Em 1940, um grupo de 40 vicentinos fundaram o que, hoje, conhecemos como a Vila Vicentina. Após um manifesto de apelo a população de Bauru, foram arrecadados 12.100 cruzeiros para a construção do lar. Hoje em dia, o local atende mais de 50 idosos.

Agora, o tradicional abrigo para idosos completa 79 anos com muita história!

Uma ajuda em Bauru

Em Bauru, o atendimento prestado pelo abrigo vai muito além do residencial e do alimentar. A Vila Vicentina conta com área médica, fisioterapéutica, odontológica, psicológica, social, de recreação e lazer, além da religiosa.

Além dos 50 idosos, o abrigo atende, diariamente, 30 homens e mulheres, que passam o dia na instituição. Lá, eles recebem alimentação, fazem oficinas de artesanato e passeios.

O espaço conta com dois pavilhões femininos, dois masculinos, enfermaria, pátio, cozinha, lavanderia, escritório e demais dependências.

Fatos sobre a Vila Vicentina

Em todo o país, as instituições Vicentinas são responsáveis por 80% dos abrigos, atuando em 153 países.

Um dos objetivos do abrigo é desmistificar a ideia dos lares serem locais de abandono. “A partir do momento em que o idoso está aqui dentro, ele tem todo o cuidado, tanto interno quanto de pessoas que vem visitar. O movimento que está acontecendo é reintegrar o idoso na família. A gente tenta reforçar o vínculo familiar”, afirma a instituição.

Além disso, a Vila Vicentina se mantém por doações e auxílios do governo. Para manter tudo em ordem, o abrigo  conta com 119 funcionários.

A Vila também organiza bazares, churrascos e muito mais!

Ajudar faz bem para o coração

Ajudar o próximo é um ato que não faz bem só para quem recebe, mas também para quem o faz. Por isso, a Vila Vicentina tem diversas opções de doação.

As doações em dinheiro pode ser feitas no Call Center, (14) 3103-0055, ou pelo e-mail, [email protected]

A instituição também recebe doações de objetos, eletrodomésticos, móveis, roupas, etc. É só ligar para o telefone (14) 3103-0055, que a Vila vai buscar as doações em casa ou basta entregar na portaria da instituição.

Não pode doar? Seja um voluntário! Para ajudar com serviço voluntário na Vila, é só ligar no abrigo e marcar uma entrevista com a psicóloga.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

A paixão pela escrita levou poema de bauruense a ser publicado em livro nacional de poesia

Rosemeire dos Santos Silva é a quarta filha de sete irmãos, esposa, mãe, avó e uma apaixon…