Você sabe como reciclar o seu lixo? A reciclagem é um ato de reaproveitamento de um lixo descartável, utilizado-o para dar formas a outros objetos.

Depois de passar por um processo, os descartes do lixo viram papéis, pisos, revestimentos para parede, carrinhos de supermercado e até sapatos!

Você faz reciclagem na sua casa? Na maioria dos casos, a resposta será não! Isso, porque no Brasil, apesar de 30% de todo o lixo ter potencial de reciclagem, apenas 3% é reaproveitado, segundo dados do Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Hora de reciclar, bauruense!

O professor e coordenador do curso de Engenharia Ambiental da Universidade do Sagrado Coração (USC), Pedro Bento, nos ensina meios práticos para começar a reciclar!

O professor explica que o lixo doméstico é composto por vários resíduos que são diferenciados.

O ponto inicial para você começar a reciclar é separar o lixo seco do úmido. “O lixo seco é composto por materiais potencialmente recicláveis (papel, vidro, lata, plástico etc)”, diz Pedro.

“Já o lixo úmido corresponde à parte orgânica dos resíduos, como sobras de alimentos, cascas de frutas e restos de poda”, completa o professor.

Mas não é só isso, galera! Segundo Pedro, é preciso ter cuidado na hora de separar o lixo para não causar danos ambientais.

Citamos acima o tal do “lixo úmido”, que pode ter uma destinação diferenciada por meio da compostagem. “Por sua vez, o composto orgânico gerado pode ser empregado em hortas, jardins e vasos de flores”, explica Pedro.

O meio ambiente agradece!

Letícia Yosimura é estudante de jornalismo e mora em Bauru. Ela conta que, desde que saiu da casa dos pais, trouxe os ensinamentos da mãe junto!

A estudante disse que sua mãe participou de cursos do Sebrae para aprender a fazer o descarte correto de lixo, já que era proprietária de uma lanchonete.

A iniciativa passou de mãe para filha, ensinamento que Letícia carrega até hoje!

“Desde que saí da casa dos meus pais eu acabei dividindo apartamento com outras pessoas. Na maioria das vezes, elas não tinham noção de separar o lixo, então eu tentava incentivar a criar esse hábito”, explica Letícia.

A estudante conta que a experiência traz reflexões sobre a quantidade de lixo que uma pessoa pode produzir. Além disso, ela dá um foco especial à falta de informação que existe sobre o assunto.

É por isso que também estamos produzindo essa matéria, viu?

Letícia se sente feliz em fazer parte dos 3% de pessoas no Brasil que coopera para um mundo melhor!

“Não é só pra mim que eu estou fazendo isso, estou fazendo para os outros, mesmo que os outros não saibam”, finaliza!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Vivian Messias
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Três dias de ciência: Pint of Science começa hoje em dois bares de Bauru

Que tal unir o Happy Hour com um bom bate-papo sobre ciência? Aqui em Bauru, o projeto Pin…