A tatuagem é uma forma de expressar gostos, ideias e opiniões por meio da arte. Fixada para sempre em seu corpo, fazer uma tattoo é uma escolha que demanda muita reflexão. O que fazer? Em qual lugar? Colorida ou não? Será que vai doer?

Muita coisa tem que ser levada em consideração na hora de fazer uma tatuagem. E se você está pensando em se tatuar, se liga nas dicas dessas duas tatuadoras de Bauru!

Nada de ir no impulso

Muitas coisas na vida que fazemos no impulso geram arrependimentos, mas na maioria das vezes, conseguimos reverter. Com as tatuagens não é bem assim! Tudo bem que até existem tratamentos à laser para remoção da arte, mas eles são tão doloridos quanto são caros.

Por isso, a tatuadora Vitoria Rod recomenda: “antes de fazer uma tatuagem, a pessoa tem que se atentar muito ao valor que ela dá para o que vai ser tatuado, se aquilo vai representar ela daqui 10, 20, 30 anos e claro, com quem ela vai fazer”, afirma.

O que tatuar?

Pronto. Está decidido que quer fazer uma tatuagem? Agora vem uma etapa ainda mais complicada: saber o que vai tatuar. Uma frase bonita, uma música em inglês, uma flor, um coração… Na verdade não importa! O importante é sempre levar boas referências e explicar certinho para o tatuador o que se quer.

“É sempre muito importante passar tudo o que você quer e o que você tem em mente para o tatuador. Levar alguma referência de imagem e até mesmo uma tatuagem de outra pessoa”, recomenda a estudante de jornalismo e tatuadora, Júlia Belioglo.

Vai doer, e agora?

Outro medo de muitas pessoas que querem se tatuar é a dor. Você é daqueles que só de pensar na agulha na sua pele já fica todo arrepiado?

Saiba que tem alguns lugares do corpo que podem doer mais do que outros. Partes do corpo que são mais firmes, onde a pele é mais esticada e perto de ossos podem doer mais. Contudo, isso pode mudar de pessoa para pessoa!

“Todo mundo que eu tatuo, começou sentindo dor. Não teve uma pessoa que não sentiu dor! Mas chega na metade da tatuagem e não estava mais sentindo, porque acho que o corpo já se acostuma. Acho importante o tatuador deixar o cliente muito confortável, ou seja, com música, com o ambiente agradável, com algo passando na TV ou até mesmo através de conversa para a pessoa se distrair da dor”, afirma Júlia.

Mas se você está mesmo querendo se tatuar, respira e vai fundo!

“Meu melhor conselho é: aceite a dor. Quanto mais você pensar nela, mais intensa ela vai ficar”, aconselha Vitoria.

Uma boa tatuagem é sempre feita com um bom profissional, que presa pela higiene e bem estar do cliente.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Você sabia que existe um navio-museu chamado Bauru?

O Secretário de Cultura de Bauru, Rick Ferreira, participou nesta quinta-feira, dia 15, da…