Juntar o feminismo com a vontade de criar conteúdo para as redes sociais foi o que impulsionou as estudantes de Rádio e TV, Mayara Bailo e Ana Clara Toledo, a criar a série “Delas”, uma websérie com 30 episódios de até um minuto de duração que conta diversas situações vivenciadas por quatro meninas e a partir disso, decidiram se unir para empoderar outras jovens.

Com o intuito de apresentar um discurso embasado e de fácil acesso para quem consome todo tipo de informação o tempo todo, a série feita para as redes sociais como, facebook e instagram, busca o diálogo e a discussão sobre o tema. “Acreditamos que a internet é um excelente espaço de acesso às informações e onde é possível criar um maior espaço de diálogo e apoio entre as pessoas de uma mesma vivência, que talvez não se conectariam se não fosse pela internet” comentam.

O tema do trabalho de conclusão de curso veio naturalmente na cabeça das alunas pela proximidade com o assunto por terem vivenciado episódios de machismo e pelo engajamento na luta contra a desigualdade de gêneros. Com isso, as diretoras pretendem atingir meninas de 14 a 18 anos e apresentar o feminismo como uma forma de unir as mulheres em busca de uma sociedade que seja boa para a comunidade feminina.

“Nossa intenção é passar os conceitos para as meninas sem parecer que queremos ditar regras. Achamos importante falar sobre assuntos sérios, pois é nessa época que se forma o pensamento crítico e as situações pensadas estão presentes no dia a dia das garotas, mas pouco se fala sobre elas na escola, por exemplo”, explicam as diretoras e produtoras da série, Mayara e Ana Clara.

Os assuntos abordados nos episódios foram tirados de uma pesquisa anônima que as estudantes fizeram para ter conhecimento de histórias reais que pudessem ilustrar ocorrências exclusivas ao universo feminino.
Relacionamentos abusivos, slutshaming (quando uma mulher é julgada por seu comportamento em relação ao corpo e ao sexo) e exposição de fotos íntimas na internet são algumas das situações vividas pelas personagens da série “Delas” retratadas de forma a dar voz às mulheres da história, mostrando um lado raramente retratado pela mídia.

Para o futuro as idealizadoras da série, Mayara e Ana Clara pretendem continuar a caminhada para um mundo mais igualitário para as mulheres mantendo o projeto ativo no Instagram e Facebook: “ainda estamos estudando algumas possibilidades, como por exemplo manter o Instagram para a postagem de relatos, ou criar um grupo de apoio, também pensamos em inscrever a série em algum festival, mas ainda nada muito concreto” contam.

Quer saber como ficou o resultado do trabalho da Mayara e da Ana Clara? Você pode assistir os vídeos pela página do Facebook ou pelo Instagram.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral
...

Verifique também

Como realmente funciona a previsão do tempo? Entenda!

Você já parou para pensar como realmente funciona a previsão do tempo? Muito vezes, preocu…