croche-topo

Durante muito tempo o crochê era um tipo de artesanato ligado às pessoas mais velhas, entretanto, hoje em dia, essa atividade tem ganhado adeptos de todas as idades. Além de ser um passatempo, o crochê rende bons artefatos e as possibilidades do que se pode fazer vão desde peças de roupas, a objetos de decoração a ocupação de espaços públicos.

E foi pensando nisso que nasceu o movimento Yarn Bombing que usa os diversos pontos de crochê como arte para interferir nos cenários urbanos. Aqui em Bauru, a designer Karen Bazzeo já até espalhou seu crochê por muitas árvores.

Agora os bauruenses terão a oportunidade de aprender como se faz crochê com as oficinas gratuitas oferecidas pela prefeitura. As aulas são realizadas de segunda a sexta, das 14h às 17h na Biblioteca do Núcleo Geisel. Os interessados não precisam fazer inscrição, apenas levar o próprio material.

Serviço
Oficinas de Crochê – segunda a sexta-feira, das 14h às 17h, até dia 28 de fevereiro
Biblioteca Ramal Núcleo Geisel – Rua Alziro Zarur, 5-8
Fone: (14) 3203-4703

Compartilhe!
Carregar mais em Geral
...

Verifique também

Acidentes domésticos aumentam durante férias e quarentena em Bauru, saiba como evitar

O número de acidentes domésticos envolvendo crianças durante o primeiro período da pandemi…