para o meio ambiente, uma matéria da TV Tem de julho deste ano mostrou que isso afeta também a vida de muitas pessoas. A quantidade de materiais recicláveis de uma das cooperativas de Bauru caiu quase 50%. A solução? Corte de funcionários.

Não podemos esquecer que lixo é um meio de vida e renda para muita gente, por isso é importante que a consciência seja criada. E você, separa o lixo? Pois saiba que nunca é tarde para começar.

O primeiro passo deve ser feito em casa: separe um cesto para os lixos úmidos e outro para os secos. O lixo úmido é composto por restos de alimentos, cascas de vegetais, talos e folhas. O seu destino será, provavelmente, um aterro sanitário. “Mas o lixo úmido pode ser reciclado por meio de compostagem dentro da nossa própria residência. Atualmente existem vários modelos de composteiras residenciais que nos permitem usar o lixo úmido como adubo orgânico”, explica o biólogo e professor do Centro de Ciências Exatas e Sociais Aplicadas da USC, Fábio Comin.

Já o lixo seco é todo tipo de papel, embalagens do tipo longa-vida, plástico, vidro, metal, sendo todos recicláveis. “Os plásticos fazem parte de 90% do lixo produzido no mundo e merece uma atenção toda especial. Todo tipo de plástico é reciclável, e é muito importante que todos sejamos responsáveis para dar um destino adequado a ele”, afirma Fábio. Muita gente não sabe, mas o isopor também é reciclável, porém o processo é mais complicado. Por isso, é importante usar o isopor de diversas formas e evitar ao máximo seu consumo e descarte irregular.

Outra dúvida muito comum é sobre a lavagem dos recipientes. Não é necessário que seja feita uma super lavagem, uma limpeza rápida já é o suficiente para evitar mau cheiro e proliferação de insetos. É importante que as embalagens destinadas para a reciclagem sejam mantidas em locais secos e fechados até o momento do descarte.

Com alguns materiais, o cuidado deve ser redobrado. Cigarros, papéis sujos, absorventes, fraldas descartáveis, papel-carbono, fita crepe, esponja de aço, copos de papel, caixas de pizza engorduradas não são lixo reciclável, esse material deve ir para o lixo comum. “É importante lembrar que as embalagens de vidros são recicláveis, mas lâmpadas, vidros de automóveis ou temperados, cerâmica, porcelana, devem ser separados do lixo seco”, explica Fábio, “seu destino são os ecopontos ou locais apropriados”, continua. Pilhas e baterias de quaisquer tipos e tamanhos também nunca devem ir para o lixo comum ou para reciclagem.

Segundo a Emdurb (Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Rural de Bauru), no primeiro quadrimestre de 2014 foram coletadas 730,2 toneladas de lixo reciclável. Ano passado, foram 890,4 toneladas, 18,6% a mais. Já em 2016 o valor continuou subindo. Foram 922,06 toneladas, 22,9% a mais do que em 2014, mas só 3,6% acima do que foi recolhido em 2015.

O aumento de menos de 4% e as dispensas de funcionários são os alertas necessários para que a população faça sua parte e crie o costume. Mas o trabalho não deve vir só de um lado, mas de todos. Além da prefeitura, as empresas precisam rever o conceito “de logística reversa de um bem ou um produto, bem como suas embalagens”, na opinião do biólogo Fábio Comin. “Da mesma forma que nós temos responsabilidade pelo destino destas embalagens, as empresas, os mercados, as lojas, ou quem nos fornecem um serviço tem responsabilidades sobre a quantidade e o destino dessas embalagens. É preciso reciclar ideias e posicionamentos em relação ao nosso modelo de consumo e descarte”, conclui.

Os endereços e informações sobre os ecopontos de Bauru podem ser encontradas aqui. A matéria da TV Tem pode ser assistida aqui.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Giovana Romania
Carregar mais em Geral
...

Verifique também

Voluntários realizam ações em comunidades carentes de Bauru

O TETO é uma instituição sem fins lucrativos que atua em 19 países da América Latina. Aqui…