Em nossa o playlist de música sempre vai ter pelo menos uma que seja rock. Não importa qual seja a banda ou de qual época ela é, o rock é um estilo musical que ainda marca muitas pessoas.

O estilo começou a se desenvolver depois da década de 50 e já passou por muitas fases. Além disso, esse estilo se ramifica em outras diversas categorias. Entre elas estão o hard rock, soft rock, heavy metal, rock progressivo, punk rock e outros.

Mas não importa se você gosta de Elvis Presley ou de AC/DC, uma coisa não nega a outra. Mesmo depois de muito tempo, o estilo continua com uma verdadeira legião de fãs apaixonados!

E não importa a idade, seja idoso, adulto, jovem ou criança, o rock não faixa etária.

Paixão de infância

Alguns amantes do rock são fanáticos desde o berço! Esse é o caso de Isabela Almeida, universitária de Bauru e o bauruense Fabio Luiz Mendes.

Ambos se lembram de seu primeiro contato com o estilo musical desde crianças. A influência? Pais, irmãos e familiares. Assim como aprender a andar, os dois aprenderam a amar o rock e mantêm essa paixão até hoje.

“Não me vejo ouvindo outra coisa, apesar do que pensam o rock traz alegria e faz bem para a mente”, conta Fabio.

Rock, por quê?

E tem sempre aquela pergunta que a gente não fica sem fazer: por que esse amor todo pelo rock? Esses fãs tem a resposta na ponta da língua!

“Acredito que eu sou muito apaixonada pelo gênero devido à nostalgia proporcionada por este. Fora que muitas das músicas marcaram  momentos da minha vida, não só as letras mas também os instrumentais, que querendo ou não acabei aprendendo a apreciá-los por causa do meu irmão. Ele me ensinou tudo que eu sei sobre esse estilo musical”, afirma Isabela.

As letras contam histórias. Histórias de amor, de guerra, de problemas pessoais, doenças e crises. Sempre conseguimos encontrar uma música que cause identificação com a nossa vida ou momento que estamos passando.

Afinal, esse é o objetivo da música: causar identificação e falar o que, muitas vezes, nem sabemos que se passa com a gente.

Não só para os fãs, o rock também teve seu papel importante em momentos da história do mundo. O rock já foi usado em protesto contra a Guerra do Vietnã e no movimento de contracultura da década de 60 e 70 pelo movimento hippie. Afinal, quem nunca ouviu falar do Festival Woodstock? Esse estilo musical também serviu como protesto contra momentos cruciais da história do Brasil, como a ditadura. Nomes como Cazuza, Cássia Eller, Os Mutantes e muitos outros cantores usaram o rock como forma de protesto.

Inspiração na música

Não só de boas letras que vive o rock, mas também de técnica. Cada banda e cantor que surge no meio adiciona mais uma transformação ao estilo. Aliás, o gênero já inspirou diversos cantores e bandas, além de outros estilos musicais como o pop e o sertanejo com questões instrumentais, vocais e composições. Tudo isso faz com que o rock continue ao longo dos anos.

“Qualidade musical e o bom gosto para os verdadeiros amantes deste estilo é o que faz o rock ser eterno”, confessa Fabio.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauru terá oito dias de espetáculos teatrais nacionais e internacionais com evento FACE

Há oito anos é realizada em Bauru o Festival de Artes Cênicas de Bauru (FACE). Que é uma m…