O projeto “Dafnes”, idealizado por mulheres de Bauru, promove uma ocupação cultura durante o mês de janeiro e fevereiro: o “Eu, Dafne“. Instalada na Pinacoteca Municipal de Bauru – Casa Ponce Paz, a ocupação conta com obras como desenhos, video arte, bordados, fotografias, áudios e músicas. O trabalho que compõe a ocupação foi desenvolvido por dez artistas presente no cenário cultural de Bauru.

A abertura do “Eu, Dafne” será nesta sexta-feira, dia 26 de janeiro, às 20h, na Pinacoteca (Rua Antônio Alves, 9-10). O evento é gratuito e além da exposição, a abertura do projeto conta com diversas apresentações culturais.  Confira a programação completa:

Abertura da ocupação cultural “Eu, Dafne”

20h30 – Dança: Eu, Dafne

Composição: Marcela Fernandes

Intérprete: Andresa de Souza Ugaya

21h – Dança: “Entre as asas do medo e as do amor, deve haver uma dança”

Releitura do mito de Apolo e Dafne.

Intérprete e coreógrafa: Merene Lobato

22h – Participação de Cristina Franciscato

22h30 – Trailer do Dafnes

Coquetel da cozinha vegana da Maria.

A ocupação cultural “Eu, Dafne” tem como objetivo instigar uma reflexão sobre os papeis das mulheres e sobre o feminino quanto aos relacionamentos e as formas equivocadas de amar e de amor. Apesar de ser baseada no mito grego de Apolo e Dafne, o projeto busca refletir sobre as mulheres de hoje em dia.

O mito Apolo e Dafne

Apolo, deus da música e da poesia, vivia insultando Eros, deus do amor – também conhecido como Cupido. Para se vingar, o deus do amor lança uma flecha no coração de Apolo, que se apaixona pela Dafne, ninfa associada às fontes e córregos, que por sua vez, recebe uma flecha que a faz sentir repulsa por Apolo.

Apaixonado, o deus da música e da poesia vivia perseguindo sua amada até que Dafne pede para seu pai, Peneus, ajudá-la. Ele, então, muda a forma da ninfa, transformando-a em um loureiro. O mito se encerra com a declaração de Apolo à Dafne, que aceita ser a árvore de triunfos.

Projeto Dafnes

A ocupação faz parte do projeto Dafnes, uma web-série que visa documentar o processo de criação de dez mulheres artistas de Bauru de diferentes áreas. O projeto foi aprovado pela Lei nº 5575/2008 do Programa Municipal de Estímulo à Cultura de Bauru 2017 e também busca apoio pela campanha de financiamento coletivo no Catarse.

O Dafnes será finalizado em abril deste ano e todo o processo de produção pode ser acompanhado pela página no Facebook e no pelo perfil no Instagram.

Serviço

A ocupação “Eu, Dafne” estará na Pinacoteca de Bauru (Rua Antônio Alves, 9-10, do dia  26/01 ao dia 23/02.
A abertura será nesta quarta-feira, dia 26, às 20h, com entrada gratuita.
Classificação: acima de 14 anos.

Compartilhe!
Carregar mais em Cultura
...

Verifique também

Museu virtual e independente abre chamada para artistas de Bauru e região

Estão abertas as inscrições para participar do Museu Bioma, museu virtual destinado à arte…