Hoje é dia 16 de abril, Dia Mundial da Voz! Se você acha que é uma data irrelevante, foi exatamente por isso que ela surgiu aqui no Brasil, em 1999. A data foi pensada para disseminar alguns conhecimentos sobre a voz e orientar a população, evitando problemas de saúde.

O slogan da campanha do Dia Mundial da Voz é “Seja amigo da sua voz” e, em 2018, o lema é “Minha voz, Minha identidade”. Quem explica a campanha é a professora do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP, Lidia Cristina da Silva Teles.

“O amigo a gente não esquece, a gente ouve e quer dar atenção. Então, é fundamental que a gente reconheça e pare para ouvir como ela está e se ela está me representando. A voz é muito importante porque ela expressa todos os nossos pensamentos e sentimentos. Grande parte da nossa comunicação se dá pela nossa voz, ela representa muito da nossa personalidade e também das nossas emoções, então precisamos ter uma relação mais próxima com a nossa voz”, explica.

Para a Iracema Nogueira, celebrante de Bauru, a voz tem importância dobrada, pois é o instrumento de trabalho. “A voz, no meu trabalho, é o instrumento que dá forma e emoção, durante a celebração, ao texto que criei antecipadamente. Há muito tempo tenho consciência da importância da voz, desde quando trabalhei como atriz e dubladora. Hoje, como celebrante, muito mais, pois não há hipótese de ter uma celebrante substituta no dia do casamento, caso eu esteja afônica, por exemplo. Os noivos, quando elegem e contratam um celebrante, o fazem porque houve empatia, confiança e isto é insubstituível e, para mim, uma responsabilidade imensa”, conta.

Por isso, a celebrante conta que, desde os anos 70, ela mantém alguns cuidados básicos em relação à voz, “como entende que gelado e voz não são compatíveis, assim como o sono é indispensável e, acima de tudo, a respiração”, complementa. Mas não são apenas pessoas que usam a voz para trabalhar que precisam ficar atentas à esta parte importante do corpo humano. Todos nós precisamos ter atenção para cuidar da voz e, dessa forma, conseguir evitar algumas doenças.

Uma pessoa rouca pode parecer normal, mas a fonoaudióloga alerta: “a rouquidão é o primeiro sintoma do Câncer de Laringe. Ela é considerado habitual e corriqueiro, mas não pode ser considerado normal. Se a rouquidão não passar em 15 dias, é preciso procurar um profissional para fazer a investigação ou uma avaliação aprofundada da voz. Então é fundamental ficar atento às alterações da voz”, esclarece.

Celebre o Dia da Voz com alguns cuidados básicos

Assim como a Iracema, você deve tomar alguns cuidados para manter a saúde da voz em dia. Para a fonoaudióloga, o principal hábito é se hidratar. “A nossa voz acontece pela vibração de dois músculos dentro da garganta em atrito constante. Por isso, ela precisa estar sempre lubrificada e o jeito mais fácil é manter o corpo hidratado”, explica Lidia. Por isso, o indicado é beber um copo de água a cada duas horas, pelo menos, assim a voz não corre risco de ser lesionada.

Mais importante do que fazer algo para manter a voz saudável é evitar alguns comportamentos, como os chamados abusivos. Gritar, falar por tempo prolongado e falar muito alto em um ambiente barulhento sãos alguns dos comportamentos abusivos. “Todos esses comportamentos exigem um esforço da voz a mais do que estamos preparados e podem causar algum prejuízo. Além de evitar pigarrear, tirar a secreção da garganta, porque isso agride as pregas vocais, elas se chocam e os músculos se machucam. O hábito de uma tosse seca também deve ser evitada”, diz Lidia.

Outro hábito que deve ser evitado é o tabaco, pois ele é altamente prejudicial à saúde do nosso corpo e diretamente relacionado ao Câncer de Laringe. “O cigarro paralisa o cílios do sistema respiratório que faz toda a limpeza da respiração”, explica a profissional.

Além dos esclarecimentos, a celebrante Iracema ainda deixa um recado para que todos possam se conscientizar neste Dia da Voz. “Considero a voz a maior ferramenta de comunicação. Ao apresentar um trabalho, conversar com um cliente, tentar explicar uma ideia, em qualquer situação da vida, a voz pode fazer a diferença. Ela pode impor respeito ou denotar fragilidade simplesmente pelo uso correto ou incorreto”, diz.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Saúde e Esportes

Verifique também

Mary Dota é o próximo bairro a receber uma pista de skate em Bauru

Com mais de 18 mil habitantes, o Mary Dota é quase uma cidade dentro de Bauru. O bairro é …