Há algum tempo, os supermercados já estão com aqueles corredores de ovos de Páscoa pendurados. Parece um sonho até que você confere os preços. Pois é, a cada ano o valor desses produtos aumentam no supermercado. Mais do que isso, o formato influencia, e muito, no tanto de dinheiro que vamos gastar na tradição pascal. O que me faz pensar: “por que estamos colocando nosso dinheiro em algo que não faz sentido?”.

Pois bem, Páscoa tem que ter ovos de chocolate. As crianças aguardam por isso, nós aguardamos por isso – mesmo que secretamente. Então como aproveitar da melhor maneira possível o nosso salário gastando com chocolates? A resposta está em produtores locais! Sim, aquela doceira do seu bairro é a pessoa perfeita para te ajudar a não sair das tradições. Os motivos eu explico aqui embaixo, olha só:

1- Custo-benefício

Você já deve ter percebido que 150g de chocolate em barra não custa o mesmo que 150g de chocolate em formato de ovo. Claro que não. Essa é uma forma das grandes empresas se aproveitarem de datas como a Páscoa para aumentar o lucro da empresa. Mas ninguém quer deixar de comer um Ovo de Páscoa, né? Eu, pelo menos, aguardo ansiosamente a data.

Aqui em Bauru, muitas pessoas também aproveitam a Páscoa para gerar renda. A diferença é que os preços são muito mais acessíveis (levando em consideração a quantidade de chocolate) e, ao invés de ajudar empresários que já estão ricos, você irá ajudar uma família da sua cidade.

2- Diversidade

O povo brasileiro é criativo e a imaginação chega, é claro, nos famosos ovos de chocolate. Não importa se é de colher, trufado ou simples. Se o sabor é brigadeiro, paçoca ou Whey Protein (sim, dá para continuar na dieta até na Páscoa). Sempre tem um jeitinho de inovar e prova disso é a novidade que chamou a atenção do Coordenador do curso de Gastronomia da USC, Leonardo Stringaci.

“Uma opção que me chamou atenção nessa Páscoa são os ‘ovos cake’. São ovos de chocolate recheados com camadas de bolo e recheios cremosos dos mais variados tipos. Já surgiu até mesmo o ovo cake de brownie!”. Mas isso só é possível se você comprar de um confeiteiro local. Caso contrário, os consumidores estão presos aos mesmos produtos de sempre.

3- Qualidade do produto

Se puder escolher entre um produto que dura meses na prateleira ou um fresquinho, qual você escolheria? Se a resposta for um ovo de chocolate feito (quase) na hora, esse é mais um motivo para comprar da doceira que mora ao lado. “Os produtores artesanais, em sua grande maioria, utilizam produtos de alta qualidade em suas preparações. Hoje em dia, os consumidores estão cada vez mais exigentes e o contato direto dos empreendedores com os clientes, somado à grande concorrência, estimulam para que os produtos sejam sempre inovadores e excelentes”, diz Leonardo.

4- Poder de negociação

Já pensou ganhar aquele desconto nos Ovos de Páscoa para poder comprar mais chocolate? Essa é uma opção, caso você seja bom para negociar os valores. Encomendar os ovos de um produtor local, permite que você tenha grandes chances de ganhar um desconto ou fazer algum negócio que vale a pena para ambas as partes. Além do preço, tem muitos microempresário que negocia até o cardápio, dando a possibilidade de personalizar o produto.

5- Incentiva a economia local

Segundo a Coordenadora do curso de Ciências Econômicas da ITE, Salete Rossini Lara, a prática traz diversas vantagens para a economia de Bauru. “Ajuda no crescimento das microempresas na região, incentiva microempresários a atuarem em outras épocas no ano, etc. Isso quer dizer mais empregos na região, mais renda pessoal, mais renda para os microempresários e mais arrecadação pública”, diz.

Exaltai-vos os bauruenses quem trabalham duro! É simples: a gente compra dos produtores de Bauru, que ganham dinheiro, que gastam em outros produtores de Bauru. Dessa forma, a economia da cidade se mantem ativa e em crescimento melhorando a qualidade de vida de todos.

Considerações finais

Não é somente na Páscoa que nós podemos adotar a prática de comprar de produtores locais. Estamos cercados de microempresas e negócios de família. Eles podem nos oferecer diversos serviços e produtos, os quais precisamos no nosso dia a dia. Sempre dá pra trocar aquela ida ao supermercado por uma feirinha!

LEIA MAIS
+ Bauru ganha mais duas feiras livres na cidade
+ Happy Hour: 5 dicas de como economizar na hora mais feliz do dia
+ 15 anos de história: se você nunca foi, deve conferir a Feira Ubá no Vitória Régia

E aí, vamos repensar nossos hábitos?

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Comportamento
...

Verifique também

Trancistas contam sobre o movimento que enaltece a beleza negra em Bauru

As tranças afros vão muito além de um simples penteado. Para muitos negros, é uma das form…