No mês de novembro, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda de Bauru (Sedecon), realizou a I Conferência de Negócios e Empreendedorismo Universitário. Uma das atividades da programação foi o Prêmio Solucionar, que visava aproximar o poder público dos centros acadêmicos das universidades de Bauru.

Dessa forma, as faculdades inscreveram projetos de extensão que podem oferecer melhorias para Bauru. Ao todo, 10 projetos foram inscritos: quatro da UNESP Bauru, cinco da Universidade do Sagrado Coração (USC) e um da ITE.

Para o Diretor de Logística e Novos Negócios da Sedecon, Ariel Lucas Barca, todos os projetos têm potencial para serem colocados em prática. “São projetos inovadores e condizem com as reais necessidades do município. Então eles são muito importantes, pois é possível colocá-los em prática”, conta.

Para avaliar os projetos, o Prêmio contou com uma banca de cinco avaliadores que escolheriam os vencedores. E o Prêmio Solucionar foi para os alunos da Universidade do Sagrado Coração (USC). Eles conquistaram os três primeiros lugares com projetos que oferecem soluções para os problemas de Bauru.

Para a Profª Dra. Irmã Susana de Jesus Fadel, Reitora da USC, a vitória é resultado do trabalho realizado na universidade. “É uma imensa satisfação, alegria e uma experiência ímpar de receber a ressonância positiva e significativa das construções educacionais diferenciadas e inovadoras que são desenvolvidas na USC”, relata.

Confira os projetos premiados:

1º lugar: Projeto de Extensão – Comunicação 3.0

O melhor projeto, segundo o Prêmio Solucionar, foi um trabalho que envolve uma comunicação integrada entre jornalismo, publicidade, marketing e relações públicas. Em execução desde 2014, o projeto da USC propôs uma ação sobre reciclagem em Bauru.

O Comunicação 3.0 tem como objetivo sensibilizar os bauruenses sobre a reciclagem. Dessa forma, o programa é composto por ações que visam ampliar o conhecimento da população sobre a coleta seletiva e as cooperativas. Em prática, o projeto irá realizar ações informativas como palestras, materiais publicitários e conteúdos em áudio, motivando a população a participar de maneira mais intensa da seleção e destinação de recicláveis, para o correto descarte dos resíduos.

Segundo um dos membros do projeto e coordenador do curso de Publicidade e Propaganda da USC, Vitor Brumatti, a facilidade em colocar o projeto em prática, foi um dos motivos da vitória. Além disso, ele conta qual a sensação de ganhar o prêmio: “Ficamos muito felizes e avaliamos que vencer o prêmio dá visibilidade à problemática da reciclagem em Bauru. Esperamos que a cidade se engaje mais nessa problemática”.

 

2º lugar: Projeto – Canteiro Vivo

Já o segundo lugar foi para o projeto “Canteiro Vivo”, que consiste na revitalização de escolas municipais do ensino infantil e fundamental. Os alunos que participam do projeto analisam as demandas de cada escola, a faixa etária dos alunos e criam um ambiente alegre e lúdico para as crianças.

Assim, por meio de espaços com nova pintura e novo paisagismo é possível estimular o desenvolvimento das crianças. Além disso, segundo a coordenadora do curso de Engenharia Civil da USC e do Projeto Canteiro Vivo, Fabiana Costa Munhoz, os novos ambientes causam um impacto positivo tanto nas crianças quantos nas famílias que frequentam as escolas.

“Os alunos extensionistas contribuem de forma efetiva e significativa para melhorar a comunidade. É fundamental para um universitário compreender que as atividades de cada profissão são especificas, mas que os problemas da sociedade estão interligados e não são distintos”, diz.

3º lugar: Ação de Extensão – Sorriso Saudável

A ação “Sorriso Saudável”, uma parceria dos cursos de Design e Odontologia da USC surgiu como uma colaboração ao projeto “Suporte coletivo para escovas dentais”, da pós-graduação em Odontologia,  que atua na Wise Madness em Bauru. Lá eles desenvolvem um trabalho de higiene bucal com crianças e adolescentes, em escolas.

O problema surgiu quando esses alunos não levavam os kits com escova de dente para o projeto e, dessa forma, não era possível ensinar sobre a higiene da boca. Por isso, era preciso pensar em uma forma de armazenar as escovas de dentes na instituição de forma correta. Foi quando o curso de Design foi acionado para dar apoio ao curso de Odontologia.

“Nós desenvolvemos uma solução para a necessidade de armazenar as escovas para que não fossem contaminadas. O protótipo é uma caixa armazenadora a partir de garrafas Pet, são capas individuais de escovas de dente. Foi uma solução prática e viável, porque pode ser facilmente construída”, explica Sileide Paccola, coordenadora de Design da USC.

Ensino superior na USC

Há 65 anos formando profissionais em Bauru, a USC é tradicional na cidade. Apesar de antiga, a universidade acompanha a evolução do ensino e da tecnologia. Dessa forma, os alunos estão sempre em contato com temas atuais, além de terem a oportunidade de colocar o que aprendem em prática.

Mas a USC vai além da graduação oferecendo mais de 40 cursos de MBA e de especialização.

Segundo a reitora, o sucesso dos alunos no Prêmio Solucionar se deve a diversos fatores.  “Relacionamos à indissociabilidade de um ensino diferenciado, que vai além das teorias e insere o estudante na prática e nos desafios de resolução de problemas. Relacionamos, também, ao perfil de estudantes participativos que aproveitam de todas as oportunidades de aprendizagem e crescimento que a USC oferece, por meios das inúmeras atividades, estrutura excelente-moderna e professores capacitados e preparados para desenvolver o potencial de cada um”.

publieditorial

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauru ganha restaurante com mais de 10 receitas exclusivas de churrasco no espeto

As noites em Bauru não serão mais as mesmas se depender do Poiá Espeto Gourmet. Diretament…