A iniciativa de um estudante do ensino médio levou ao que hoje é o Voleibol União Bauruense (VUB). Tudo começou em 2015, quando o bauruense Leonardo Henrique de Lima decidiu reunir os amigos para jogar vôlei. Se no começo eram poucas pessoas e dois times incompletos, hoje em dia, o VUB conta com 40 atletas e quatro times.

A decisão de montar um time veio com o aumento do número de atletas e a dedicação aos treinos. “Montamos o VUB primeiro pela paixão de praticar o esporte e segundo pelo aumento de pessoas nos treinos. Percebemos que houve uma entrega maior dos atletas na prática do voleibol. O que era uma simples brincadeira se transformou em algo maior. Os treinos passaram de um pequeno aprendizado para um projeto social profissionalizante”, explica Leonardo.

Em dois anos, o Voleibol União Bauruense já foi vice-campeão em pequenos torneios em Bauru. O VUB conta com times femininos e masculinos nas categorias de base até o sub-20, além do time adulto profissional. Em 2018, eles disputam a Liga de Voleibol de Bauru e região, participando de, em média, 30 jogos por ano.

Associação Atlética VUB

Os esforços de Leonardo junto aos atletas do VUB chamaram a atenção da vereadora de Bauru, Yasmim Nascimento (PSC). Em setembro de 2017, ela entregou uma Moção de Aplauso ao time pela “história de luta e dedicação”, como conta a notícia do Jornal da Cidade.

Apesar das conquistas, o Voleibol União Bauruense ainda precisa de apoio para continuar crescendo. Sem ajuda financeira, os atletas financiam os custos de viagem, alimentação e taxas de arbitragem. Segundo Leonardo, a gestão do time é feita em conjunto pelos próprios jogadores.

Novo programa de esportes de Bauru, “Entrevista 10” com Fernando Beagá, estreia hoje (19)

“Atualmente, os custos são divididos entre os atletas. Também fazemos ações para arrecadar recursos como venda de camisetas, brindes, rifas e campanha de financiamento coletivo. Além dos nossos poucos apoiadores financeiros que nos ajudam com equipamentos, uniformes e conhecimento. São eles o  Beach Bauru, o RM Corporation Group e pequenos comerciantes da região”, explica.  O VUB também conta com o apoio de profissionais como educadora física, psicóloga e gestora de recursos humanos.

Para conseguir mais ajuda, o time está formando a Associação Atlética do VUB. Com isso eles pretendem conseguir maiores benefícios para o time, como uma quadra com melhor infraestrutura para os treinos. “Terminando isso [associação atlética], iremos fazer o registro  na federação esportiva. Com esse registro também teremos benefício junto à Secretaria Municipal, Estadual e Federal. Podemos ganhar bolsa-auxílio para cada atleta e alguns patrocinadores empresariais, assim o projeto pode andar mais rápido”, esclarece Leonardo.

Projeto Catarse

Mais do que um time, o VUB é um Projeto Social. Além de dar espaço aos atletas da categoria de base e profissionais de Bauru e Região, o time está aberto a todos os jovens que querem jogar vôlei. “Nós visamos dar espaço a todos os jovens que, através do esporte, lutam para vencer a desigualdade social, as drogas e outros males da sociedade”, diz Leonardo.

É por acreditar que o esporte é um agente transformador da sociedade que, mesmo com as dificuldades financeiras, Leonardo não desiste. Uma das alternativas que ele achou para continuar com o Voleibol União Bauruense foi a campanha de financiamento coletivo. O objetivo é arrecadar fundos para finalizar o registro como Associação Atlética e apoiar mais jovens atletas.

Segundo a descrição da campanha na plataforma Catarse, a VUB tem como principal objetivo aplicar os recursos nas credencias junto aos órgãos municipal, estadual e federal. Dessa forma, o time consegue recursos e patrocínios da iniciativa privada, podendo disputar competições nacionais mais relevantes e estender o projeto de base do voleibol para todo Brasil.

 

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Saúde e Esportes

Verifique também

18 lugares em Bauru para assistir os jogos do Brasil na Copa do Mundo

Na última quinta-feira (14), começou a Copa do Mundo na Rússia e, desde então, já podemos …