Você sabia que todas as escolas do Brasil seguem um padrão de ensino? O conjunto de diretrizes define o que deve ser ensinado aos alunos, a chamada Bases da Educação Nacional (BNCC). Definida pela Lei nº 9.394/1996, a base estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica.

Portanto, cuidar da educação não é tarefa fácil! Especialmente neste ano, em que há a exigência de reestruturação do plano de ensino para seguir as novas diretrizes educacionais com a implantação da BNCC. Por isso, a Sagrado Rede de Educação e a Equipe Gestora do Colégio São José já colocaram a mão na massa para reestruturar o plano de ensino.

Nos dias 26, 28 e 29 de agosto, a escola organiza reuniões com os pais. O objetivo é apresentar o Plano de Reestruturação Educacional e de Infraestrutura, rumo aos 100 anos do Colégio. O projeto abrange ações de inovação em todos os segmentos – educação infantil e ensino fundamental (1º ao 9º ano) – do colégio. Entre elas, estão: educação tecnológica, programa bilíngue e itinerários formativos – eletivas.

O plano apresenta novos conceitos, projetos e processos educacionais desenvolvidos pela Equipe do Colégio São José e pela Sagrado Rede de Educação. Segundo a diretora administrativa, Profª. Ma. Ir. Grazielle Rigotti da Silva, a reestruturação reafirma a excelência da instituição confessional, reconhecida há 93 anos na cidade de Bauru. Em uma entrevista para o Social Bauru, a diretora ainda esclareceu mais sobre o novo plano, confira:

– O que é o Plano de Reestruturação Educacional?

Plano de reestruturação educacional é uma modalidade de gestão organizacional que evidencia todas as dimensões da escola (organização, processos, proposta pedagógica, formação e capitação de pessoas, metodologias e práticas de ensino) tendo em vista a formação integral do aluno, o seu desenvolvimento e a aprendizagem pautados em competências e habilidades.

– Quais são as novidades no plano de ensino do colégio?

1- O ensino é pautado em novas metodologias, entendendo que a aprendizagem acontece em diferentes espaços e situações. Ensino híbrido, metodologia steam, aulas invertidas, espaços tecnológicos e outros.

2- A cultura e os espaços makers são pensados, não como novidade, mas como uma estratégia metodológica que promove o protagonismo do aluno na criação e construção do conhecimento.

3- Itinerários formativos que contribuem para a formação e construção do projeto de vida dos alunos que implica a proposta de eletivas por áreas do conhecimento e com certificação.

4- Introdução de temas contemporâneos em vista da formação integral dos alunos, desde a educação infantil até o ensino médio. Educação financeira, empreendedorismo, internacionalização por meio da implantação gradativa do Programa Bilíngue, dentre tantas outras propostas.

– O que mudou no Colégio São José?

Sobretudo, a forma de concepção da educação como um espaço de ensino e aprendizagem colaborativos. Assim, o conhecimento é construído por todos os sujeitos da escola e não somente professor e aluno. O protagonismo na sociedade do conhecimento não é privilégio de um único grupo, mas de todos os envolvidos no projeto pedagógico, centrado na pessoa.

– Qual a importância de continuar a reestruturação?

O processo que se atualiza e se inova a cada ano, especialmente, diante dessa geração de nativos digitais. Nesse sentido a gestão de inovação, em âmbito de Rede Sagrado, se ocupará em buscar constantemente as novidades no cenário educacional e nas tecnologias educacionais de relevância. Os materiais didáticos deverão contemplar as novas tendências tecnológicas. A equipe gestora deverá analisar e optar por propostas que melhor evidenciem relação custo-benefício, de modo que todos tenham acesso aos diferenciais. Essa é a tendência de uma educação disruptiva que, através de suas ações, produz inovações com custos baixos, age de forma criativa e oferece soluções e serviços correspondentes às demandas existentes no contexto em que está inserida. Ou seja, aproveita-se tudo o que já existe, melhorando e agregando inovações.

– De que forma ela irá melhorar o ensino oferecido?

Irão melhorar o ensino na medida em que forem pensadas e sistematizadas de acordo com o currículo e a proposta pedagógica. Quanto mais expressarem a intencionalidade educativa, melhor se identificarão com o projeto pedagógico do colégio e mais se evidenciarão nos resultados de excelência. O monitoramento e a avaliação de todas as ações indicarão os ajustes necessários do processo. Todas as ações previstas melhorarão as práticas de ensino e consolidarão a identidade do Colégio São José. Além da sua referência em ensino forte, construída ao longo dos anos.

publieditorial

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

LondonEye comemora 11 anos e celebra impacto do inglês e espanhol na vida dos alunos

Se tem uma coisa que nossos pais e avós sempre falam é que se desejamos investir em algo, …