yago-boxe-topo

Com apenas 15 anos e há um ano e meio praticando boxe, o bauruense Yago Oliveira do Carmo já conta com duas vitórias no currículo. Uma delas foi o primeiro lugar do Campeonato Paulista de Boxe 2017, organizado pela Federação de Boxe do Estado de São Paulo (FEBESP).

Único bauruense a disputar pela categoria cadete até 50kg (atletas de 15 e 16 anos), Yago é atleta pela Equipe Leões do Ringue / Semel Bauru, comandada pelos técnicos Tiago Ildefonso e Marcos Pantaleão e é um dos muitos alunos do Projeto Cidadão Campeão, que a equipe desenvolve no Parque Santa Edwirges.

Para o Campeonato Paulista, o atleta treinou durante um ano e meio, três vezes por semana, uma hora e meia por dia. Por isso, ganhar o primeiro lugar na categoria foi muito emocionante para o jovem. “Não tive nem como comemorar porque a emoção foi grande, eu não esperava isso e meus pais ficaram muito felizes por mim. Eu senti muita emoção e muita adrenalina”, conta.

Se para Yago foi uma surpresa, já para o seu treinador, Tiago Ildefonso, pódio era esperado, principalmente depois de todo o trabalho feito para o evento. “Na verdade, a gente sempre trabalha para isso, sempre em busca de ser campeão. É claro que é agradável pra mim que sou treinador, ver que o trabalho está sendo bem feito, está dando certo e ele incentiva ainda mais as outras crianças a continuar treinando porque mostra que fazendo o trabalho correto a gente alcança o objetivo. Foi uma surpresa, mas a gente trabalha em busca desse objetivo”, explica o treinador.

O primeiro contato com o boxe aconteceu por meio de um amigo que o chamou para participar de um projeto assistencial aqui na cidade. E, se antes Yago ficava o dia inteiro na rua, hoje ele dedica seu tempo aos treinos. Além disso, o esporte trouxe muitos outros benefícios para o atleta: “O Yago é um menino muito tímido, acredito que o boxe ajudou a desenvolver isso nele, a se soltar mais, conversar mais. As pessoas dizem que ele mudou o comportamento na escola, na rua e isso é bem visível desde que ele iniciou no esporte”, conta Tiago.

Apesar de ser um esporte de contato físico, o boxe não tem contraindicações e é recomendado para todas as idades, desde que o trabalho seja bem realizado, respeitando a formação do atleta, já que cada fase tem uma preparação diferente de acordo com a idade.

E para quem acha que o boxe é um esporte violente, o treinador e professor Tiago Ildefonso aconselha primeiro a conhecer o boxe: “estou no esporte há mais de dez anos, vim de um projeto social como o Yago e é totalmente ao contrário do que todo mundo pensa. Todo o esporte de luta e de contato tem uma disciplina muito boa que a gente leva para a vida e para o dia a dia. Eu costumo dizer que o futebol é muito mais violento que o boxe, porque lá ninguém está preparado para levar pancado. No boxe não, é uma luta de contato físico, mas quem luta está preparado para lutar”, comenta.

Para o futuro, Yago quer se profissionalizar no esporte e tem praticado muito para, um dia, realizar o sonho de competir no Campeonato Mundial.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Saúde e Esportes
Comentários estão encerrados

Verifique também

FIB apresenta curso de Administração com foco em empreendedorismo

Um dos aliados na hora de abrir o próprio negócio é a base teórica e, para isso, o curso d…