4jardim-bauru-topo

As plantas, sejam elas flores, temperos ou árvores, têm cada vez mais se tornado decoração dentro das casas. Mas, mais que isso, elas trazem bem-estar, ajudam no clima e ainda são uma ótima terapia para quem vai cuidar. Se você tem vontade de fazer um jardim, mas ainda tem muitas dúvidas ou acha que não irá conseguir, confira essas dicas de cinco profissionais de Bauru e tenha certeza de que você pode, sim, ter um belo jardim em casa.

Vinicius Belli
“Deve-se levar em conta que ter plantas em casa é algo maravilhoso, porém elas precisam de cuidados e atenção. Um ambiente arejado e boa claridade permitem criar um jardim saudável. Sem esquecer, é claro, da irrigação, que é muito importante e varia de espécie para espécie. As plantas no geral precisam de claridade, algumas requerem sol direto e outras não, mas ambientes privados de luz natural não são bons para se cultivar um jardim. Costumo dizer que jardins são democráticos, podem ser projetados de inúmeras formas: em vasos, jardineiras – convencionais em maior ou menor escala – canteiros ou até mesmo em paredes, ou seja, o que determina o tamanho do seu jardim é o desejo e disponibilidade para cuidar. Nós temos uma variedade infinita de plantas ao nosso dispor; a escolha de uma ou outra vai muito do gosto pessoal de cada um. Acredito que as espécies que se adaptem bem dentro de casa são as mais fáceis de se cuidar, pelo fato de não tomarem sol direto e não estarem tão suscetíveis a pragas e doenças. Além disso, a irrigação se torna mais fácil e menos frequente, assim como as podas. Dentre os erros, não regar é comum, pois quando uma muda é plantada em terra nova, ela precisa de água frequentemente para que crie raízes nesta terra. Sobre o valor, é possível ter um jardim barato. O que deve-se sempre levar em consideração são os fatores do clima. Plantas de sol costumam precisar de mais cuidados, logo você poderá ter gastos maiores com sistemas de irrigação e adubos. Para se baratear bastante o custo de um jardim, o indicado é ter um pouquinho de paciência e começar com pequenas mudas, ou até mesmo sementes. Isso diminuirá consideravelmente seu investimento, pois o valor de mudas pequenas no mercado é bem inferior ao das mudas de médio e grande porte. Vale a pena ressaltar que começar um jardim dessa forma é uma experiência muito bacana, pois você o acompanha em todas as fases de desenvolvimento. Para quem tem filhos pequenos é bem legal! Já as ferramentas necessárias dependem do tamanho do jardim. Se for pequeno o ideal é utilizar pazinhas, sachos e ‘garfinhos’ que dão conta do recado. Já médio porte: cavadeiras e enxadas somam-se as ferramentas anteriores. Cada espécie gosta de um tipo de solo diferente, porém, uma terra preta de qualidade, com matéria orgânica e adubos minerais é praticamente universal. Não é difícil ter um jardim, exige somente um comprometimento mínimo. Mas eu realmente acredito que jardins têm o poder de levar vida a qualquer ambiente. Além de que em uma cidade quente como a nossa, as plantas também ajudam a amenizar a temperatura. Junte a isso a beleza que elas trazem e terá o maior motivo de todos para cultivar seu jardim: o seu bem-estar e de sua família.”

 
3jardim-bauru3

Teresa Cristina Aragão Domingos Mastrangelli
“Para uma pessoa que quer montar um jardim em casa, o que deve ser levado em conta primeiro são condições de luminosidade do local e tipo de solo existente – quanto mais luz, maior a diversidade de espécies. É possível adaptar verde de acordo com a área existente, basta conhecer a espécie e seu desenvolvimento. As plantas indicadas vão depender da disponibilidade do cultivador e, claro, dos fatores que o ambiente oferece, mas cactos e orquídeas requerem menos água. Também existem plantas para interior e área externa; basta um estudo prévio das condições que cada ambiente oferece. E, para quem acha muito lindo ter jardim em casa, mas acha que é difícil, vai uma dica: procure perceber o máximo de informações a respeito de seu espaço. Saiba os horários de luz e de sombra, e delimite essas áreas distintas, adequando as espécies de acordo com as necessidades delas.”

