Você já parou para pensar que o seu cabelo pode fazer mais de uma pessoa feliz? É isso mesmo!

Todos nós gostamos de mudar os cabelos, pintá-los, fazer penteados diferentes e até mesmo resmungar quando eles não acordam “no seu melhor dia”. Nossos cabelos ajudam a melhorar nossa auto-estima, além disso, poucos centímetros deles também podem melhorar a vida de outra pessoa.

Pensando nisso, muitas pessoas doam suas madeixas para a confecção de perucas, doando-as para hospitais e pacientes que perderam seus cabelos após tratamentos químicos.

A ação de doar cabelos movimentou tanto as pessoas, que hoje, é fácil encontrar ONG’s e instituições que recebem os fios e os transformam em perucas.

Força na peruca

A ONG Cabelegria é de São Paulo e surgiu com a ideia de duas amigas que, após doarem seus cabelos para um hospital, resolveram fazer algo a mais pela causa, começando uma campanha de arrecadação. Em menos de um mês, elas receberam mais de mil doações.

Hoje, a ONG faz todo o processo, desde a arrecadação até a confecção das perucas, enviando-as para todo o Brasil. No total, até agora, foram feitas mais de 5.900 doações.

Assim como a Cabelegria, outras instituições propagam essa corrente de amor como o GRAAC, a ONG Rapunzel Solidária, a AACD e o Instituto Amaral de Carvalho, aqui em Bauru. As doações podem ser feitas pessoalmente ou enviando o cabelo pelo Correio.

Bauruenses doam seus cabelos

Pensando em ajudar o próximo, muitos bauruenses já cederam alguns centímetros de seus cabelos para o próximo. Laysla de Campos é um exemplo, ela se jogou de cabeça na ideia!

Após a Associação Atlética Acadêmica UNESP/Bauru promover uma campanha de doação para o Hospital Amaral de Carvalho, a estudante finalmente teve coragem para cortar os cabelos.

“Há algum tempo eu pensava que ficaria estranha de cabelo curto e que não iria combinar comigo. Então comecei a refletir sobre as mulheres que, assim como eu, também tinham esses pensamentos, mas que um dia se viram perdendo cabelo devido ao tratamento contra o câncer. Foi então que eu percebi como eu estava enganada! Felizmente eu não tenho nenhum problema de saúde e meus cabelos crescem novamente, então porque não ajudar a quem precisa? O cabelo faz parte do conjunto da beleza da mulher e doar o meu para ajudar a levantar a autoestima de alguém é gratificante”, conta Laysla.

Muitas doações também são motivadas pela proximidade com algum paciente. Esse é o caso de Mayra Mazotti e Caroline Oliveira.

“Doar o cabelo é um ato de amor ao próximo. Com certeza, ajuda muitas pacientes a elevarem sua autoestima e diminuirem pelo menos um pouco a dor e o sofrimento que estão passando”, afirma Mayra.

Mayra já está deixando seu cabelo crescer e pretende cortá-lo e doá-lo mais uma vez, assim que ele tiver o comprimento ideal.

Além disso, para quem acha que o cabelo curto vai mexer com a autoestima, essas bauruenses afirmam que a doação faz você se sentir muito bem e que as mexas crescem depois de um tempo!

“Se você pode ajudar em algo, faça! É uma sensação maravilhosa poder ajudar alguém que precisa. Essas mulheres se encontram muito fragilizadas e a autoestima e a autoimagem são muito importantes para elas. Cabelo cresce e isso é um gesto de solidariedade”, estimula Caroline.

Quero doar, como fazer?

Ficou com vontade de doar mas não sabe como? A gente te explica:

  • O cabelo pode ser de qualquer cor, inclusive grisalho, e não importa se ele tem química ou não;
  • Os fios devem ter no mínimo 20 cm de comprimento, medido a partir do elástico de amarrar;
  • Se você o cortar em um salão, avise o cabeleireiro que ele será doado, pois os fios precisam ser presos bem firmes e o corte deve ser feito com o cabelo seco;
  • Evite enviar o cabelo molhado, pois ele pode estragar e inviabilizar o uso;
  • Para quem vai enviá-lo pelos Correios, é recomendado que o amarre em uma sacolinha para depois colocar dentro da caixa ou do envelope.

*Vale lembrar que cada instituição tem suas próprias regras na hora de receber as doações de cabelo.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Jovens de Bauru mostram os benefícios em fazer os próprios produtos!

Cada vez mais nos tornamos conscientes de como nossas ações do dia a dia podem causar cons…