As aulas estão de volta e com elas, novos universitários em Bauru. As primeiras semanas de aula podem ser caóticas, principalmente, para quem não é da cidade. Se acostumar com uma nova rotina e ainda não perder o ônibus para a primeira aula da manhã pode te deixar louco.

Pensando nisso, aí vão algumas dicas que todo o universitário bauruense deve saber para aproveitar a Cidade Sem Limites:

1- Passagem escolar

Os tão conhecidos coletivos de Bauru têm quatro linhas que levam até à UNESP e sete até à USP, sem contar os ônibus que chegam às outras faculdades da cidade. A empresa de transportes coletivos da cidade, a Transurb, disponibiliza o passe de estudante em que se paga 50% do valor da passagem.

Para fazer o cartão, basta se cadastrar na Loja da Transurb, na Rua Ezequiel Ramos, 6-77, Centro. Lá é tirada a foto do passe, que fica pronto na hora!

Anota aí os documentos necessários:

  • RG ou certidão de nascimento originais;
  • Declaração de matrícula do ano.

Quando pronto, o aluno deve fazer um primeiro carregamento no cartão, equivalente a 15 tarifas-estudante.

As empresas de ônibus intermunicipal também possui carteirinha de estudante, cada qual com suas exigências.

2- Desconto universitário

Muitos estabelecimentos em Bauru, principalmente restaurantes e lanchonetes, possuem descontos para quem é universitário. Para quem não gosta ou não sabe cozinhar, dá para fazer algumas refeições por um preço camarada.

Alguns lugares também têm convênio com as atléticas de Bauru, sendo possível ganhar descontos apresentando o cartão de sócio.

  • Flipper Lanches (Rua Henrique Savi 12-40);
  • Churros Oba-Oba (Avenida Nações Unidas, – Praça da Paz);
  • Açaizando (R. Henrique Savi – 8-60);
  • Balaio de Krishna (Rua Engenheiro Saint Martin, 17-07);
  • Gold Autoescola (Rua Engenheiro Saint Martin, 15-30;
  • Empório São Lourenço ( R. Caetano Sampieri, 1-15).

São descontos em curso de idiomas, academias, restaurantes, lojas de roupa e tudo o que um universitário precisa!

3- Grupos de carona

Uma coisa que facilita muito o dia a dia de um universitário são os grupos de carona no Facebook. Neles, você encontra viagens para onde quer ir por um valor acessível.

Além disso, para os estudantes da UNESP, a esquina do Bradesco, na quadra 32 da Avenida Nações Unidas, é um ponto de caronas gratuitas para quem está indo para a aula.

4- Repúblicas

A parte da moradia também é uma questão importante para um universitário. Um forma de diminuir os custos é procurar uma república. Em Bauru, república é o que não falta, dá até para escolher: em apartamento, em casa, para meninos, para meninas, com muita gente, com pouca gente…

Ao dividir os gastos do mês, morar em uma república também é uma oportunidade de conhecer várias pessoas!

5- Aluguéis

Mas para quem quer alugar um apartamento ou uma casa, algumas imobiliárias de Bauru têm um atendimento especializado para estudantes.

Pode parecer uma burocracia, mas alguns pontos devem ser levados em conta na hora de se alugar um lugar para morar.

“Os estudantes devem ficar atentos à região onde vão escolher o imóvel, se é próximo ao transporte coletivo e se o bairro está bem estruturado para que ele tenha o dia a dia mais facilitado com supermercados, farmácia, padaria, etc”, comenta Jeanne, corretora da imobiliária Gilar.

Além disso, para quem pretende fechar o contrato junto com outros amigos, deve ter em mente a necessidade de um fiador.

6- Como se localizar no campus

Quem é universitário sabe que a primeira semana é uma loucura para encontrar a sala, o corredor e os laboratórios. Os campi de Bauru são enormes e muitos calouros caem de paraquedas nas faculdades.

Para não se perder, a dica é encontrar mapas ou casas de informação que possam ter nos campi. Além disso, funcionários e veteranos também podem ajudar e, essa, também é uma chance de já fazer amigos!

7- Turismo

E nada melhor para conhecer a cidade que será seu lar pelos próximos quatro ou cinco anos do que “turistar” por Bauru.

Aqui tem opção para todo o tipo de gosto! Mas ninguém pode deixar de visitar o Zoológico Municipal, o Jardim Botânico, o Horto do Sesc, fazer uma caminhada ao pôr do Sol na Getúlio, o Bosque da Comunidade, o Museu Ferroviário, além das exposições gratuitas que o Sesi e a prefeitura costumam trazer.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Hip Hop Julino terá diversas apresentações culturais neste domingo (21) em Bauru

As comemorações julinas não acabaram! Portanto, os bauruenses podem aproveitar o arraiá do…