publieditorial

Sair da rotina está no dia a dia do Joker em Bauru. O bar já foi espaço para comemorar carnavais, festas juninas e oktorberfests. Dessa vez, o local festejará a morte e os entes queridos que já se foram! Pode até parecer estranho para a nossa cultura, mas celebrar o fim, significa iluminar um novo caminho para quem partiu em certos países da América Latina.

Por se tratar de uma comemoração típica e muito antiga, temos a semelhança de data com o nosso dia de Finados, devido à forte influência da colonização espanhola nesses países. Porém, tratam essa data com muita alegria e comemoração, sendo a festa mais popular em países como o México. E nada melhor do que comemorar com música – a trilha sonora será comandada pelas bandas Deck 66 e Acústicos & Calibrados.

Já as bebidas ficam por conta do Joker: além dos drinks temáticos “arriba” e “caveiritcha”, a tequila será em dobro e haverá shots surpresas durante toda a noite. Já o Bongo entra com as especialidades do restaurante – tacos e nachos em porções individuais. Serão duas opções de taco: frango e chilli (R$9 reais) e os nachos acompanham os molhos chilli, guacamole, sour cream e Pico de Gallo (R$12 reais). Para adoçar, a festa será open de mini churros, sobremesa que também compõe o cardápio do restaurante.

As tradições não param por aí! O ambiente recebe decoração especial para receber o público. Quem quiser também pode se caracterizar, a equipe da Natalia Baroni estará fazendo maquiagens típicas gratuitamente durante a festa. O evento também contará com uma parceria com a empresa Vision VR, que trará a oportunidade gratuita para aproveitar um aparelho de realidade virtual durante a noite toda. São jogos e vídeos, além de uma montanha russa do terror.

O “Día de los Muertos” será no dia 1 de novembro, véspera de feriado, no Joker Bar. Os convites da festa já estão à venda por R$20 reais (antecipado) e R$30 reais (portaria). Os interessados podem adquirir o ingresso no Joker Bar, no Bongo Cocina Tex-Mex ou nas lojas Natalia Baroni (Rua Rio Branco 27-80 / Shopping Boulevard).

Joker e Bongo
Bauru é uma cidade com diversas opções de entretenimento e de restaurantes. Se separados já são bons, juntos são a combinação perfeita para proporcionar uma festa incrível, inesquecível e inovadora em Bauru, sendo esses os objetivos dessa união entre duas das melhores casas da região, Joker Bar e Bongo Cocina Tex Mex.

Em relação à parceria, Thiago Dal Médico, um dos sócios do Bongo, conta que veio em boa hora. “O dia dos mortos é um dia muito importante para o povo mexicano, é como se fosse o nosso carnaval. Todo ano tentamos passar a mensagem da importância dessa data fazendo algo especial, sendo assim, a parceria caiu como uma luva. Eles (Joker) dispõem de um espaço diferenciado e estão se destacando pelas festas temáticas”.

Para Rafael Gimenes, um dos sócios do Joker, é mais uma oportunidade de mostar a proposta do bar para os bauruenses. “Uma pequena parte ainda vincula a gente com balada, mas a gente é um bar com entretenimento e não apenas uma balada”.

Día de Muertos

A data é a tradição mais representativa da cultura mexicana e, também, é comemorada em diversos países da América Latina. Apesar do mesmo significado, cada local insere uma tradição cultural diferente à festa.

A comemoração no México é feita por meio de altares com oferendas, representando a visão do povo sobre a morte. Para os mexicanos, a data é uma oportunidade de se aproximar das pessoas queridas que se foram, já que no Día de Muertos, eles voltam para fazer uma visita.

Serviço
Día de los Muertos – 01/11, às 18h
Local: Joker Bar – Avenida Getúlio Vargas, 22-86
Convites antecipados: Joker Bar / Bongo Cocina Tex-Mex (Alameda Doutor Octávio Pinheiro Brisolla, 15-7) / Lojas Natalia Baroni (Rua Rio Branco, 27-80, telefone 3202-9345 e Boulevard Shopping, telefone 3233-7620)
Para saber mais sobre a VR Vision fale com Gustavo Moraes no 99605-6398 ou acesse: https://www.facebook.com/VisionVR.Brasil/?ref=br_rs

Compartilhe!
Carregar mais em Negócios
...

Verifique também

Com método pensando no bem-estar, escola de música ensina mais de dez instrumentos

“Eu tenho 43 anos e toco violão desde os 13. São quase 30 anos na música, já fiz todo tipo…