 

Murilo Cruciol
“Para uma pessoa que quer montar um jardim em casa, o que deve ser levado em conta é o tempo para os cuidados. Todo jardim demanda manutenção independente do tamanho. Desde alguns vasos com cactos até grandes gramados, as plantas são seres vivos e precisam de cuidados básicos para viver e estar sempre bonitas. Então é importantíssimo que, ao pensar em ter um jardim, a pessoa tenha muito clara a necessidade de cuidados no pós-plantio. Nenhuma planta consegue sobreviver em local escuro. Existem as plantas de ambientes sombreados, ou seja, que elas não podem receber o sol direto, mas, sim, a claridade, pois é através da radiação que elas conseguem fazer a fotossíntese e produzir o seu alimento. Então, mesmo que o jardim seja somente com alguns vasos dentro de casa, é importantíssimo que haja claridade e alguma ventilação, se não elas não irão sobreviver. Já em relação ao tamanho do jardim vai depender do espaço que a pessoa tem em casa e, claro, a disponibilidade para a manutenção. Para quem não tem experiência com jardinagem, é interessante começar com alguns vasos, plantas pequenas e ir estudando, conhecendo e, consequentemente, ampliando a coleção. Sugiro bromélias, suculentas, cactos, orquídeas e assim por diante. Cada uma com sua especificidade e a pessoa vai ter que ler e estudar para conseguir cuidar, mas não é nada extraordinário. Tudo muito fácil. Lembrando que não é necessário regar o tempo todo. Por mais que a planta goste de água, o excesso causa o apodrecimento das raízes e a sua morte. A quantidade de regas vai depender da espécie e do local onde ela está. Locais sombreados necessitam de menos rega, já os ensolarados, mais. Geralmente, muitas pessoas cometem o erro de regar demais. Hoje temos várias opções de plantas com preços bem acessíveis. Elas precisam de ferramentas pequenas, tanto para plantio, quanto para manutenção, como pás, luvas, arejador de solo, regador e uma tesoura de poda. Geralmente são vendidas em kits de jardinagem. O ideal é sempre usar terra ou substrato específico para jardinagem, pois eles já vêm com adubos e matéria orgânica. Para quem deseja ter um jardim em casa, indico: não é difícil. É só ter a informação do que está sendo plantado e entender que as plantas são seres vivos, por isso suas necessidades precisam estar satisfeitas. A partir daí, tudo fica mais fácil.”

 
2jardim-bauru1

Rogério Bernardes
“Uma pessoa que quer montar um jardim em casa deve levar em conta o tamanho das plantas. Isso é muito importante e um erro muito comum. Também é preciso pensar qual o estilo de jardim: tropical, frio, rústico ou oriental. Também afirmo: é possível sim fazer jardim em pequenos espaços com plantas com pouca floração. Jardins internos ficam muito bons, porém, com plantas de sombra. Minha dica é: comece esta experiência! Não conheço alguém que depois de ter um jardim continua a dizer que não gosta de plantas.”

 

José Roberto Silva Junior
“Quem quer fazer um jardim precisa ter anseio e vontade de se aproximar da natureza ou melhor, aproximar a natureza de nosso dia a dia. Além disso, precisa pensar no propósito: o que eu quero com isso? Uma horta de alimentos, ervas aromáticas pra chás e sensações? Algumas folhas, como alface, manjericão e vinagreira precisam de muita luz. Já outras como as couves, taiobas e zebrinas aceitam melhor o ambiente sombreado. Indico iniciar com plantas de temperos, que permitem um pouco menos de cuidado e manutenção. Assim como cada espécie tem sua especificidade com a luminosidade, cada uma delas demanda de volumes específicos de água. O maior erro é não aproveitar o jardim integralmente. Uma conexão sensorial com o meio e conosco interfere em todos os sentidos e também na sensitividade para além do corpo! Jardim é uma floresta em pequena escala. Para cuidar, indico apenas uma pazinha, terra, vasos e mudas de boa procedência. A melhor terra é a vegetal, mas também depende da espécie que se quer plantar. Cuidar um jardim não é difícil, precisa apenas de direcionamento.”

 
1jardim-bauru

Compartilhe!
Carregar mais em Geral
...

Verifique também

Bauru participa do Dia do Desafio com atividades gratuitas no Sesc

Após dois anos de programação com ênfase no formato online, o Dia do Desafio chega à 28ª e…