Em meio a todas as tarefas realizadas no dia a dia, é muito importante que toda mulher saiba como cuidar de sua situação financeira e ter autonomia com o dinheiro.

Muitas podem pensar que falar sobre finanças é chato e que lidar com isso é complicado, mas além deste ser um pensamento equivocado, não podemos negar que é extremamente necessário falar sobre o assunto.

Afinal, uma boa relação com o dinheiro pode ser uma chave para a resolução de diversos outros problemas como a impulsividade nas compras, endividamento, infelicidade gerada por complicações nas finanças.

Para mostrar que as mulheres podem ter sim controle de sua situação monetária, pedimos algumas dicas à especialista em consultoria financeira Lúcia Stradiotti criadora do “Mãe por Inteiro”, negócio inteiramente dedicado a mentorear mães e mulheres para cuidarem de sua vida financeira.

1- O que os olhos não vêem o bolso sente

De acordo com a consultora, o primeiro passo para ter mais tranquilidade com as finanças é assumir o controle delas.

Para isso, é necessário começar a anotar todos os ganhos e gastos para perceber para onde vai o seu dinheiro e porque as contas não fecham no fim do mês.

Anotar os gastos tem o objetivo de três coisas: assumir o controle da situação, ver qual é seu ralo financeiro (com o que você gasta seu dinheiro) e para entender como você se sente com cada um desses gastos. São essas três coisas que vão te dar a base do que você precisa cuidar e trabalhar”, explica Lúcia.

A especialista ainda diz que muitos de seus clientes têm receio de realizar esse exercício e que quando o fazem, acabam se surpreendendo com a quantidade de gastos.

Muita gente não sabe o quanto gasta porque tem medo de olhar. Aquela velha história de que ‘o que os olhos não vêem o coração não sente’. Mas o bolso sente e quando isso acontece, o coração também sente, uma coisa puxa a outra”, declara.

Lúcia explica que é importante olhar para esses gastos e perceber o sentimento que temos em relação a cada um deles. Assim, evitamos fazer compras que deem uma sensação de realização apenas passageira.

Por fim, é legal lembrar que essa prática deve ser realizada por todo mundo, viu?

Seja você empresária, freelancer, profissional contratada ou autônoma, é imprescindível ter esse controle e anotar todas as entradas e saídas de dinheiro.


Foto: Estelle Gautier

2. Analisar e deixar de lado crenças que temos sobre o dinheiro

Quem nunca ouviu frases como “dinheiro não nasce em árvore” ou “dinheiro não cai do céu”?

Segundo Lúcia ouvir essas frases quando se é criança acaba fazendo com que guardemos essas ideias em nosso inconsciente e que isso impere em nossa vida financeira.

As nossa decisões na verdade são tomadas por essas crenças que a gente carrega sem perceber, isso é automático. Enquanto a gente não olhar para o que está no nosso inconsciente, não fizer uma investigação e cuidar disso a gente vai continuar cometendo os mesmos erros e fazendo as mesmas coisas”, esclarece.

Essa dica ainda ficou muito abstrata para você? Tudo bem, vamos dar um exemplo.

Eu tenho clientes que descobriram que não conseguiam ganhar dinheiro porque elas tinham para elas que isso destruía a família. Porque viram os avós ou os pais se separarem por conta de dinheiro, ou brigas de família. Quando a pessoa tem no inconsciente essa crença e tem um valor familiar grande, ela não quer que a família seja destruída e se auto sabota e boicota o tempo todo para não ter dinheiro. Então, ou você não ganha o suficiente, ou ganha e dá um jeito de gastar”, explica Lúcia.

De acordo com a consultora, é importante perceber se estamos repetindo padrões e ressignificar essas crenças enraizadas que podemos ter sobre o dinheiro.


Foto: Estelle Gautier

3. Saiba sua definição de sucesso

A maioria das pessoas hoje deseja ser bem sucedida, mas não tem a mínima noção do que isso significa para elas mesmas. Cada um tem uma visão sobre o que é ter sucesso.

Enquanto para mim ser bem-sucedida significa ter uma casa própria, para você pode ser ter um trabalho em que seja realizada, e assim por diante, variando de pessoa para pessoa.

