A viagem no tempo ainda não é possível fisicamente, porém há uma forma de retornar ao passado. Pensando em oferecer uma viagem imersiva pela história de Bauru, três profissionais da cidade criaram um audiotour!

O projeto “Audiotour Bauru – Vozes do Tempo” oferece um roteiro pela cidade guiado sonoramente. Dessa forma, moradores e turistas poderão passear por locais de Bauru em uma experiência auditiva que mistura música, ambientação e efeitos sonoros. Além de, claro, aprender mais sobre a história daquele espaço.

“É uma ferramenta imersiva, portanto o audiotour coloca o ouvinte imerso em uma realidade”, diz João Correia Filho. Como um dos idealizadores do projeto, ele ainda explica que existem dois objetivos por trás da ideia. O primeiro é apresentar a história da cidade e o segundo é oferecer uma ferramenta educativa.

“Bauru tem uma história muito interessante. Então a ideia é trazer à tona essa história do passado com o presente de uma forma imersiva. Além disso, queremos que sirva como ferramenta educativa para que os jovens também tenham contato com a história da cidade de uma forma muito mais interessante no sentido da imersão”, complementa.

Audiotour Bauru – Vozes do Tempo

Ao todo, o projeto apresenta roteiros que abordam três períodos da história de Bauru. Cada roteiro contempla diferentes pontos importantes da cidade: o Parque Vitória Régia, a Rua Batista de Carvalho e a Estação Ferroviária Noroeste.

A proposta é que o morador de Bauru ou o turista vá até o local sugerido, baixe o áudio em seu dispositivo e o ouça durante o trajeto à pé. Locução, músicas e efeitos sonoros guiarão o ouvinte enquanto ele visita o trajeto, permitindo conhecer os locais por uma perspectiva histórica e imersiva.

Os áudios podem ser baixados gratuitamente pelo site do projeto: www.vozesdotempo.com.

Para favorecer essa imersão, o site Vozes do Tempo disponibiliza fotos, mapas, transcrições e informações complementares de cada roteiro. O intuito é tornar a viagem ainda mais enriquecedora.

Três lugares, três fases históricas

Segundo João, os locais foram escolhidos de acordo com a história que eles queriam contar. “Foi muito fácil escolher os três lugares, porque eles são muito representativos de três etapas da história da cidade. Por outro lado, não se limita apenas ao passado, mas faz o link da história com Bauru de hoje”, relata.

  • Audiotour Parque Vitória Régia

O primeiro roteiro começa no Parque Vitória Régia. Com início na arquibancada do anfiteatro, o tour contorna a concha acústica, seguindo pelas pontes, áreas arborizadas e calçadas do parque.

Durante o audiotour, as locuções e a ambientação transportam o ouvinte para a chegada dos primeiros não-indígenas à região. Além de possuir outras histórias, como a explosão da avenida Nações Unidas no dia da visita do presidente Ernesto Geisel, em 1976.

“Escolhemos o Parque Vitória Régia porque é onde passa o Córrego das Flores. O local era estratégico para explicar que os primeiros não-indígenas vieram de Botucatu e dividiram as terras ali”, conta o jornalista.

  • Audiotour Praça Rui Barbosa

Nesse roteiro será contada a história das primeiras vias de Bauru e a formação do núcleo urbano. O audiotour levará o ouvinte ao final do século XIX, época dos coronéis, da chegada do café, da criação do município e da transformação da antiga Rua dos Esquecidos, na principal via de comércio de Bauru: a Batista de Carvalho.

O roteiro começa no coreto da Igreja Matriz e passa pela Casa Lusitana, Rua Batista, Rua Rio Branco, entre outras. O destino do tour é a estátua da Machado de Melo.

  • Audiotour Praça Machado de Mello

A ferrovia, importante ponto da história de Bauru, é o foco do roteiro. Entre alguns pontos estão a chegada dos trens e da riqueza no início do século XX. Além das ferrovias de Bauru: Sorocabana, Noroeste e Paulista. Por último, a grande estação da Noroeste e transformação de Bauru no maior entroncamento ferroviário do Brasil.

O roteiro começa na Praça Machado de Melo e passa pelos seguintes pontos: porta da Noroeste, Museu Ferroviário, Plataforma, Galpão Sorocaba, Hotel Cariani e Casa Hip Hop.

De onde vem a ideia?

Tudo começou quando o jornalista João Correia Filho percebeu que muitas cidades possuíam audiotours. Além disso, ele também é autor de quatro guias turísticos-literários: “Lisboa em Pessoa”, “À Luz de Paris”, “São Paulo Literalmente” e “Buenos Aires, Livro Aberto”.

Então, por que não trazer essa bagagem e opção de turismo para Bauru? Pois assim se fez! João criou e dirigiu o “Audiotour Bauru – Vozes do Tempo”. Para isso, ele ainda contou com a ajuda de outros dois bauruenses. João Flávio Lima é produtor, programador e músico que assina a direção de som do projeto. Já o jornalista, escritor e músico, Luís Paulo Cesari Domingues, é responsável pela pesquisa histórica e pelos textos.

Sobre o que esperam do projeto, João comenta: “Eu espero que as pessoas se apropriem dos espaços públicos, da história de Bauru e que elas se divirtam. Que as pessoas tenham uma imersão no universo da história e valorizem a cidade!”

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Costumes, fonemas e narrativa formam “Trocadilho Xoteado”, nova música de Nelson Itaberá

A música a serviço da linguística, da exploração bem humorada da cultura, costumes e da ri…