Vila Vicentina – todo bauruense já ouviu falar nesse nome, mas será que todo mundo sabe o que é? A Vila Vicentina é uma instituição de Bauru, sem fins lucrativos, que funciona como um abrigo para idosos.

Mais do que o lar de aproximadamente 50 velhinhos e velhinhas, a Vila Vicentina também promove atividades para outros 30 que passam o dia por lá.

Quer conhecer um pouco mais sobre a Vila Vicentina aqui em Bauru? Confira as curiosidades que descobrimos em um bate-papo com o Sergio Luiz Hungaro, atual presidente, e o Marcos Perassoli, do departamento de marketing.

1- Uma das instituições mais antigas de Bauru

A Vila Vicentina foi fundada no dia 1º de março de 1940 aqui na cidade. Já são 78 anos atuando como abrigo de de longa permanência para idosos bauruenses.

2- Além do Brasil

A Vila faz parte de uma associação internacional fundada em Paris no ano de 1833. A Sociedade São Vicente de Paulo que atua em 153 países. Aqui no Brasil, as instituições ligadas à sociedade é responsável por 80% das instituições dos abrigos para idosos.

3- O que mantém a entidade

Para oferecer os serviços gratuitos aos idosos da cidade, a Vila Vicentina recebe ajuda do governo municipal e federal. Apesar desse respaldo, a instituição ainda precisa de outras fontes de renda. Dessa forma, ela conta com ajuda de doações.

Espaço onde ficam os quartos do abrigo

4- Duas maneiras de ficar na Vila Vicentina

Em Bauru, a instituição oferece dois tipos de programas voltados para os idosos da cidade. O primeiro é o abrigo: os idosos moram na Vila Vicentina.

Já o segundo é o Centro Dia: é um programa de proteção ao idoso, onde eles passam o dia na instituição. Assim, eles participam das atividades e passeios, além de receberem alimentação.

Para saber como o idoso pode ser acolhido ou participar do Centro Dia, basta ir até o CREAS – Centro de Referência de Assistência Social – (Rua Alfredo Maia, quadra 1), acompanhado do idoso.

5- Eles não estão abandonados

Segundo Marcos Perassoli, um ponto importante é desmistificar que os idosos da Vila Vicentina estão abandonados. Muito pelo contrário: “A partir do momento em que uma pessoa está aqui dentro, a vida regressa dela pouco nos importa. Eles têm todo o cuidado, tanto interno quanto de pessoas que vêm visitar”, explica.

Dessa forma, os idosos contam com diversos serviços como: terapia ocupacional, fisioterapia, psicologia e assistência social.

Além disso, eles podem estudar, já que o local oferece a escola de alfabetização. Além de ler e escrever, há o serviço de inserção à informática, onde os idosos aprendem a mexer no computador.

Durante o dia eles podem fazer trabalhos manuais como as oficinas de artesanato, que trabalha o lado cognitivo dos idosos. A entidade também organiza passeios fora da Vila Vicentina.

6- Bazar a partir de R$1,00

Uma das maneiras que a Vila Vicentina arrecada dinheiro é com o bazar. Lá é possível encontrar de tudo: móveis, eletrodomésticos, utensílio para casa, sapatos e roupas… muitas roupas.

O interessante é que o brechó coloca todos os itens à disposição da população por um preço muito baixo. A maioria das peças de roupas, por exemplo, custam R$1,00.

O Bazar Vicentino fica na Vila Vicentina e é realizado de quinta e sexta-feira, das 09h às 16h. O motivo de ficar aberto apenas dois dias da semana é a falta de voluntários para ajudar na organização do local.

Bazar da Vila Vicentina

7- Pessoas por trás da Vila

Ao todo, a Vila Vicentina conta com aproximadamente 119 pessoas para funcionar. São 67 funcionários, 12 diretores e 40 voluntários. Sem contar a ajuda que os bauruenses oferecem por meio de doações, seja de alimentos, de dinheiro ou de objetos para o bazar.

8- Churrasco Vicentino está no calendário municipal

A Vila Vicentina organiza eventos solidários como forma de arrecadar renda para a instituição. Um deles é o Churrasco Vicentino, realizado todo ano no mês de julho há 67 anos. A festa é tão tradicional que faz parte do calendário turística de Bauru e, todo ano, aproximadamente 40 mil pessoas passam pelo churrasco. Para matar a fome de tantas pessoas, o evento conta com 6 toneladas de carne!

Outros eventos são o “Jantar Oriental”, realizado em parceria com o restaurante Tayu, o aniversário da Vila Vicentina e o “Porco no Rolete”. Todos os eventos são comerciais e o lucro das festas são voltados para a manutenção da instituição.

9- É possível ajudar com pouco

Falando em doações, você sabe como ajudar a Vila Vicentina? É facil!

Para fazer doação em dinheiro, basta ligar no Call Center, (14) 3103-0055, ou entrar em contato pelo e-mail [email protected] e agendar para que a instituição busque a doação.

Outra forma de contribuir é doar itens para o bazar da Vila Vicentina. A instituição recebe qualquer tipo de doação como objetos, eletrodomésticos, móveis, roupas entre outros. Para doar, basta ligar no telefone (14) 3103-0055 e pedir para buscarem as doações ou entregá-las na portaria da Vila.

Para ser voluntário, basta ligar na Vila Vicentina e marcar uma entrevista com a psicóloga. Ela vai auxiliar para descobrir em qual lugar dentro da instituição cada um se encaixa para ajudar da melhor forma.

Marcos Perassoli e Luiz Silva Hungaro

10- Importância

Há tanto tempo na sociedade, é fato que a Vila Vicentina faz um trabalho sério com os idosos, mas Marcos reforça: “as instituições filantrópicas estão descreditadas no Brasil. Então, precisamos mostrar para a população que esse trabalho dá certo. As pessoas ajudarem, de qualquer forma, é importante. A gente precisa acreditar nas pessoas que estão à frente das instituições”, diz.

Serviço
Vila Vicentina em Bauru
Local: Rua Jorge Pimentel, 2-5 – Vila Engler
Telefone: (14) 3103-0055
Site: www.vilavicentinabauru.com.br

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Evento gratuito reúne 21 brechós de diversos estilos neste sábado (14) em Bauru

Você já repensou sua forma de consumir roupas? A produção de novas peças de vestuário caus…