Todo mundo gosta de uma plantinha. Seja aquela árvore enorme que dá uma boa sombra, seja aquela pequenina enfeitando um cantinho da casa. O fato é que elas estão em todos os lugares, decorando e melhorando a qualidade dos ambientes.

Por isso, ter uma plantinha por perto sempre traz pontos positivos. Mas se você é uma daquelas pessoas que dizem não conseguir cuidar de uma planta, eu tenho uma boa notícia: os terrários!

Eles são, econômicos, pequenos, pouco carentes de manutenção e funcionam como canteiros cultivados em recipientes de vidro. Além disso, existem inúmeras plantas que podem ser criadas em terrários como cactus, suculentas, musgo e outras espécies.

Da terra ao terrário

Para ainda não está familiarizado com esse modo de cultivar plantas, saiba que existem diversos detalhes em torno dos terrários. Os tipos de plantas utilizadas é um deles: “[os terrários] funcionam como uma estufa e as melhores plantas para quem quer começar são as suculentas e os cactos. Elas são mais resistentes, de baixo custo e bonitas”, explica o biólogo, Felipe Cury.

Além disso, os terrários podem ser abertos ou fechados: os terrários abertos são mais comuns em vidros com a boca larga, podendo ser feito até em vasos de barro. Já os fechados devem ser sempre em vidro, sem cor ou textura, para permitir a passagem adequada de luz.

“Os terrários fechados, geralmente, simulam o clima tropical e úmido e os abertos, o clima desértico. Uma diferença importante entre eles é que os abertos não são auto-suficientes. Já os terrários fechados são, ou seja, sobrevivem com a luz que recebem e a água que umidifica o ambiente, assim como na natureza do ciclo da água”, esclarece Mariana Carareto, idealizadora da Terrear.

Para fazer em casa

A bauruense ganhou o seu primeiro terrário em 2016. Depois disso, Mariana começou a fazer terrários para dar de presente. Hoje em dia, ela tem a Terrear, uma empresa que vende terrários aqui em Bauru, e conta que é possível fazer seu próprio terrário em casa.

“Os materiais são: as pedrinhas para fazer a base e a drenagem, a terra, a areia e pedras maiores para decoração. As  plantinhas para os terrários abertos são cactos e suculentas e, nos fechados, as mais comuns são musgos e fitônias”, conta.

Depois é só seguir os seguintes passos:

  • Acomode as pedrinhas no fundo do vidro, forme uma camada de 2 a 3 cm de espessura;
  • Coloque uma camada de areia, deixe-a também com espessura média de 2 a 3 cm;
  • Por cima da areia, coloque a terra vegetal;
  • Retire a planta do vaso original e plante-a no novo vaso;
  • Depois de plantar, use pedras e pequenos objetos para decorar o seu mini jardim.

Quer mais ideias para montar um terrário? Confira as inspirações:

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Jovens de Bauru mostram os benefícios em fazer os próprios produtos!

Cada vez mais nos tornamos conscientes de como nossas ações do dia a dia podem causar cons…