Você provavelmente conhece o bairro Vila Guedes de Azevedo, não é mesmo? Mas você sabe de onde veio esse nome? Talvez seja até possível ter uma ideia, por conta da Escola Guedes de Azevedo nas imediações do bairro. 

No entanto, a escola, fundada em 1925, tem muito mais por trás de sua tradição incontestável. Ficou curioso? Vem saber um pouquinho mais sobre a história da Escola Guedes de Azevedo. 

Uma semente plantada há 94 anos 

A instituição, consagrada como a primeira escola particular de Bauru, manteve, desde seu início, diretrizes que ditaram seu sucesso na cidade. Entre elas, o cultivo de uma relação de respeito e preocupação com a educação e formação, acadêmica e pessoal, dos alunos. 

Isso, inclusive, foi o que motivou os irmãos Valdomiro, Antonio, Durval e Everaldo a fundarem a instituição, há mais de 90 anos. O atual diretor da escola, e neto de Durval, Roberto Pallotta, frisa essa preocupação dos fundadores desde os primórdios. 

“Desde o começo, ouvíamos as histórias do acolhimento que eles deram para os alunos, desde o internato. Inclusive, houve casos de eles acolherem pessoas que não teriam condições de frequentar uma escola”, conta Roberto. 

O diretor, que é a terceira geração da família a gerir a escola, comenta que seu principal objetivo é honrar o legado de seus antepassados. Entre eles, sua mãe, Dona Marília Guedes de Azevedo Pallotta, que esteve à frente da escola por décadas. 

Dona Marília, como é carinhosamente conhecida por docentes, alunos e pais, nasceu e cresceu junto com a escola. Ela iniciou sua atuação no escola apenas aos 18 anos e deixou marcas que perduram até hoje no método de ensino da instituição.

Após graduar-se em Letras, na USP, ela realizou trabalhos voltados para as séries iniciais, as quais sempre acreditou serem as mais importantes no processo de educação. Posteriormente, tornou-se responsável pelo planejamento pedagógico do ensino, desde a turma de ensino infantil até sua formação, no 9º ano do Ensino Fundamental.

Ela fez um trabalho e produziu um material que viabilizasse uma alfabetização de forma tranquila. De maneira que a criança pudesse realmente ter uma base adequada; e isso continua sendo um dos pilares da escola”, relembra Roberto. 

Atentos às mudanças 

Apesar da tradição pedagógica, Roberto pontua a necessidade da escola estar atenta às demandas atuais. A coordenadora do Ensino Fundamental I, Márcia Prado de Carvalho, também reforça isso:

Nós nunca abrimos mão da tradição, do caderno de português, matemática, redação. No entanto, nos preocupamos com a inovação e em trazer o melhor para os alunos.” 

Assim, o Guedes de Azevedo, adotará, em 2020, o Sistema de Ensino Pueri Bilíngue, e, com ele, o ensino bilíngue integrado a todas as matérias. A coordenadora também frisa que a adoção do novo material foi feita de forma cautelosa. 

Principalmente com o intuito de adequar o ensino às demandas profissionais, a direção preocupou-se em escolher um método que realmente combinasse com a escola. 

“Nós pesquisamos muito e chegamos no Sistema Pueri, porque é uma escola de muita tradição, assim como a nossa. Eles estão há mais de 53 anos no mercado e possuem um método pedagógico bilíngue. Então, nossos alunos terão aulas em inglês, e não de inglês”, explica Márcia. 


Da direita para esquerda, as coordenadoras Marly de Fátima Monitor, Márcia Prado de Carvalho e Maristela Prado, respectivamente. 

Com a adoção do novo sistema, os alunos passarão a ter todos os dias aulas de inglês, com duração de 50 minutos. Entre os benefícios do novo sistema, a coordenadora do Ensino Fundamental II, Marly de Fátima Monitor de Oliveira, pontua: 

“Eu vejo muito o bilíngue como uma experiência de aprender o inglês da forma mais natural possível. Se pensarmos no ensino de hoje, o inglês é aprendido de forma fragmentada. Agora, quando você passa ter momentos de aula, abordando vários assuntos, isso fornece mais confiança para o aluno  e ele aprende a língua com mais naturalidade.” 

