publieditorial

Por quantas vezes ao caminharmos pela cidade nos deparamos com lixo e mais lixo. Mas será mesmo que tudo que é jogado no lixo é realmente lixo? Será que muito do que vai para o lixo não tem mais nenhuma utilidade? Não se pode esquecer que os recursos do planeta são finitos e, se não dermos a devida importância para controle da poluição e do aquecimento global, é possível que a vida na terra se torne inviável. Em função deste fato, há hoje grande interesse na Logística Reversa. E o que vem a ser Logística Reversa?

Logística Reversa nada mais é que o recolhimento e reaproveitamento de produtos e materiais que tiveram o seu ciclo produtivo encerrado fazendo assim, o processo inverso da logística tradicional.

O assunto tem obtido cada vez mais espaço nas grandes empresas por conta da preocupação com o desgaste do meio ambiente e escassez de matéria-prima. Empresas também tentam conscientizar a população para a importância de uma produção mais sustentável por parte delas.

E isto não é uma preocupação apenas de grandes centros; em nossa cidade, as Faculdades Integradas de Bauru (FIB), por exemplo, incentiva m este olhar em seus alunos, sobretudo no curso de Engenharia de Produção, que têm mostrado muito interesse em contribuir para um mundo mais sustentável. Na Semana da Engenharia da FIB do ano de 2016 os alunos apresentaram móveis sustentáveis produzidos com tambor de óleo.

Elaine Câmera, professora e coordenadora do curso de Engenharia de Produção da FIB explica que uma maneira mais simples de falar sobre logística reversa é dizer que ela diz respeito à devolução de mercadorias. Ou seja, quando elas retornam do cliente final ao distribuidor ou indústria.

“Na prática, desde o momento em que qualquer empresa recebe um produto de volta, está praticando a logística reversa. É preciso dar uma maior importância a este processo e ter um departamento específico para gerenciar estes recursos para que não haja perdas, tanto financeiramente, como em estrutura”, diz.

Principais razões
Se pararmos para pensar, será difícil lembrar-se de muitas empresas que, antigamente se sentiam responsáveis pelo destino de seus produtos após o uso pelos clientes. O destino para produtos usados era sempre o lixo, causando assim, consideráveis danos ao ambiente.

Porém, hoje a situação mudou: consumidores e autoridades esperam que os fabricantes reduzam o lixo gerado por seus produtos, chamando maior atenção com o gerenciamento de resíduos.

E sabe as principais razões para se aderir à pratica? Leis que forçam as empresas a receber de volta seus produtos e cuidar de seu tratamento; benefícios econômicos de usar produtos devolvidos no processo produtivo, ao invés de descartá-los, e a crescente consciência ambiental dos consumidores são alguns deles.

“É de suma importância que aconteça uma maior conscientização dos meios de produção e de toda população”, afirma a coordenadora. É por isso que, preocupados com esta questão, a Logística Reversa tem destaque entre as disciplinas do curso de Engenharia de Produção, no qual é ensinado aos alunos como aplicar o melhor gerenciamento dos recursos e o melhor fluxo desta logística. Segundo a coordenadora, a FIB tem como objetivo formar engenheiros de produção que tenham como prioridade um mundo mais sustentável e melhor para se viver.

Curso de engenharia de produção
O engenheiro de produção formado na FIB reúne amplos conhecimentos de engenharia, administração e economia, de forma a racionalizar o trabalho, aperfeiçoar técnicas de produção e ordenar as atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma organização. Por atuar como elo entre o setor técnico e o administrativo, seu campo ultrapassa os limites da indústria.

O curso possui professores altamente qualificados e com larga experiência de ensino, modernos laboratórios didáticos, monitoria e suporte pedagógico aos alunos e alunas, vivências e oficinas na área de gestão, modernos laboratórios de informática e softwares de gestão e laboratório de desenvolvimento de projetos.

As inscrições para o vestibular agendado da FIB devem ser feitas pelo site www.fibbauru.br. A prova é composta por uma redação no estilo dissertativa. Além de contar com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), a FIB disponibiliza bolsas do Programa Universidade Para Todos (Prouni) e do Programa Escola da Família. Como forma de facilitar o acesso dos candidatos, a faculdade oferece também a opção de um financiamento interno de até 50% do valor da mensalidade (consulte o regulamento).

Serviço
A Faculdades Integradas de Bauru (FIB) está localizada na Rua José Santiago, quadra 15, Jardim Ferraz, em Bauru (SP)
Mais informações podem ser obtidas também pelo telefone (14) 2109-62 06 ou pelo (14) 99822-3829 (WhatsApp)
Site: www.fibbauru.br
Facebook: www.facebook.com/FIBBauru

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Negócios
...

Verifique também

Médicos seguem carreira de 30 anos do pai na oftalmologia e inauguram hospital em Bauru

Existe um ditado, comum entre os médicos, que diz “todo mundo ama alguém, você está …