Ano novo, vida nova! É com este pensamento que muita gente inicia janeiro e acredita que no próximo ano, tudo será diferente. Mas será mesmo? Bom, isso só depende da gente, né?

E para quem tem planos de montar um negócio em 2019, nossa equipe bateu um papo com alguns empreendedores de Bauru e comentaram suas experiências e deram dicas para os futuros colegas de trabalho. Confira só:

Marcelo Bueno, um dos sócios da agência Vnew e organizador do evento Blogando
“Sou empreendedor desde 2012, tenho investido parte do tempo empreendendo e nos últimos dois anos em tempo integral. Sou organizador do Blogando, evento de comunicação e mídias sociais há seis anos e sócio da Agência Vnew há dois. Empreender é uma oportunidade/responsabilidade de fazer escolhas diárias. Parece clichê, mas você arca com os prós e contras de poder conduzir sua vida da maneira que julga correto. Empreender não era uma meta de vida, mas foi uma excelente opção. E eu acho que a maior lição é que você precisa aprender múltiplas habilidades. Ninguém vai conseguir empreender fazendo apenas o que ama todo tempo. Tem muita responsabilidade financeira, burocrática e uma grande pressão psicológica em tudo isso – e tem hora que dá medo. Mas a dica que eu dou é que vale a pena se cercar de pessoas que te apoiam e acreditam em você. Muitas vezes, nós vamos duvidar se estamos no caminho certo e essas pessoas podem nos ajudar a retomar o rumo. Outra dica é aprender a valorizar os erros que trazem aprendizados.
Nem todos os erros trazem lições, mas alguns serão fundamentais para o amadurecimento do empreendedor e do empreendimento. Não precisamos ter medo deles.”

Tabatha Creazo, uma das proprietárias do popup bar Nosso Quintal
“Tínhamos (Tabatha é sócia do marido, Ubiraja Gomes) esse sonho de ter o nosso próprio negocio desde 2017, mas não é facil! Existe o medo de não alcançar o sucesso e a insegurança de não ter salário, décimo terceiro, férias etc….. Iniciamos a execução do projeto Nosso Quintal no começo de outubro e abrimos no final de novembro e hoje tenho certeza que tomamos a decisão certa. Está lindo e evoluindo sempre. E eu quis empreender por dois motivos: primeiro porque trabalhei nessa área de alimentos e bebidas por mais de dez anos e eu queria fazer as coisas do meu jeitinho e o segundo motivo é que eu queria morar em Bauru para ficar perto do meu marido. E nesse período, a maior lição que eu aprendi foi: nunca ter medo de seguir o seu coração! E a dica que eu dou é: acho que é mais fácil quando você já trabalhou na área que pretende atuar, essa experiência te faz ter noção de prioridade.
Ter um plano de negócio é fundamental. Saber qto tem que faturar por dia e como chegar lá
Para isso é necessário testar várias receitas pois não existe fórmula mágica
Benchmark é super legal, mas ter personalidade é melhor ainda. Não tenha receio de ousar.

Patrícia Bonini, proprietária da Jojo Paper
“Já vai fazer um ano e foram vários os motivos pelo qual eu comecei a empreender, mas o maior gatilho foi a vontade de criar minha própria rotina de trabalho, executar tudo que aprendi com mais liberdade e explorar minhas habilidades. Desde o início, a maior lição foi a disciplina que aprendi a ter para começar a criação da minha marca e dos meus produtos. Fui determinando os processos, procurando as soluções e então criando uma didática para fazer tudo acontecer. Por isso, as dicas que eu dou são: seja qual for seu segmento ou quanto tempo de experiência você tem na sua área, nunca pare de estudar e ler sobre. Faça pesquisas e saiba sobre as tendências de comportamento do seu público. Anote e guarde as informações, elas sempre serão úteis em uma hora ou outra. E claro, goste muito do que você faz, isso torna tudo mais fácil e leve.”

Bruno Sesquini Bompean, um dos proprietários da loja Caramela, localizada no Boulevard Shopping Bauru
“Eu sou empreendedor há dois anos e comecei graças à minha vontade de ter nosso negócio próprio e buscar na época de crise econômica oportunidades e desafios que nos fizessem crescer. Bom, e acho que sobre a maior lição eu responderia: aprendi que empreender exige muita organização, dedicação e paciência, pois o retorno do seu investimento leva bastante tempo e você não pode desanimar! Para quem vai começar um negócio no próximo ano, indico: faça um planejamento do que quer começar, estude o mercado, concorrentes e seja persistente.”

Fabiana Neubern, proprietária da Bárbara Boutique
“Sou empreendedora desde que nasci, está no meu sangue! Eu sempre quis inovar, ser diferente, me relacionar com as pessoas, oferecer algo a mais. E eu acho que ser empreendedor é realmente ser diferente, e oferecer algo mais, mas que requer muita luta, determinação, força interior e acima de tudo, amor! Meu maior aprendizado como empreendedora foi aprender amar a todos e ao meu trabalho nas maiores adversidades. A dica que dou é: acredite no seu sonho, trabalhe muito duro, seja persistente, tenha paciência e não se esqueça do amor. Para o próximo ano, temos novos tempos em nosso País, mas na minha opinião o empreendedor deve buscar suas forças e energias de dentro pra fora, independente de crises, governos e outros fatores.”

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Amanda Araújo
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Mais uma cerveja bauruense no mercado: Palloni propõe retomar o sabor tradicional da bebida

Tomar o primeiro gole da própria cerveja pode não ter sido muito saboroso, mas isso não im…