Manter a criançada entretida durante as férias pode ser um desafio para pais e mães, ainda mais com celulares e computadores se mostrando tão atrativos para os olhos dos pequenos, com cores, sons e movimentos.

Hortência Baffi de Carvalho é professora e explica que, para alguns pais é bem mais fácil entregar um celular ou ligar uma televisão para que a criança “fique quieta”.

“Não digo que não devemos utilizar desses meios, afinal, já que eles estão aí e são ótimos, podemos sim utilizar de forma consciente e administrar um tempo para que a criança fique nos aparelhos, questão de uma hora por dia, dependendo da idade da criança”.

Ainda assim, com um pouco de criatividade, é possível entreter os filhos gastando pouco e estimular a curiosidade das crianças, sem precisar recorrer ao eletrônicos.

“Por mais difícil que possa ser tirá-los da tecnologia, criança que é criança, não deixa de ir em um parque para brincar em vários brinquedos, a fim de ficar em casa mexendo em um celular”

Foi o que João Candido Fernandes fez para entreter o neto de cinco anos. Com apenas algumas caixas de papelão, dois cabos de vassoura, fita e cola, o professor universitário aposentado criou uma televisão para o pequeno Mateus.

“Eu tive a ideia porque o meu neto gosta de assistir desenhos no computador. Então eu criei um televisor muito rústico: uma caixa de papelão, com um visor por onde passa uma fita de papel com historinhas recortadas de um gibi. Foi muito interessante ver o Mateus assistindo uma história que não estava numa tela de LCD”.

E a ideia de criar o próprio brinquedo é algo que João Candido trouxe de sua própria infância.

Brincadeira de infância

O professor João se lembra da infância e de quando fazia seus próprio brinquedos, sendo a maior parte carrinhos.

“Lembro de ter feito um trator (pá carregadeira) com blocos de madeira e lata de salsicha. O trator conseguia pegar a terra e colocar no caminhão. Fez um grande sucesso entre a criançada”.

Além disso, João também fazia carrinhos de rolimã e até construiu seus próprios carrinhos de autorama, e sente saudades da época de criança.

férias crianças brincadeiras
João Candido com o neto Mateus

Os brinquedos feitos por João passaram gerações, desde seus filhos até seu neto, Mateus. Ele montou a televisão de papelão para todos e as reações sempre foram as mesma: deslumbre e olhos brilhantes.

Contudo, algumas coisas surpreenderam João enquanto montava a televisão junto ao seu neto.

“Ele dizia: ‘precisa colocar um botão para ligar’; ‘não tem controle remoto?’; ‘precisa por um botão para os desenhos’. Dessa forma foi necessário construir um controle remoto. Foram desenhados os botões dos canais e dos controle.

Foi então que o neto o surpreendeu mais uma vez:

“Aí aconteceu outra surpresa: ‘Esse controle não tem Netflix?’. Foi necessário colocar um botão ‘Netflix’ no controle remoto e outro no ‘televisor’”.

Mesmo com as “atualizações” que o brinquedo ganhou para Mateus, a ideia foi um sucesso e o neto de João gostou tanto que levou na escola e “passou” o filme para os colegas de classe.

Opção é o que não falta

Além da inspiração de João para criar um brinquedo para o neto, a professora Hortência dá outras várias dicas e ideias para colocar em prática com a criançada nas férias.

Cozinhar pode parecer uma “coisa de adulto”, mas com a supervisão dos pais e responsáveis, pode ser uma diversão para as crianças, além de fazer com que elas se sintam importantes nas tarefas de casa.

“Deixem a criança fazer o que for possível ser feito em uma receita. Quebrar ovo, por exemplo, é uma delícia! Deixem as crianças vivenciarem as coisas verdadeiras da vida, deixem-nas se sujar e, se for preciso ajudar a limpar a casa, eles prontamente nos ajudam, pode demorar mais ou até fazer mais sujeira, mas o que importa é que vocês estão juntos e se ajudando”

Outra opção divertida é fazer um caça ao tesouro, pois a criança, durante o jogo lê, pensa, investiga até chegar ao seu destino. Esconde-esconde, construção de castelos com blocos de madeira, corrida de carrinhos e brincadeiras que estimulem a imaginação, a fantasia e a criatividade da criança são opções excelentes para entreter os baixinhos.

E quem disse que férias é sinônimo de ficar em casa? Muito pelo contrário!

Explorar a cidade com a criançada pode ser um opção muito divertida, e em Bauru há opções gostosas para aproveitar as férias.

“O zoológico, por exemplo, jardim botânico, horto florestal, praças, Bosque da Comunidade, dentre tantos outros lugares que proporcionam programação gratuitas para as férias das crianças, como o Sesc, que é uma ótima opção também. Ir ao clube, casa de amigos e até mesmo fazer uma visita aos parentes, que por muitas vezes não há tempo durante as aulas”.

Seja dentro de casa, seja do lado de fora, seja construindo os próprios brinquedos ou usando a imaginação, o que importa é a presença dos pais na infância das crianças, e as férias chegam para dar um tempo a mais para estreitar as relações com os filhos.

“O brincar junto com a criança, estarem juntos e vivenciarem momentos bons juntos, é lindo e é com certeza o que a criança vai lembrar para sempre em sua vida. Tenham tempo para ver seus filhos crescerem, eles vão ser gratos por isso pelo resto de suas vidas”

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Geral
...

Verifique também

Sem roteiro, dá para esperar tudo do podcast bauruense “Programa de Indie”

Dois jornalistas + uma ideia = Programa de Indie! Foi isso que aconteceu entre Felipe Tell…