O bauruense João Antônio Marin, atualmente formado em Arquitetura e Urbanismo pela USC (Universidade do Sagrado Coração), criou um novo calçadão para a população bauruense!

O projeto foi pensado para o TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e orientado pela professora Fabiana Padilha.
Todos nós conhecemos a famosa Batista de Carvalho em Bauru, também conhecida como calçadão. O centro comercial reúne lojas em sete quadras com grande variedade em produtos.

 

Mas porque um novo calçadão? A ideia partiu da necessidade que o local tem de um projeto de reestruturação, já que existe uma carência de acessibilidade.

 

No ponto de vista do aluno, escolher esse o local seria ideal, não só para criar um projeto de conclusão de curso, mas para que, quem sabe um dia, possa ser realizado e ajudar a melhorar a cidade.

Calçadão para todos!

O projeto tem o intuito de dar mais acessibilidade para quem passa pelo comércio. Portanto, João criou espaços e equipamentos para deficientes físicos e visuais. Para ele, alterações no espaço como piso tátil e mesa com informações em braile são essenciais.

No projeto também seria criado um camelódromo, onde seria necessário fechar uma rua. Assim, as barracas seriam retiradas da rua e teria mais espaço para os pedestres.

“Se andar em torno da Batista é uma dificuldade muito grande pra gente, que não tem mobilidade reduzida, imagina para um cadeirante ou deficiente visual”, diz João.

 

Mudança radical

Ousado esse aluno! Dentre suas ideias está a retirada de algumas lojas. Assim, seria possível criar espaço e desenvolver o calçadão culturalmente e socialmente, trazendo espaços de arte e lazer.

Um ponto muito questionado pela banca de TCC e pelos amigos, foi a retirada dos arcos da Batista. Segundo o João, os arcos têm a proposta de proteger do sol e da chuva, mas, em certos casos, acaba abafando ainda mais o ar.

A área seria recriada com bastante vegetação, inserindo canteiros de árvores e plantas no meio do calçadão.

A população bauruense têm os arcos como um símbolo da Batista, por isso, João os recriou em outras áreas, garantindo que essa memória não morra.

“Como a Batista é um centro histórico, pensei bastante na preservação desse centro que faz parte da história de Bauru”, explica.

Alô prefeitura!

João, assim como outros alunos de Bauru, tem projetos para a melhoria da cidade, mas a prefeitura não aproveita.
O aluno afirma, “Esse é um projeto que eu daria para a prefeitura executar. Só de ver meu trabalho resolvendo e melhorando a situação da região já é gratificante! Seria o reconhecimento de um trabalho de um ano”, diz.

Com a aprovação do TCC, João pretende apresentar o projeto na prefeitura, já que trata de uma área com valor cultural e econômico para a cidade.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Vivian Messias
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Conheça três iniciativas bauruenses que estão ajudando empreendedores da cidade em tempos de coronavírus

Devido às medidas de isolamento em vigência em Bauru, que também foram adotadas por inúmer…