publieditorial

personal-shopper-topo

Você tem vontade de decorar a sua casa, mas vive falando a frase: ‘não tenho tempo’? Realmente, pensar em um projeto de decoração, quais objetos comprar e onde encontrar o melhor custo-benefício demanda trabalho e muito tempo. Percebendo a necessidade dos clientes que não têm este tempo livre para decorar um espaço, a bauruense Fernanda Laborda decidiu apostar neste nicho e se tornou uma Personal Shopper.

Para quem nunca ouviu falar dessa profissão, personal shopper vem do inglês e significa compradora pessoal, ou seja, ela é a pessoa que vai ajudar na hora das compras, seja na área de decoração ou, até mesmo, na área de estilo e moda. No caso da Fernanda, ela ainda atende noivas a montar a lista de presentes de casamento. “Eu auxilio fazendo uma lista de tudo o que é realmente necessário para a casa”, explica.

Quer saber mais sobre como funciona a profissão de Personal Shopper? Confira o bate-papo com a bauruense Fe Laborda.

– Como surgiu essa profissão para você?
Eu era empresária, tinha uma casa noturna em Bauru e quando vendi fui trabalhar na imobiliária da minha família e, por isso, eu tinha mais abertura com o cliente. Eu saía para mostrar a casa para os clientes e começava a dar ideia do que poderia reformar no apartamento. Então, tudo começou da necessidade dos clientes da imobiliária, que pediam dicas e ideias para mim. Quando eu peguei uma casa para fazer a decoração completa, surgiu a necessidade de sair com a cliente para fazer compras, foi aí que virei personal shopper de decoração. Foi algo natural, um foi levando ao outro: da imobiliária para a decoração e da decoração para o personal shopper.

– O que o personal shopper faz?
As pessoas me contratam para fazer a decoração dos ambientes, mas antes de tudo eu conheço o perfil do cliente para indicar qual o melhor caminho. Então a gente marca uma reunião para conversar sobre o que ele precisa, para conhecer melhor o estilo dele, vemos juntos as referências que gosta e, normalmente, faço tudo isso na casa do cliente para eu já olhar o ambiente. Depois, a gente vai para rua e faz as compras finais.
É uma facilidade porque, se a pessoa precisa repaginar a casa, ela diz o que vai precisar e eu vou às lojas e seleciono algumas peças. Isso adianta e facilita o trabalho do cliente que não precisa ir de loja em loja, fazendo pesquisa de preços. Então eu pesquiso, faço a pré-seleção, algumas vezes posso pegar algumas peças consignadas e levar na casa dele, senão saímos juntos para fazer compra. Eu indico as lojas que são bacanas e que têm o melhor custo-benefício.

– Em que setor você trabalha dentro da profissão de personal shopper?
Eu acho que moda e decoração estão super ligados, então eu trabalho nestes dois setores. Eu faço decoração, produção de ambiente, seja para foto, produção para lançamento de coleção… produzo o ambiente que você precisar. Além disso, como sou formada em Moda pelo Senac, eu também faço vitrinismo (técnica utilizada para montagem de vitrines). Então eu sou personal shopper de moda e de decoração.

– Qual a importância desse trabalho?
Otimizar o tempo das pessoas! Muitos clientes não têm tempo de ficar indo de loja em loja, então eu agilizo o processo de fazer orçamento e ir nas lojas. Quando ela vai comprar muitas coisas, eu consigo pegar em consignado, levar tudo na casa dela, testar e ver o que interessa para ela ou não, é o que mais faço porque as pessoas não têm tempo de ir nas lojas comigo então eu levo para ela. O cliente não precisa ficar o dia inteiro na rua! A parte de roupa é a mesma coisa, às vezes, a pessoa quer uma peça muito específica aí eu já faço essa busca para ela, ou tem uma dúvida de estilo e não sabe qual caminho seguir, eu dou o direcionamento.
O meu diferencial é que eu pesquiso, vou de loja popular até lojas muito sofisticadas no mesmo projeto. Essa pesquisa de peças mais baratas, de misturar, é bem legal. Eu não tenho preconceito com lojas populares; eu vou atrás, vejo e misturo tudo. Acredito muito nessa vertente do meu trabalho: nesta mistura e não ter o preconceito com lojas populares. Quando você coloca tudo na decoração e o cliente fala ‘nossa, era isso que eu queria’, não tem preço. Então acho que esse é o meu diferencial.

– Quem pode contratar o personal shopper?
Qualquer pessoa! O serviço de personal shopper é super acessível. Às vezes, as pessoas acham que é um serviço caro e de luxo, mas não é e tem a parte do custo-benefício, porque você gasta com o personal shopper, mas economiza no produto. Como eu trabalho com isso, eu pesquiso muito e sei onde tem os melhores preços, as melhores opções, onde tem peças lindas por preços bons. Eu vou mostrando essa diversidade para o cliente e ele acaba economizando, então é acessível. Além disso, a primeira coisa que a gente faz na entrevista é o orçamento. O cliente diz o quanto pode gastar e eu vou trabalhar dentro desse orçamento, então ele não tem preocupação. Eu faço uma planilha com o orçamento, com os gastos e eu vou controlando. Eu vejo o quanto sobrou e no que ainda podemos gastar. Se o orçamento aumentar a gente vai readequando, mas geralmente é dentro do orçamento do cliente.

– É uma profissão que tende a se popularizar? E em Bauru?
Eu acho que sim. Em Bauru eu não conheço ninguém que faça esse trabalho focado em decoração. Como as pessoas estão com o tempo muito corrido, facilita muito, principalmente no caso da decoração. Até porque no caso da moda as pessoas não compram muitas peças de uma vez, mas, muitas vezes, eu sou chamada para fazer uma seleção de roupas para trabalho, por exemplo. Já para a decoração, o meu trabalho otimiza muito o tempo do cliente, então é uma opção que tende a crescer.
O que acontece também é que os arquitetos não têm muito tempo de fazer a pré-seleção de objetos por conta dos longos projetos. Também tem aqueles que não gostam e precisam que eu faça uma pesquisa de preços, e acabam me contratando. Eu não trabalho, necessariamente, direto com o cliente, eu também trabalho com o arquiteto.

– O que você espera da profissão?
Eu espero fazê-la a minha vida inteira! É maravilhoso! Acho que a parte mais legal é fazer as pesquisas e procurar as referências. Eu espero fazer isso para o resto da minha vida e acho que tem tudo para crescer cada vez mais.

Serviço
Fe Laborda – Produção de Ambientes
Telefone: (14) 99826-4526
E-mail: [email protected]
Facebook: www.facebook.com/pg/felaborda
Instagram: @nanda_laborda

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Negócios
Comentários estão encerrados

Verifique também

Sara Donato e Issa Paz apresentam o disco “Rap Plus Size” em show gratuito hoje (22) em Buru

Com seis anos de amizade, as cantoras paulistas de Rap nacional se uniram para lançar o di…