Segundo a Emdurb, órgão que fiscaliza o trânsito de Bauru, a cidade registrou no primeiro semestre de 2018 o menor número de mortes e acidentes de trânsito nos últimos cinco anos.

A pesquisa contabilizou 10 mortes no trânsito em 2018, sendo que em 2014, o número foi de 22. A quantidade de acidentes também reduziu pela metade, sendo que há cinco anos foram registrados 4.328, e esse ano, ocorreram apenas 2.303 acidentes.

Esses números são favoráveis para o trânsito de Bauru, contudo, ainda é possível encontrar pelo caminho pessoas que não dão seta, carros que cortam os outros de forma brusca tudo isso contribuindo para uma locomoção mais perigosa.

Isso é o que confirma os motoristas de Bauru, que enfrentam todos os dias o trânsito da cidade.

Sinal vermelho

Ivana Maria Gimenes, Selma Camoiço Rego e Gislaine Daniele Branco são motoristas de Uber em Bauru, e contam que o pior horário para se transitar por Bauru é logo pela manhã, entre 7h30 e 8h30, nos horários de almoço, a partir das 12h e no final de tarde, entre às 17h e 19h.

A falta de respeito no trânsito, segundo elas, vai desde a falta de sinalização dos carros até ao desrespeito com os pedestres e com os outros veículos. E essas mulheres já passaram poucas e boas no trânsito bauruense!

“Acabei sofrendo um acidente de trânsito provocado por um motorista que não obedeceu ao sinal vermelho do semáforo!”, conta Ivana.

E Selma completa:

“Já fui fechada bruscamente, já tive que frear muitas vezes para não colidir e até para não atropelar pedestres!”.

Gislaine ainda levanta a questão das principais vias de trânsito da cidade, que muitas vezes, não estão preparadas para receber um fluxo muito grande de carros e motos diariamente.

“Costumo dizer que daqui uns cinco anos vai ser impossível dirigir em Bauru!”, Gislaine afirma.

Para Selma, a educação no trânsito é essencial para que muitos acidentes pudessem ser evitados. “Motorista educado evita acidentes!”.

Cuidado, condutor em aula!

E para quem acha que os perigos diários no trânsito acontecem só com motoristas profissionais ou com quem tem a habilitação há muito tempo, se engana.

Pablo Vinicius da Silva é dono de autoescola em Bauru, e conta que mês sim, mês não, os carros sofrem colisões com pessoas que muitas vezes não têm paciência com quem está aprendendo ou até mesmo com condutores que não estão prestando atenção.

“As pessoas estão cada vez mais individuais e pensando em si mesmas, mas no trânsito não pode ser assim!”, ele afirmae

Aplicativos de trânsito

Para ajudar a melhorar a o trânsito e torná-lo mais seguros, já foram criados inúmeros aplicativos de celular que ajudam na hora de conduzir.

Um exemplo é o aplicativo “Trânsito+gentil”, sendo uma espécie de medidor de gentileza que influencia o condutor a ter ações que promovam um trânsito mais consciente.

O aplicativo propõe uma jornada aos usuários, que passam por diversos desafios e missões para acumular pontos. Para avaliar a performance do condutor, são utilizadas cinco variáveis: aceleração, frenagem, velocidade, curvas e uso do celular ao volante.

O bom desempenho, somado à condução com responsabilidade, dará ao motorista moedas e medalhas online de ouro, prata e bronze, que podem ser trocadas por prêmios.

Além desse, o aplicativo “Motorista Consciente” também favorece um trânsito mais seguro. O app permite ao condutor saber quanto tempo demora para que o álcool da bebida consumida desapareça do seu organismo.

Para obter a informação, basta que o condutor registre informações de peso e sexo e, após o registro, escolha o tipo e a quantidade de bebida ingerida para que o cálculo possa ser feito.

É importante que o condutor informe o horário em que começou a beber, pois é também com base no tempo que o app disponibiliza a informação se o motorista já pode ou não dirigir.

E após essas dicas para um trânsito mais seguro, é só pegar o carro e dirigir!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Saiba como ajudar o circo que ficou preso em Bauru

O Circo Moscou Internacional, que está em Bauru no momento, tem muita história para contar…