Você já parou para pensar que pelo menos uma vez no seu dia ou na semana você ingere alimentos com agrotóxicos?

Se você faz parte das pessoas que costumam comprar frutas, verduras e legumes dos mercados, alimentos que são produzidos em larga escala, é bem provável que você esteja consumindo agrotóxicos e pesticidas.

As consequências da ingestão desses alimentos podem ser perigosas para a saúde. Por isso, contaremos um pouco sobre os agrotóxicos e os benefícios dos alimentos orgânicos.

Alimentos orgânicos X convencionais

Nada mais importante para começar do que explicar quais as diferenças dos alimentos convencionais, aqueles que compramos nos mercado, para os alimentos orgânicos, que vêm ganhando bastante destaque atualmente.

Para explicar essas diferenças, conversamos com o professor de Engenharia Agrônoma da USC (Universidade do Sagrado Coração), Dr. Thomaz Figueiredo Loboque, explica de forma simples algo que muitos ainda podem não saber.

alimentos orgânicos bauru
Horta do Sítio Moringa

“A diferença entre alimento orgânico e convencional é que o alimento orgânico aproveita resíduos orgânicos para serem transformados através de compostagem, biofertilizantes, entre outros, e procura manejos naturais para controle de pragas e doenças, como a utilização de leite para controle de algumas doenças fúngicas”, ele explica.

E completa:

“Já a agricultura não orgânica utiliza fertilizante de processos industrial que na sua própria produção apresenta um impacto negativo ao ambiente, como a queima do petróleo para fixar o nitrogênio da atmosfera”.

Além disso, o professor também explica que os agrotóxicos, quando não usados de forma adequada, podem causar problemas ambientais, como a mortalidade de inimigos naturais, ou seja, uma praga que ajuda a controlar a outra, causando um desequilíbrio natural.

Vale ressaltar, também, que os alimentos orgânicos apresentam maior duração após a colheita.

Para saber mais sobre alimentos orgânicos

Nada melhor, para conhecer mais sobre os produtos orgânicos, do que conversar com produtores!

Henrique Barraviera e Cauê Taiyo são os proprietários do Sítio Moringa de Bauru, que produzem verduras e legumes de forma orgânica e explicam como é feita a produção desses produtos:

“Por se tratar de uma produção muito mais sensível e dificultosa que demandam uma maior atenção e cuidado, a produção acaba se tornando um pouco mais cara. Há também a questão desses alimentos serem uma minoria, fazendo com que a demanda seja maior que a oferta e a questão de transporte e de logística encarecem ainda mais o produto. Mas ainda é possível encontrar produtos orgânicos com preços semelhantes aos convencionais, quando adquiridos diretamente do produtor e com os alimentos da época”, explica Henrique.

Ele ainda orienta que, para quem quer comprar alimentos orgânicos, é importante estar sempre atento à certificação que vem nas embalagens dos produtos!

Vale a pena?

Devido ao trabalho que a produção orgânica pode dar ao produtor, muitas vezes esses alimentos costumam chegar com um preço mais elevado nos mercados e feiras, contudo, os benefícios para a saúde compensam em longo prazo.

“Pensando pelo lado da saúde com certeza compensa, já que você está investindo para que no futuro não gaste com consultas médicas e nem com remédios, podendo assim ter uma qualidade de vida melhor, promovendo também mais saúde para quem planta e incentivando o agricultor a continuar nesse caminho. Além de contribuir com uma produção sustentável que não agride e contamina o meio ambiente”, afirma Henrique.

alimentos orgânicos bauru
Horta do Sítio Moringa

A professora de nutrição da USC, Maria Grossi Machado, ainda conta como os agrotóxicos podem afetar a saúde das pessoas que consomem e até mesmo, de quem os produz!

“Os produtores que estão manuseando os produtos tóxicos podem ter vômitos, ânsias, reações alérgicas na pele e problemas de respiração, e nas mulheres, problemas sérios na gestação, como aborto e malformações congênitas”, explica a professora.

Além desses sintomas, os agrotóxicos podem trazer problemas mais sérios em médio e longo prazo!

“Em médio e longo prazo, podem trazer problemas sérios como cânceres, tumores, problemas sanguíneos, leucemias e problemas neurológicos”, finaliza Maria Grossi.

Fique atento!

A nutricionista Maria Grossi ainda cita os alimentos com maior quantidade de agrotóxicos, segundo a Anvisa, confira:

alimentos orgânicos

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Curiosidades sobre a doação de sangue para os bauruenses perderem o medo da agulha!

No corpo humano, o volume de sangue corresponde a até 8% do nosso peso corporal. Esse comp…