A prática do esporte nos faz correr atrás dos nossos objetivos. Para a bauruense Tatiana Morais, de 19 anos, essa frase é levada ao pé da letra!

Atleta de marcha atlética, uma modalidade do atletismo, Tatiana pratica o esporte pela ABDA há cinco anos. Ao todo, a bauruense já levou para casa mais de dez medalhas, entre elas: medalha de ouro nos jogos abertos do interior em 2018, campeão da Copa do Brasil sub-20 em 2017 e mais!

2019 com o pé direito

Nada melhor do que começar o ano bem. Para Tatiana, 2019 já começou com medalha. A bauruense conquistou a medalha de prata na Copa do Brasil de Marcha Atlética. Disputando a prova de 10km na categoria sub-20, ela atingiu a marca de 52.30 minutos.

Esse tempo é uma vitória à parte, já que Tatiana bateu seu recorde pessoal com três minutos a menos.

marcha atlética bauru
Foto: Mário Lenz

O resultado fez com que a atleta se classificasse para o Pan-Americano de Marcha Atlética. A próxima disputa acontece no México, nos dias 20 e 21 de abril.

“Foi uma sensação muito boa! Eu já esperava o pódio na competição”, afirma a jovem sobre a vitória.

Parte do sucesso da bauruense vem de seu treinador, Neto Gonçalvez, que se mostra orgulhoso pelo bom desempenho de Tatiana.

“O importante é que ela melhorou muito a performance dela, abaixou três minutos da marca. Esse ano, com certeza, é o melhor começo de ano dela”, ele conta.

Evolução pessoal

Tatiana conheceu a marcha atlética aos quatorze anos, graças ao professor de educação física da escola, que levava os alunos para conhecer a ABDA.

Os primeiros treinos eram feitos na escola, até ela começar a praticar o esporte profissionalmente e gostar.

Treinando de segunda a sábado, por três horas, a bauruense viu sua vida mudar com o esporte. Além de ter que readequar a alimentação, Tatiane também evoluiu no quesito disciplina e comprometimento.

“Amadureci bastante quando comecei o esporte. Em todos os quesitos da minha vida, desde familiar até pessoal”, confirma Tatiana, ainda muito tímida. Inclusive, a timidez é outra coisa que o esporte tem ajudado ela a melhorar.

Algo que surpreende muito o treinador da atleta é o quanto ela evoluiu no esporte em tão pouco tempo.

Agora, o objetivo é focar nas próximas competições de 2019 e trazer mais medalhas para Bauru.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Você acha que psicólogo é “coisa de louco”? Profissional de Bauru mostra que não e conta os benefícios

*Foto: Caroline Rohwedder Uma pergunta rápida: se você tem o costume de ir na academia, po…