Para a consultora, saber qual é seu objetivo faz com que persegui-lo e atingi-lo seja mais fácil.

O que pode dificultar é que muitas vezes nos prendemos em definições de sucesso propagadas pela sociedade, e, com isso não olhamos para nossas próprias vontades, tornando mais difícil que as alcancemos.


Foto: Estelle Gautier

4. Agradecer mais, reclamar menos

Sabe aquela metáfora do copo meio cheio ou meio vazio? Essa dica traz a mesma ideia. Lúcia aconselha que você agradeça pelo dinheiro que ganhou, ao invés de prestar mais atenção no que faltou.

Olhar mais para o que você tem do que para o que não tem, porque isso desbloqueia o fluxo do dinheiro, te conecta com a prosperidade e desbloqueia a energia. É uma questão de mudar a perspectiva e o ponto de vista. Você se vê muito mais abundante quando você foca nos dez mil que você pagou e não nos mil que faltou. Só de a gente mudar esse foco, já mexemos com a energia e dinheiro nos fins das contas é energia, ele nunca é a causa dos problemas”, ressalta.

5. Não se tratam apenas de números

A especialista afirma que seu trabalho não é focado apenas em cálculos, juros, planilhas e investimentos.

Lúcia acredita que antes de chegarmos na parte do planejamento, precisamos olhar para a parte mental, comportamental e emocional do dinheiro, a fim de mudar nossa relação com ele.

A ideia é justamente que a gente não consegue olhar para a questão financeira olhando só para os números, porque está tudo relacionado: uma vez que seu financeiro está impactado, acaba impactando todas as outras áreas. Do mesmo jeito, uma vez que as outras áreas estão em desequilíbrio, o seu financeiro também entra em desequilíbrio. A proposta do meu trabalho é a pessoa repensar essa relação com o dinheiro e ressignificar a relação com as finanças. Assim, ela poderá ter uma vida mais tranquila e mais saudável financeiramente”.

Além disso, ainda tendemos a acreditar que nossos problemas financeiros se resolvem se ganharmos mais dinheiro. Isso não é totalmente verídico, como ela afirma:

Ganhar mais dinheiro não vai solucionar seus problemas financeiros, fazer um investimento sem antes cuidar das causas do seu problema não vai adiantar nada.”


Foto: Estelle Gautier

“Mãe por Inteiro”: a maternidade muda carreiras

Apesar de ser formada em Letras, Lúcia sempre gostou de assuntos do lado humano das finanças!

Depois de ter tido seu primeiro filho, ela começou a buscar uma ocupação mais flexível para conseguir equilibrar com a maternidade. Neste momento iniciou um trabalho na internet voltado para mães empreendedoras.

Nesse meio percebeu que a grande problemática era a questão financeira ocasionada pela maneira como as mulheres estavam se relacionando com o dinheiro.

Após o nascimento do segundo filho, a consultora parou de focar apenas no empreendedorismo para abranger as finanças como um todo, mas sem deixar de ajudar mulheres com seus negócios próprios.

Com isso, se especializou em consultoria financeira e criou o “Mãe por Inteiro” que ensina mulheres e mães a terem mais tranquilidade com o dinheiro.


Foto: Estelle Gautier

Quer mais dicas?

Se você ficou com dúvidas de como aplicar essas dicas ou tem mais questões, a consultora oferece uma mentoria para as mulheres e empresas que querem resolver os problemas monetários.

O processo busca a raiz dos comportamentos que levam às dificuldades financeiras. São quatro etapas: identificação dos pontos a serem trabalhados, tomada de consciência, organização da situação atual e estabelecimento de metas futuras.

O atendimento tem uma parte presencial e uma online e durante todo o processo Lúcia acompanha a evolução de suas clientes. Outro serviço oferecido é um programa gravado por ela para a internet.

publieditorial
Serviço
Mentoria Financeira de Lúcia Stradiotti
Telefone: (14) 98810-5584
Site: maeporinteiro.com.br/
Facebook: www.facebook.com/maeporinteirooficial/
Instagram: @maeporinteiro_

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Anne Hernandes
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauru Innovation Day – terceira edição online e gratuita do evento já está rolando, confira a programação

Em sua terceira edição este ano, o Bauru Innovation Day (BID) está trazendo palestras sobr…