Bateu aquela dor de cabeça e um cansaço no corpo. O que você faz? Provavelmente vai buscar algum remédio naquela gavetinha dos comprimidos.

Pode parecer inofensivo, afinal, qual o problema em tomar um remedinho? Mas, você saiba que a prática da automedicação pode causar inúmeras consequências para nossa saúde?

O perigo nas cartelas

Dá para imaginar que aqueles comprimidos pequeninos podem fazer tanto mal quando usados de forma errada? Quem explica isso é o professor Dr. Alexandre Bechara, farmacêutico pela USC (Universidade do Sagrado Coração).

“O uso desnecessário de determinados medicamentos pode levar a ocorrência de eventos adversos graves, como por exemplo, intoxicações, processos alérgicos graves e, também, pode mascarar sintomas de doenças sérias”, ele explica.

Ter aquele remédio em casa para momentos de necessidade não são necessariamente um problema. Muitos deles são isentos de prescrição médica, contudo, na maioria dos casos, o uso é sem orientação.

Por isso, quando for comprar o medicamente, pergunte ao farmacêutico a forma correta de tomar o remédio, além de armazenamento e contraindicações.

“Doutor Google”

Com a popularização da internet e a facilidade de se encontrar qualquer resposta apenas com uma pesquisa, a prática da automedicação tem se tornado ainda mais popular. Tudo isso, somado à falta de acesso aos serviços de saúde por parte da população.

Todo mundo quer um solução rápida para os problemas, contudo, nem sempre o “doutor Google” pode ajudar.

“A realização de diagnósticos é uma prática médica extremamente complexa e que necessita de muito conhecimento técnico para ser realizada. Sem um diagnóstico adequado, não é possível conhecer o medicamento mais adequado para o tratamento do problema de saúde”, comenta o farmacêutico.

De olho na saúde

Sabendo dos riscos da automedicação, o farmacêutico Alexandre Bachara dá algumas recomendações preciosas para evitar os remédios em excesso.

“Caso seja possível, evitar o uso do medicamento. É sempre aconselhável que o indivíduo tente algum outro método, como realizar repouso quando tem uma dor de cabeça leve ou moderada ou até em um cansaço muscular. O indivíduo ainda deve conhecer a forma adequada de uso do medicamento e receber as orientações de um profissional (médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico) para o uso adequado”, aconselha.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauru tem time masculino e feminino de futebol americano e eles estão procurando reforços

O futebol americano é considerado um esporte de posição muito conhecido e popular nos Esta…