Nesta sexta-feira (19), às 20h, o Teatro Municipal de Bauru recebe a peça gratuita “Talvez isso não seja totalmente necessário, mas aqui está”. A produção é um documentário cênico, baseado no caso Mara Lúcia que estarreceu a cidade de Bauru nos anos 70.

Na época, a menina de nove anos foi encontrada morta e com sinais de violência sexual após dias desaparecida. O crime nunca foi solucionado. 

Sobre a peça 

A peça trata sobre as incertezas relacionadas ao ocorrido e questiona a falta de soluções para o crime. A ideia surgiu de Fábio Valério e Andressa Francelino, integrantes do grupo Protótipo Tópico. Em conversa, a dupla resolveu transformar a história sobre o caso em espetáculo.

Sobre isso, Andressa comenta: “Escolhemos essa temática delicada por ser não apenas uma marca no corpo da Mara Lúcia, mas também na história da cidade de Bauru”.

Para a construção da narrativa, Andressa e Fábio basearam-se em diversos documentos jornalísticos. Além disso, também ouviram relatos de quem viveu em Bauru na década de 70, pessoas que eram próximas da família e da própria garota. Entre elas, Eliana Cerigatto, melhor amiga da vítima e mãe de Fábio. 

“Falar na Mara Lúcia, é falar somente na brutalidade sofrida, mas existe um além disso. Existe uma pessoa e nós queríamos entender também quem era essa menina. O que ela viveu, do que ela gostava, coisas mais nesse sentido”, comentou Andressa sobre a escolha de colaboradores que auxiliaram na concepção da peça. 

Dessa forma, a obra não limita-se à violência sofrida pela garota, mas também abrange as particularidades de uma vida interrompida precocemente. Inclusive, o grupo inspirou-se no livro “Memórias do Subsolo” de Dostoiévski. 

A peça trata sobre as incertezas relacionadas ao ocorrido e questiona a falta de soluções para o crime.
Foto: (Victória Rangel)

Segundo Fábio, o próprio escritor russo considerava sua obra de um tom extremamente incomum, brutal e violento, indo diretamente de encontro com o caso Mara Lúcia. 

Escolha do nome 

O nome dado à peça pode causar estranhamento, porém foi fruto do acaso. De acordo com Andressa, após muita pesquisa, em um determinado dia, seu GPS a surpreendeu. 

Ela conta que um dia, indo em direção à rua que leva o nome da vítima, após dar o comando à sua assistência inteligente, recebeu a resposta: “Talvez isso não seja totalmente preciso, mas aqui está”. 

A afirmação tão singela, tornou-se nome da peça por também resumir a sensação que rodeia o caso. “Na hora eu assustei. Isso porque a história da Mara Lúcia é até hoje uma história que não foi totalmente resolvida, então tudo o que permeia isso é muito insuficiente”. 

Dirigida por Marcelo Soler, a produção é indicada para maiores de 16 anos e tem 70 minutos de duração. 

Serviço 

Espetáculo “Talvez isso não seja totalmente necessário, mas aqui está”
Data: 19 de julho, às 20h
Local: Teatro Municipal de Bauru “Celina Lourdes Alves Neves” (Avenida Nações Unidas, 8-9)
Telefone: (14) 3232-9493
Facebook: facebook.com/teatromunicipaldebauru

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Paula Borim
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauruense, criador de clube de leitura na cidade, lança seu primeiro livro de contos

O bauruense Bruno Sanches já incentiva a literatura na cidade há algum tempo, já que é um …