Em tempos de crise e devido à situação econômica do país, é cada vez mais comum um profissional ter duas carreiras. Além de ser duas fontes de renda, ter duas carreiras pode proporcionar melhores oportunidades no mercado de trabalho.

Isso, porque a tecnologia desenvolveu uma sociedade bem mais competitiva, é o que explica a Consultora e Master Practittioner em PNL, Karla Alves. “Ter duas carreiras possibilita acompanhar as mudanças, desenvolver novas habilidades e ter flexibilidade em um mercado mutante que se recicla rapidamente. Então ter duas carreiras possibilita que o profissional se mantenha no mercado com sucesso”, esclarece.

Se você já pensou sobre o assunto, cuidado, ter duas carreiras é diferente de ter dois empregos. Carreira é quando você trabalha em áreas distintas, já o emprego significa trabalhar na mesma área, mas para empresas diferentes. Assim como a bauruense, Carol Brito, que exerceu duas carreiras ao mesmo tempo: a de jornalista e de doceira.

“Para conciliar as duas coisas, eu trabalhava de manhã como jornalista e fazia os doces à noite. Aí eu vendia na própria empresa que eu trabalhava como jornalista. Eu ganhava um extra muito bom”, conta.

Durante muito tempo a vida da Carol foi assim e, com a correria, ela percebeu que já não conseguia se dedicar aos filhos e outros compromissos. Dessa forma, ela deixou o jornalismo de lado para trabalhar com uma paixão, os doces.

Trabalhar com o que gosta é muito importante, já que executar a função se torna prazeroso, além da satisfação pessoal. Portanto, para quem quer seguir esse caminho, colocar as prioridades na balança é fundamental.

“Vale ressaltar que a qualidade de vida e propósitos pessoais devem estar alinhados com essa escolha. A qualidade do trabalho precisa ser mantida, assim como manter a saúde mental frente a todos estes propósitos de vida”, diz o Master Coach, Thiago Paluan.

Conciliando duas carreiras diferentes

Para Jay Alves, ter dois trabalhos diferentes tem sido vantajoso, apesar da correria. Ele é auxiliar administrativo há oito anos e, há cinco, também trabalha como músico. “Acho que as vantagens são inúmeras. Tem a parte financeira que agrega muito, mas também têm as experiências em múltiplas áreas”, conta.

E para manter duas agendas diferentes, é necessário ter competências como organização e criatividade. Além disso, saber diferenciar as tarefas que necessitam de formas distintas de pensar é fundamental. Para isso, Karla destaca algumas habilidades que o profissional com duas carreiras precisa desenvolver.

“É preciso ter controle emocional e disciplina, ter uma escuta ativa, pensamento crítico e flexibilidade. Além disso, é preciso saber resolver problemas complexos”, enumera.

Dicas valiosas

Também quer se aventura nesse caminho, assim como a Carol e o Jay? Então confira as dicas que os profissionais Karla Alves e Thiago Paluan dão!

“Tenha um bom planejamento diário, semanal e mensal. Escolha carreiras que tenham significado de valor e missão, pois o excesso de trabalho só vale a pena se trabalharmos com o que amamos. Use a disciplina para gerir o tempo. E por fim, agende pausas, momentos de prazer e lazer. A falta de relaxamento ou descanso pode resultar em fracassos pessoais e profissionais”, indica Karla.

Já as dicas do Thiago são: “olhe sua agenda, veja seus objetivos, reveja suas metas e condutas. A ansiedade é o mal do século, portanto, uma agenda bem organizada com propósitos de vida que garantem uma vida melhor e mais saudável. Assim, você conciliará o sucesso com a carreira. Crie checklists que contenham atividade física e momentos com a família”.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Diversão ou trabalho, para quê os bauruenses usam o celular?

Você consegue se imaginar um dia todo sem o celular? Seja para trabalhar ou para o entrete…