O que começou como um trabalho feito por alunos da UNESP, hoje, se torna um livro fotográfico com 17 histórias bauruenses. O “Velhas Lembranças, Memórias de Vida” retrata, por meio de ensaios fotográficos e textos oriundos de entrevistas, os idosos abrigados na Vila Vicentina em Bauru.

O projeto é uma produção criada a partir de um trabalho de pesquisa da UNESP-Bauru com o Conselho Nacional de Pesquisa e Tecnologia. Os alunos responsáveis são Lucas Fúrio Melara e Ariadne Franco Mathias, orientados pela professora Ana Beatriz Pereira de Andrade. Todo o trabalho é feito em parceria com a instituição bauruense.

O livro será lançado no dia 14 de julho, no Churrasco Vicentino, tradicional festa da instituição. Contudo, a data de lançamento oficial está marcada para o dia 25 de julho, durante a semana de comemoração do aniversário de Bauru. Por isso, é notável a importância da Vila Vicentina na história da cidade.

Para os interessados em comprar o livro “Velhas Lembranças, Memórias de Vida”, basta clicar no link: http://bit.ly/2MLKbyt.

A venda do livro é 100% beneficente em prol da Vila Vicentina. Todo valor arrecadado com direitos autorais e na pré-venda é revertido ao projeto e ao abrigo, que promove qualidade de vida a 79 idosos.

Seu Avelino na igreja da Vila Vicentina

Convite internacional

O livro fotográfico comemora os 80 anos da Vila Vicentina e também um convite especial. O projeto foi convidado para distribuir o livro internacionalmente. A edição bilíngue será comercializada também em Portugal e na Espanha.

O projeto também foi convidado para participar da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), da Bienal do Livro do Rio de Janeiro e do Salão Carioca. Os eventos acontecem ainda neste ano, levando consigo a história de várias autoridades e personagens bauruenses.

Seu Avelino

O “Velhas Lembranças, Memórias de Vida” é desenvolvido entre o abrigo e a LM, agência de comunicação bauruense pautada nos objetivos de desenvolvimento da ONU.

2020: 80 Anos da Vila Vicentina

A Vila Vicentina é um abrigo de idosos de Bauru que tem sua fundação enraizada nas origens de Bauru. Fruto de caridade e voluntariado, a instituição comemora em 2020 o seu Jubileu de Carvalho.

A Vila conta com a mobilização de quarenta vicentinos bauruenses. Esses vicentinos são oriundos da Société de Saint-Vincent-de-Paul, fundada em 1833, em Paris, pelo beato Antoine Frédéric Ozanam. Assim, a entidade se tornou uma fortaleza na defesa dos direitos humanos dos excluídos.

Parte da equipe da Vila Vicentina em Bauru

Aliando-se às autoridades bauruenses de diversos segmentos, os vicentinos assinaram um manifesto de apelo à população de Bauru. No dia 1º de março de 1940, a Vila Vicentina iniciou os trabalhos em um lote doado por Antônio Galvão de Castro, Benedicta Cardoso Madureira e Diógenes Garcia.

Parcerias

A Vila Vicentina e a LM procuram empresas interessadas em contribuir com parcerias. O objetivo é ajudar com os custos referentes aos trabalhos de editoração em gráfica.

Para saber sobre o plano de mídia, basta entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (14) 3103-0055.

Siga o “Velhas Lembranças, Memórias de Vida” no Facebook e no Instagram.

Colaboração com Mana Bernardes

O projeto de pesquisa foi aclamado por promover o cuidado ao idoso em situação de vulnerabilidade social. O trabalho levou em consideração o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável #3 da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Dessa forma, o projeto faz o resgate da memória oral e da fotografia. Em seu desenvolvimento, a proposta foi apresentada à designer carioca Mana Bernardes, artista de renome internacional. Mana é influenciada pelas práticas do design social e pela sustentabilidade.

Capa do livro “Velhas Lembranças, Memórias de Vida” com manuscrito de Mana Bernardes

Ela ficou conhecida pela sua caligrafia poética, os famosos manuscritos. Assim, Mana já colaborou com diversos artistas, incluindo Marisa Monte e Marcelo Jeneci. Entre os diversos trabalhos, está o seu vídeo “Conectar- se Pelo Cordão”. Selecionado pela mostra da ID magazine, o vídeo rodou seis países além de ser exposto na Fondation Cartier, em Paris.

Mana Bernardes também se faz presente no livro “Velhas Lembranças, Memórias de Vida”. Ela assina capa e faz parte do projeto gráfico, trazendo sua poesia para a história da Vila Vicentina.

Aproveite a pré-venda do livro “Velhas Lembranças, Memórias de Vida” pelo link: http://bit.ly/2MLKbyt.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

ITE abre inscrições para o processo seletivo de mestrado e doutorado em direito

Estão abertas as inscrições do processo seletivo 2020 para os cursos de mestrado e doutora…