O frio é aquela época gostosa para se ficar embaixo dos cobertores, com um chocolate quente nas mãos, sem fazer nada o dia todo, não é verdade?

Durante o inverno, é comum que a prática de exercícios seja menor, principalmente pela diminuição da disposição das pessoas para treinarem – e a força de vontade de sair da cama com o frio precisa ser enorme!

Mas sem preguiça! A prática de exercícios no inverno traz grandes benefícios ao corpo.

Vantagens dos exercícios no inverno

Ainda que pareça um sacrilégio ter que sair da cama no frio para fazer algum exercício ou esporte, o professor de educação física Gustavo Barquilha conta alguns dos benefícios de se exercitar no inverno.

  • Melhora do sistema imunológico: é comum infecções, gripes e resfriados no inverno. Entretanto, a prática regular de atividade física melhora o sistema imunológico, “prevenindo” dessas doenças típicas;
  • Maior gasto calórico: Nosso corpo gasta mais calorias treinando no inverno, o que vai ajudar no controle do peso corporal;
  • Academias menos concorridas: É comum academias cheias no verão, caindo o número de alunos no inverno. Aproveite isso para se engajar em programa de treinamento físico sério.

Além disso, quase todo mundo tem aquele “projeto verão”, e no inverno é uma boa hora de evitar os excessos e colocar o projeto em prática, como afirma a corredora bauruense, Fernanda Menezes.

“E o que todo mundo fala e é muito verdade: o corpo que queremos no verão, conquistamos no inverno!”

Cuidados necessários

Ainda que a prática de exercícios sejam benéficos para o corpo no inverno, é necessário tomar algumas precauções para que o corpo não acabe ficando doente com as temperaturas mais baixas.

O professor Gustavo dá algumas dicas essenciais para quem vai de aventurar na prática de algum esporte ou exercício no frio:

  • Mãos, pés e cabeça sofrem mais com o frio intenso, então, além do moletom, lembre sempre de luvas e gorros;
  • O começo da atividade física é sempre pior, pois nosso corpo está menos aquecido. Por isso, é interessante, em alguns casos, utilizar bermudas ou leggings por baixo de moletons, e assim, caso necessário, pode-se tirar o agasalho;
  • Aquecer muito bem antes de praticar algum esporte. Esse alongamento deve ser dinâmico, e elevar a temperatura corporal antes de praticar algum esporte ou atividade física mais intensa, como a musculação.
  • Hidratar também é preciso no inverno, e com a sensação de frio, a ingestão de água pode diminuir.

Além disso, o professor de crossfit, Leonardo Bicudo, alerta que pessoas que sofrem com doenças respiratórios, como asma, bronquite e sinusite, devem ter cautela quanto à prática de atividade na rua.

Ele ainda recomenda alguns bons exercícios para quem não quer ficar parado no inverno, entre eles atividades aeróbicas como corridas, ciclismo e caminhada, além de academia e crossfit, estas por serem mais protegidas em relação ao frio.

Por fim, Leonardo ainda recomenda os melhores horários para a prática de exercícios no inverno. “Se for ambientes fechados devemos manter a mesma regularidade em relação aos treinos e horários durante a semana/mês. Em caso de ambientes abertos, evitar horários muito cedo ou muito tarde onde as temperaturas são mais baixas, pois pode causar. Hipotermia. Tentar treinar pelo menos 3x na semana no mínimo uns 30 minutos”.

Depois de uma verdadeira aula dessas, não tem desculpas para ficar sem se exercitar no frio, não é?

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Saúde e Esportes
...

Verifique também

Noroeste terá time feminino e as bauruenses interessadas podem participar das “peneiras”!

As bauruenses vão fazer a bola rolar no gramado do “Alfredão”! O Esporte Clube…