No dia 3 de setembro de 1979 a profissão de biólogo foi regulamentada pela Lei 6.684. Desde então, esse dia ficou conhecido como o Dia do Biólogo.

Mas você sabe a em quais ramos um biólogo atua e qual importância dessa profissão em Bauru?

A atuação no campo da biologia é ampla, sendo assim, esse profissional pode trabalhar em áreas de pesquisa nas universidades, zoológicos, institutos de pesquisa e indústrias farmacêuticas.

Além disso, outras possibilidades do mercado de trabalho são: assessoria na área ambiental de empresas, paisagismo, jardinagem, trabalhar no setor da educação, em laboratórios de análises clínicas, parques florestais, museus, entre outras.

Biologia em Bauru

Embora alguns profissionais considerem a área de atuação um tanto restrita em Bauru, ainda há diversas possibilidades de atividade.

Por ter várias universidades que oferecem o curso de ciências biológicas, a área acadêmica costuma ser o principal ramo para qual os biólogos vão. Quem seguiu essa carreira, foi a bauruense Larissa Sbeghen. Hoje em dia, ela é consultora educacional do ensino superior e pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).

Para quem quiser seguir a área acadêmica, Bauru tem diversas faculdades e cursos da área de biológicas que podemos trabalhar, apesar da grande concorrência para as vagas disponíveis”, relata Larissa.

 

As universidades que possuem essa graduação em Bauru são: Unesp, Anhembi Morumbi, USC, Unip e Universidade de Santo Amaro (Unisa).

Além disso, há outras instituições que contratam profissionais de biologia:

Tem o Zoológico, o Jardim Botânico, o DAE, empresas de análises de solo e uma parcela grande de biólogos atuando em laboratórios de análises clínicas e têm os professores. Muitos escolhem a pós [graduação] nas áreas de interesse para aumentar as chances de ingresso no mercado de trabalho”, explica Deysi Draeger, professora de biologia da rede estadual e doutoranda na Unesp.

Quanto a importância da atuação desses profissionais em Bauru, várias atividades trazem impactos positivos para a nossa cidade. Quem explica melhor é o biólogo e empresário de jardinagem, Felipe Cury:

O controle da qualidade da água que consumimos é realizado por biólogos e químicos. O nosso Zoológico tem biólogos responsáveis por manter os animais saudáveis e mais confortáveis possíveis. O jardim botânico também. Os biólogos realizam pesquisas, levantamento da nossa flora e acolhem escolas para visitação. Em alguns departamentos de fiscalização da prefeitura também atuam biólogos controlando relatórios de impacto ambiental na construção civil”.

Quero ser biólogo quando crescer

Alguns dos profissionais entrevistados descobriram que queriam ser biólogos ainda quando eram crianças, brincando de criar bichinhos e de montar laboratórios.
Porém, um impacto significativo nessa decisão também é a influência de professores marcantes ao longo da trajetória escolar. Por isso, lecionar é também uma atuação de importante responsabilidade dentro da Biologia (e de outras áreas também) :

Eu costumo dizer que sou bióloga desde criança, pois sempre gostei muito do contato com a natureza e com os animais. Toda vez que eu podia, eu inventava um laboratório no meio dos meus brinquedos. O que move um biólogo é a curiosidade e o amor pela vida, e isso as crianças têm de sobra. Mas minha inspiração mais próxima para seguir a profissão foi o meu professor de biologia no ensino médio, o prof. Wagnão. As aulas dele eram excelentes e ele conseguia ensinar com tanto amor, que até quem não curtia a matéria saía deslumbrado”, relembra Larissa.

Eu sempre gostei de observar a natureza, fazer umas misturas em casa e me achar cientista. Na escola sempre tivemos ótimos professores de Ciências e Biologia. Foi um dos grandes motivos para me inclinar para a área”, completa Deysi.

Dia dos biólogos

 

Para quem planeja cursar essa graduação futuramente, a bióloga Queila Nascimento, recomenda:

É um curso maravilhoso para quem ama o que faz. Mas, como tudo na vida não é para ser fácil. Optem pelo curso por amor ao que você nasceu para fazer, estude bastante, dedique-se, trabalhe duro e alcançará todos seus objetivos nessa profissão linda chamada Biólogo”.

O futuro da profissão

Em tempos de corte em educação e pesquisa, todas as profissões relacionadas à ciência têm sofrido consequências no mercado de trabalho.
Porém, é importante lembrar que o biólogo tem um papel essencial na conscientização da sociedade.

O biólogo é um profissional muito ativo. Ele está frequentemente preocupado com o bem-estar de todas as espécies e sempre busca possibilitar que todas elas estejam em harmonia com elas mesmas, com outras espécies e com o ambiente em que habitam. Devido à essas características, o biólogo, melhor do que qualquer outro profissional, está sempre buscando soluções para problemas cotidianos da sociedade humana (doenças, poluição, desmatamento, mudanças climáticas) sempre disposto a investigar e testar novas formas para a utilização sustentável de recursos naturais, em favor da manutenção de todas as espécies do planeta bem como do meio ambiente”, explica a Prof.ª Dra. Rita Luiza Peruquetti, Coordenadora do curso de Ciências Biológicas da USC.

Pesquisas desenvolvidas por esses profissionais trazem grandes descobertas como vacinas, cura para doenças, melhorias genéticas em alimentos, entre outras.

Por conta disso, Amanda Martins, estudante de biologia da Unesp, espera que sua futura profissão, apesar das dificuldades, cresça cada vez mais.

Eu espero que essas barreiras possam ser quebradas para que continuem dando oportunidades para os excelentes profissionais que existem na área das ciências biológicas e que hajam maiores possibilidades de emprego e reconhecimento do papel e importância do biólogo para nossa sociedade e meio ambiente”, comenta.

O Social Bauru deseja a todos os profissionais da área de Ciências Biológicas um feliz Dia do Biólogo!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Anne Hernandes
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

A primeira impressão é a que fica, os bauruenses são receptivos com os gringos?

Sempre damos mais valor à opinião dos outros do que às nossas, né? Pensando nisso, pergunt…