Criança e doce, combinação perfeita que existe há séculos! Porém sabemos que tudo em excesso faz mal e com o açúcar não é diferente. E tirar doce de criança não é tão fácil assim, mas não existe problema se houver equilíbrio.

A Nutricionista Mariane Venâncio Silvestrini recomenda que crianças até dois anos não façam o consumo de açúcar. Após essa faixa etária é possível adicionar o ingrediente na alimentação, mas somente quando necessário. “O paladar da criança é diferente dos adultos e o quanto pudermos preservar é melhor pra eles”, completa a nutricionista.

O açúcar está presente em muitos alimentos, inclusive nos industrializados, mas ele é dispensável quando se trata de uma criança. Mariane explica que elas precisam de carboidratos para fornecimento de energia, porém é essencial dar preferência aos carboidratos complexos, como alimentos integrais, frutas e legumes, por possuírem maior quantidade de vitaminas, minerais e fibras.

“O açúcar é um carboidrato simples, ou seja, o ideal é obtermos carboidratos de melhores fontes alimentares”, comenta Mariane.

Menos doces e mais frutas!

Uma dificuldade é evitar o consumo de doces, mas eles podem ser substituídos por frutas! Portanto, é importante explorar esses alimentos em vez de partir para sobremesas e guloseimas. Além disso, substituir refrigerantes por sucos naturais da fruta e evitar alimentos processados e industrializados, são ótimas escolhas.

Um dos problemas do consumo constante de doces é a redução do apetite da criança. Além de ser uma caloria vazia, o açúcar pode influenciar no desenvolvimento da mesma devido à falta de nutrientes. “Os problemas associados são: anemia, obesidade e alergias alimentares”, explica a profissional.

O que levar na lancheira?

A lancheira é fundamental para as crianças e as opções variam de acordo com idade, preferências e horários. Segundo Mariane, é importante alternar as opções, deixá-la mais atrativa e colorida e lembrar que a lancheira precisa conter três itens principais: bebida, porção principal e fruta.

Infográfico Canva – Vivian Messias

Escovação é obrigação!

O consumo de doce e açúcar deve andar lado a lado com a escovação! Toda criança deve escovar os dentes até três vezes ao dia e é importante utilizar pasta de dente com flúor.

A Dra. Viviane Mendes, dentista e especialista em odontopediatria, comenta que o açúcar pode prejudicar os dentes se houver uma combinação do consumo excessivo com a falta de escovação.

Por isso, é possível manter o equilíbrio entre consumo de açúcar e cuidados com os dentes. A odontopediatra é exemplo desse equilíbrio, pois, no mês de abril, ela dá chocolates aos pacientes maiores de dois anos e passa o ensinamento: não há problema em comer chocolate, é só escovar os dentes depois.

“Oriento para comer o chocolate como sobremesa do almoço ou jantar e escovar os dentes logo depois”, pontua a odontopediatra.

Os pais são pontos essenciais para a formação de paladar! Segundo a Dra. Viviane, os adultos têm que presentear as crianças com alimentos cheios de sabores, principalmente as mais novas, pois isso vai influenciar nas escolhas alimentares para o resto da vida.

Além disso, é preferível que elas consumam doces caseiros, como bolos e tortas, do que produtos industrializados com açúcar e corantes que não fazem bem, não só para os dentes, mas para o corpo todo.

“Eu sempre brinco com as crianças e falo pra elas pedirem para a avó fazer um bolo com cobertura bem gostoso”, finaliza.

Consultorias
Mariane Venâncio Silvestrini: nutricionista
Viviane Mendes Fernandes: odontopediatra

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Vivian Messias
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

O Dia do Desafio de 2019 já tem data marcada para acontecer em Bauru

O Dia do Desafio é mais clássico do que você imagina! Ele foi criado no começo da década d…