O projeto Fruto Urbano é um dos que lutam por uma cidade mais verde
O projeto Fruto Urbano é um dos que lutam por uma cidade mais verde

Bauru é uma cidade que cresce a cada dia. É muito comum andar pelas ruas e perceber novas construções; prédios e mais prédios compõem uma paisagem colorida artificialmente e, progressivamente, a cidade lanche vai recebendo as características de cidade grande.

Achar uma rua arborizada que dá sombra para quem anda já é mais difícil do que há alguns anos. O desenvolvimento de uma cidade nem sempre está voltado para ações que cuidam do meio ambiente e, pensando nisso, alguns bauruenses tomaram iniciativas para que a Bauru cresça ecologicamente consciente.

A gente separou cinco ideias pra você conhecer e inspirar bons hábitos para melhorar cada dia mais a vivência na nossa querida Bauru. Olha só:

Projeto Fruto Urbano
O “Fruto Urbano” é um projeto independente que visa o plantio de árvores em toda a cidade. A ideia surgiu quando dois irmãos caminhavam e observaram a falta de árvores, suas sombras e pássaros que poderiam abrigar no contexto urbano de Bauru.

Com os resultados positivos obtidos com a plantação da primeira árvore frutífera no jardim da Avenida Nações Unidas, eles decidiram ampliar a área de atuação, plantando mais mudas, com mais frequência e convidando a todos a participarem dessa ação.

O Fruto Urbano conta com aproximadamente 80 voluntários e acolhe todos que tiverem interesse em ajudar a dar mais vida a cidade. Além disso o plantio de árvores é feito em locais sugeridos pela população e onde o aproveitamento dos frutos serão maior, assim, todos poderão aproveitar o fruto desse trabalho.

Empresa Boa Praça, da prefeitura

A Primo Seguros viu no projeto da prefeitura uma oportunidade de melhorar a paisagem da cidade e resolveu adotar uma praça. A iniciativa propõe que empresas adotem uma praça e cuide delas para que não fiquem abandonadas, assim ela se torna um lugar bonito e que pode ser frequentado pelos bauruenses.

“Conforme a Lei de Adoção de Praças e outros locais públicos existentes no município de Bauru, nós adotamos um dos canteiros principais da Avenida Arnaldo Carvalho Munhos (em frente ao Mc Donald’s no final da Avenida Getúlio Vargas) e cuidamos dele mantendo a grama aparada e com plantio de árvores quando necessário” explica o proprietário da seguradora, Primo Mangialardo.

Projeto GeraSol
O Gerasol é um projeto da Faculdade de Engenharia da Unesp em Bauru e tem o objetivo de levar conhecimento sobre a energia solar às crianças. Por meio de uma pequena palestra e brincadeiras lúdicas, o projeto ensina às crianças sobre as questões ambientações, conscientizando sobre o uso intensivo de recursos naturais e ensinando noções de sustentabilidade.

“Ensinar aos jovens estudantes noções de sustentabilidade e consumo consciente, além do uso racional das fontes de energia disponíveis, é tarefa que pode e deve ser compartilhada entre os educadores dos mais diferentes níveis. A energia solar fotovoltaica (energia obtida através da conversão da luz em eletricidade) apresenta o apelo da geração limpa, sem a liberação de quaisquer tipos de resíduos, sejam eles sólidos, líquidos ou gasosos”, explica o coordenador do GeraSol, Alceu Ferreira Alves em entrevista para o Site da Unesp.

Horta de PANCs do Jardim Europa
A horta comunitária do bairro foi feita com a ajuda de alunos e professores da Universidade do Sagrado Coração de Bauru, onde cultivam as PANCs (Plantas Alimentícias Não-Convencionais), que podem ser confundidas com mato e ervas-daninhas pois são facilmente encontradas na natureza mas são muito nutritivas e usadas para uma alimentação saudável.

Além de suprir as necessidades dos moradores do bairro, a horta do Jardim Europa produz alimentos para serem comercializados. Assim os bauruenses podem consumir alimentos orgânicos e incentivar iniciativas que cuidam do meio ambiente.

Hortas em Canteiro de Obras
A Bild Desenvolvimento Imobiliário é uma construtora de Bauru que viu em um cantinho inutilizado de uma de suas obras um espaço para começar uma horta. Se antes não era usado, agora ele alimenta os funcionários que trabalham na construção.

A terra fértil abriga espécies de alface, rúcula, couve e cebolinha, sendo alimentos que são fáceis de cultivar, colher e consumir, estimulando hábitos saudáveis.

“A princípio, decidimos pela praticidade, por isso escolhemos verduras que podem ser consumidas de forma simples. Basta colher, lavar, temperar e já está pronta para comer. Os alimentos, colhidos na horta, são preparados e disponibilizados no refeitório para toda a equipe. É uma oportunidade para os funcionários mudarem os hábitos e se alimentarem com produtos saudáveis e naturais”, comenta o gerente de obras da Bild, Felipe Moreira.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral
...

Verifique também

Microempreendedor de Bauru: conheça dois cursos gratuitos com inscrições abertas

Começar um novo negócio tem sido uma alternativa para muitos bauruenses durante a pandemia…