Além disso, os alunos receberão certificação de seus níveis de conhecimento da língua e terão a oportunidade de cursar o colegial no exterior, graças a uma parceria que o sistema Pueri Bilíngue possui com escolas nos Estados Unidos.

Ensinamentos dentro e fora das salas de aula 

Para além das novidades no material, a escola consolidou-se como uma referência em suas atividades educacionais. Assim, Márcia pontua que um dos maiores legados de Dona Marília é a preocupação com a excelência do ensino. 

A coordenadora explica que o maior propósito dos educadores é oferecer uma formação completa. Assim, o alunos aprendem a escrever bem, interpretar textos, ter pensamento crítico e a conectarem-se com o que existe de mais atual e moderno no mundo.

“Nosso maior objetivo é que eles sejam autônomos do conhecimento. Que eles possam buscar o conhecimento e o professor seja um tutor, que orientará nessa busca”, explica Márcia. 

Para isso, a escola preza, há mais de 15 anos, pelo desenvolvimento das habilidades socioemocionais. A coordenadora da Educação Infantil, e psicóloga, Maristela Prado explica que sempre houve esse foco no aluno.

“Com as aulas de habilidades socioemocionais, temos o objetivo de trabalhar o autoconhecimento, autoconfiança, desenvolvimento pessoal. Assim, você ajuda a criança a tomar consciência do que ela está sentindo e o que ela vai fazer com esse sentimento”, explica a coordenadora. 

Dessa forma, o desenvolvimento dessas habilidades, além de humanizar o aprendizado, também traz benefícios para toda a vida dos alunos. Isso, porque também desenvolve aspectos como criatividade, autoestima, responsabilidade e respeito. 

Além das aulas de desenvolvimento socioemocional, a escola também possui opções de aulas extras. Entre elas, karate, xadrez, futsal, vôlei, street dance, balé, violino e pintura em tela.

Tradição e carinho que ultrapassa gerações

Dona Marília sempre prezou pelos valores com base na educação, trabalhando com o crescimento e a formação das crianças, além de cultivar conceitos de respeito e disciplina. E, esse trabalho é realizado há anos por um corpo docente muito sólido. 

Márcia pontua que a escola conta com professores que dão aula há mais de 25 anos lá. Outros, escrevem a história junto com a instituição há mais de trinta; que anteriormente foram alunos e hoje ministram aulas.

A coordenadora comenta que isso ocorre devido ao carinho recíproco, entre a instituição e seus alunos e professores. Além disso, devido à longa história do Guedes, muitos alunos hoje já são a segunda, até a terceira geração da família a frequentar a escola. 

Fundado em 1925, a escola Guedes de Azevedo, adotará, em 2020, o material Pueri Domus, e, com ele, o ensino bilíngue integrado a todas as matérias. 

Sobre o sentimento de fazer parte da formação educacional de jovens, transcendendo o tempo, Roberto pontua que a maior satisfação é saber que fez diferença na vida dos alunos. 

“Muitos deles já se formaram, mas passaram uma parte importante da vida deles aqui conosco. No entanto, para mim, o melhor é quando eles não têm mais o compromisso de ter, no mínimo, respeito, mas fazem questão de cumprimentar quando nos encontram. Falar como estão, quais foram as conquistas deles. É isso que nos move a continuar fazendo o trabalho e a continuar nos preocupando em fazer a diferença para esses alunos”, ressalta o diretor da instituição. 

publieditorial

Serviço 

Escola Guedes de Azevedo 

Local: Rua João Poletti, 3-54 – Vila Guedes
Telefone: 14 3879-1079
Site: www.guedesazevedo.com.br/
Facebook: facebook.com/escolaguedesdeazevedo
Instagram: @escolaguedesdeazevedo/ 

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Paula Borim
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Empresa bauruense oferece mais de 30 serviços entre segurança e administração de condomínios

Trabalhar durante tantos anos na mesma área confere uma grande experiência ao profissional…