sirius-topo

Uma escola de teatro voltada ao musical – esta é a proposta da Sirius, novo empreendimento de Bauru. Quem está por traz desta novidade é Renan César, bauruense, que se formou em Artes Cênicas em Curitiba e retornou para a cidade-lanche no ano passado. Aqui, ele resolveu dar o pontapé inicial e começar um sonho antigo.

Apesar de a cidade já contar com locais tradicionais voltados ao teatro, Renan garante que sua escola vem com novas propostas. Para se ter uma ideia, ela é a única, em uma raio de 120 km, especializada em musical, com acompanhamento vocal. Outro diferencial do local é que as aulas são com ênfase em um teatro mais moderno. “Não queremos que o aluno apenas decore o texto. Esta é uma metodologia que funciona, mas a escola vai trabalhar com a criação individual”, explica.

O objetivo é formar novos profissionais e, ainda, fomentar a cultura em Bauru, com novos projetos e ações. Nós conversamos com Renan para saber sobre seus planos e outros diferenciais da Sirius. Veja só o que ele falou:

Como surgiu a ideia de montar esta escola aqui em Bauru?
Eu sou bauruense e me formei em Artes Cênicas, com habilitação em direção, em Curitiba. Lá, desenvolvi vários projetos relacionados ao teatro e tinha a companhia Sirius, que já era o projeto inicial desta escola daqui de Bauru, desta escola com base musical. Implementamos este projeto como extensão em uma faculdade lá de Curitiba. Como o ano passado eu precisei retornar para cá, acabei iniciando a escola aqui, em janeiro deste ano.

A escola já foi inaugurada?
Vamos realizar uma inauguração formal, dia 4 de março, com a primeira aula dos alunos matriculados e a presença de todos os professores, que explicarão melhor sobre a didática. Estamos trabalhando com 12 professores e outros profissionais, como uma fonoaudióloga, para fazer um acompanhamento adequado. Em outros cursos, eu vejo que há uma escassez deste trabalho, tão necessário e importante na carreira de ator. Estou muito orgulho de poder proporcionar isso aos meus alunos.

A base da escola é o musical, como você disse. Mas e o se o aluno não tiver nenhuma base com música?
Nós temos duas turmas: uma para iniciante, que é voltada exatamente para este público; e a turma do avançado, que é necessário que o aluno comprove um ou dois trabalhos na tríade que trabalhamos, como canto, dança e interpretação. Na Sirius, nós vamos trabalhar com a montagem completa do musical.

sirius-2

São quantos alunos por turma?
Estamos trabalhando com 20 alunos por turma. Às sextas, temos curso de interpretação para TV, voltado para as pessoas que querem entender como este meio trabalha, seja na produção de um videoclipe, um modelo de agência, futuro ator ou curioso. Também temos o curso de teatro, com base mais tradicional, mas que vai além do texto decorado. Um dos nossos diferenciais é mostrar ao ator que ele pode criar; nós cobramos isso dele. Não queremos que seja, como eu disse, só o texto decorado, mas que a criação venha de dentro dele. Além disso, oferecemos de duas turmas voltadas ao musical e uma de imersão ao teatro, que trabalha questões mais técnicas, como o olhar da direção e sonoplastia.

Você enxerga que estes cursos são somente para quem quer seguir a carreira de ator?
De forma alguma. Eu, por exemplo, comecei a fazer teatro porque era muito tímido e transformei o que era hobby, em profissão. Mas muitas pessoas me procuram porque não conseguem falar em público, são tímidas. O teatro ajuda muito, tanto nas relações entre as pessoas, quanto em relação à comunicação.

As aulas são voltadas para aluno a partir de qual idade?
A partir dos 13 anos de idade, com uma aula por semana de três horas por aula.

Aqui em Bauru nós já temos uma escola de teatro muito tradicional. O que você está trazendo de diferente, além do musical?
Você falou a palavra certa: tradicional. Além da questão do musical e de trabalhar a voz, que é algo muito importante, estou trazendo um novo estilo de teatro, algo mais moderno. O teatro tradicional é extremamente e importante e alguns atores, inclusive, preferem este tipo de teatro. Mas a Sirius vai por uma outra linha. Não queremos que o aluno apenas decore o texto. Esta é uma metodologia que funciona, mas a escola vai trabalhar com a criação individual. Claro que o aluno terá que se expor mais em relação ao tradicional, no qual, muitas vezes, o diretor fala o que espera do ator. A minha ideia é outra; quero que o ator me traga algo para que eu saiba o que eu posso utilizar. Quero provocar o aluno.

Você ficou muito tempo fora de Bauru. O que está achando da cultura na cidade?
Eu confesso que fiquei bem surpreso. Existem movimentos importantes em Bauru, muitas pessoas interessadas na escola e está sendo ótimo. Quero promover parcerias com estes locais que também promovem teatro, como o Espaço Protótipo, e pretendo estimular ainda mais este cenário aqui na cidade. Inclusive, para o mês de julho, estamos tentando viabilizar um intensivo de férias, junto à Secretaria de Cultura, e promover 15 dias de aulas de teatro musical para alunos de Bauru e toda a região. É um projeto bem bacana. Também vamos promover uma Mostra em dezembro para divulgar os trabalhos promovidos na escola. Além disso, em nossa página do Facebook, estamos promovendo lives, bate-papos com pessoas ligadas à cultura, audiovisual e teatro, para promover a discussão, o debate e a interação com a população. O resultado está sendo ótimo e em breve vamos voltar a realiza-las.

Você começou a fazer teatro por acaso, por causa da timidez, como disse anteriormente. O teatro mudou a sua vida?
Com certeza! O teatro transforma a pessoa e as deixa com o olhar mais sensível para as coisas ao redor. Sou uma outra pessoa.


publieditorial

Serviço:
A Escola Sirius de Teatro Musical, Teatro e Interpretação para TV está localizada na Rua São Gonçalo, 2-80, em Bauru.
Telefone para contato: 3202-9500
Para saber mais, acesse: www.facebook.com/escolasirius ou www.escolasirius.com.br

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Negócios
...

Verifique também

Superliga de Professores promove maior aulão de revisão para o Enem do interior paulista em Bauru

A Superliga de Professores, que se destaca por ter a maior revisão para o Enem do interior…