Coletivos. adj. Que abrange várias pessoas.

Ainda que a palavra se remeta à gramática da língua portuguesa, os coletivos são grupos de pessoas que compartilham dos mesmos interesses e ideias para debater, conversar e promover ações.

Aqui em Bauru existem vários coletivos, e nós te apresentaremos três que você não pode deixar de conhecer!

Coletivo Feminista AYA

O coletivo da Unesp foi criado em 2017 com o objetivo de ter um espaço na universidade para a reflexão e discussão sobre o desigualdade de gênero da sociedade atual.

Dessa forma o coletivo visa fortalecer e auxiliar a luta feminina (cis e trans) na Unesp de Bauru.

“Nosso coletivo acredita e quer uma sociedade onde homens e mulheres se relacionem da forma mais equivalente e horizontal possível, visto que isso ainda não seja possível dentro da sociedade atual em diversos espaços, principalmente em um espaço que ainda é muito desigual e competitivo como a Universidade pública”, explica o coletivo.

As reuniões do AYA são fechadas e acontecerem às quartas-feiras, às 17hrs, sempre com evento no Facebook com local e tema. Contudo, o coletivo tem meta para começar a realizar reuniões abertas.

Coletivo Prisma

Criado em 2013, o coletivo Prisma é um espaço para a comunidade LGBT+ do campus da Unesp de Bauru onde pautas sobre essa comunidade sejam discutidas e repensadas em grupo.

O nome do coletivo surgiu como referência ao The Dark Side of The Moon, do Pink Floyd, e “representa em sua essência nossos objetivos: servir como um espaço de politização e empoderamento, no sentido de desconstruir as normas sexuais vigentes e ampliar, repensar e reconstruir nossa visão sobre questões que são fundamentais à nossa comunidade”, explica o coletivo.

As reuniões acontecem todas as segundas, das 18h às 19h, nas salas 50’s da Unesp, onde através de rodas de conversa, debates, compartilhamento de vivências e atividades para o coletivo e para o comunidade de Bauru, o grupo busca provocar transformações nas relações que se estabelecem dentro e fora do campus.

Coletivo Negro Kimpa

Outro coletivo da Unesp é o coletivo Kimpa, espaço aberto para discussões sobre o comunidade negra, que busca construir e fortalecer uma rede de apoio dentro e fora da universidade.

As reuniões acontecem toda quinta-feira nas salas 40’s da Unesp.

Compartilhe!
  • Conheça três coletivos atuantes na cidade Bauru

    Com temáticas diferentes, mas que se complementam entre si, os grupos estão abertos à comu…
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauruenses utilizam a decoração como forma de espalhar a magia do Natal

Mesmo que seja um feriado religioso, o Natal é comemorado pela grande maioria das pessoas.…