img_4755

Com uma diversidade de linguagens e diálogo entre artes diferentes, o grupo bauruense Protótipo Tópico – que completou cinco anos de existência na cidade – vai apresentar duas peças de destaque na programação do 5º Festival de Artes Cênicas de Bauru (FACE).

No dia 19, quarta-feira, o espetáculo “Bicho Transparente” será apresentado às 20h, no Sesc Bauru. A classificação é de 14 anos. A direção é de Fábio Valério, com atuação de Andressa Francelino. A peça traz uma temática importante para os dias atuais. Trata poeticamente de histórias não-ficcionais de mulheres assassinadas por parceiros ou antigos parceiros, enquadrando-se em uma relação de poder.

A cena questiona os discursos dos feminicidas de que mataram por ciúmes, posse ou dependência emocional. As memórias e narrativas apresentadas dão voz às diversas figuras encontradas na multidão, buscando a poética de mulheres do dia-a-dia cujas vidas muitas vezes passam invisíveis na rua. “Nós trabalhamos com um olhar poético sobre e as violências e a opressão que a mulher sofre, não só física, mas o terrorismo psicológico e o feminicídio, que é apresentado de forma documental”, discorre Fabio Valério, ator pesquisador do grupo Protótipo e diretor artístico do festival. Além disso, a peça é apresentada a partir de um ponto de vista multimídia, recorrendo ao audiovisual.

O segundo espetáculo acontece no dia 20, quinta-feira, às 20h. O grupo dessa vez apresenta “Preâmbulo”, que traz à cena a angústia do artista criador, que mergulha dentro de si em busca de seus fantasmas, ídolos, fechado em seu espaço. “A ideia da peça é mostrar qual a relação do artista com sua criação, como ele se coloca diante das suas referências, a angústia humana da criação, a busca em fazer algo novo”, aponta Fabio. A apresentação acontece no Espaço Protótipo e a classificação é livre. A direção é de Andressa Francelino e Carlos Henrique Souza, com atuação de Fábio Valério.

Nova fase

O diretor ainda aproveita para ressaltar a nova fase vivida pelo grupo Protótipo Tópico, que pode ser vista através dos dois espetáculos. “O Protótipo prima por essas ambiências sensoriais, então todo nosso processo criativo permeia por essa experiência sensorial, tanto da música, como da imagem, quanto dos textos. Trabalhamos com uma espécie de transartístico, envolvemos várias linguagens artísticas, criamos ambiências que revelam, investigam e documentam a experiência humana. Hoje, nós não trabalhamos com a definição de uma linguagem pronta, ela se desenha conforme o processo de criação”, alega. “O FACE acontece para possibilitar essas experimentações artísticas, baseadas em um processo aberto, de relação com todas as artes”, salienta.

Pela primeira vez, FACE inclui público infantil

Inédito também é a inclusão de espetáculos infantis na programação do 5º FACE. A primeira peça teatral infantil acontece nesta terça (18) com “A ver estrelas”, da Cia. Azul Celeste, de São José do Rio Preto. A peça relata a história de Jonas, um rapaz quieto e pacato que vive na tranquila Vila da Solidão. Em um determinado momento que está só em seu quarto, ele se perde em seus pensamentos observando as estrelas. Num misto de sonho e realidade, Jonas se vê cercado pelos seres encantados que moram em sua imaginação. Sem perceber, vai parar num lugar onde tudo pode acontecer, o País do Navegar. Essa trajetória mostra a Jonas a oportunidade de sair de sua monotonia – o Reino a Ver Estrelas – e se permitir descobrir como aproveitar melhor os seus dias, experimentando os conflitos que são estranhos ao seu universo. É uma opção para toda a família. A apresentação tem início às 19h, no Espaço Protótipo.

Serviço
Todas as peças são gratuitas. O ingresso deve ser retirado uma hora antes no local da apresentação.
Outras informações: (14) 3100-0900.
O 5º FACE é uma apresentação e realização da Caixa Federal, do Grupo Protótipo Tópico, da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura e da Sociedade Amigos da Cultura (SAC).
Co-realizadores: Tusp/USP, PRCEU/USP e Sesc-SP.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Cultura
...

Verifique também

Festival bauruense continua com intervenção artística nas ruas da cidade

Após três dias de lives, que contaram com a participação de mais de 60 artistas de Bauru e…